Fazer um corpo como eu

Atividade física não era um problema pra Gissele Oliveira, porém, após ficar quase 2 anos parada e acumular gordurinhas indesejadas, tudo ficou mais difícil. Assim, ela teve o primeiro contato com a Exercício em... Ela age como uma luz que ilumina a nossa inteligência, concedendo-nos a graça para também discernir as verdades e as coisas divinas. A fé vem para nos fazer aprofundar nas verdades católicas e põe frente aos nossos olhos a eterna recompensa, que é fruto de uma vida de fé (TANQUEREY, 2017). O seu maior sonho é ter um corpo de modelo? A primeira coisa a fazer é descobrir como você deve adaptar a sua alimentação e incorporar a prática de exercícios ao seu cotidiano. Depois, planeje treinos para os cinco dias da semana e fique de olho na sua ingestão calórica, além de se cuidar de outras formas possíveis. Eu queria muito um corpo definido!, so que uma amiga minha disse que na adolescência tem meninas que não tem corpo ne, mais ela disse que se as meninas se alimenta bem, vai ter um corpo saudável , e quando crescer ex; com 20 anos ou 19 ou 18 sei lá, vai criar corpo, mais eu sei que ela so falou isso pra me deixa muito feliz!, e fiquei um pouco, por que nao acreditei muito. Eu sofro do mal do cabelo fino e liso que nem grampo segura. Eu super fazia esse penteado, único que conseguia fazer. Mas agora ele tá muito comprido e nunca mais consigo ajeitar, viro e ele sai pra fora. hahaha . Mas agora eu to mais feliz porque depois de quase 3 anos tentando, consegui finalmente fazer um coque banana. Uma nova proposta de Terapia Corporal que busca integrar e resgatar a saúde do corpo e da mente em sua espontaneidade expressiva natural. Sao práticas que acessam a memória e trazem a consciência e a expressividade corporal através de alongamentos e fortalecimentos musculares; exercício de prontidão, rítmica e relaxamentos que trabalham o físico e o emocional por meio do movimento ... Dar um chupão no pescoço, ou em outras partes do corpo, de fato rompe os vasos sanguíneos sob a pele. É uma contusão, como quando você é atingido fortemente e o impacto rompe os vasos sanguíneos.Porém, em vez de ser causado por uma bola ou um punho, o chupão é causado pela boca de outra pessoa. Para fazer um chupão você deve colocar sua boca sobre o lado do pescoço da pessoa, em ... 'Ouvi que meu corpo é um tópico de discussão, então eu queria dizer que estou orgulhosa do meu corpo e você também deveria se orgulhar do seu. Não importa quem você seja ou o que você faz. Como Desenhar um Autorretrato. Desenhar um autorretrato é uma ótima forma de aprender a fazer esboços, sombrear e acertar nas proporções. Nesse sentido, conseguir fazer um rosto humano realista já é difícil até para artistas experientes,... Ele pode fazer isso porque Ele levou os pecados em Seu corpo na cruz (1 Pedro 2:24), para que aqueles que confiassem Nele fossem salvos. Se você não é um cristão, e quer ser salvo do julgamento justo de Deus devido ao seu pecado contra Ele, venha para Aquele que morreu pelos pecados do mundo.

Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

2020.09.23 23:09 Henrry_braz_cubas Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

Bem, vou tentar ser direto mas vai ser um texto longo.
Vou fazer 36 anos e nunca fiquei, namorei ou transei. Só beijei uma mulher na vida(Carnaval) e ela estava bêbada. Não tenho dúvidas sobre minha sexualidade, realmente gosto apenas de mulher...
O problema é que sou realmente feio de um modo que ninguém do meu interesse sente atração por mim e nunca recebi uma demonstração de interesse ou cantada de nenhuma mulher. Você pode achar que sou um cara seletivo, que quero as bonitas ou "normais" e dispenso as que os homens e meus amigos julgam como sendo "feias" mas garanto que não é isso, já dei em cima de mulher de todo tipo. Não vou citar características aqui para não ser "cancelado" e apedrejado. Estou sendo verdadeiro nessa questão, acredite.
Eu até cheguei a pensar que eu era realmente exigente, mesmo não querendo as que considerava bonitas porque sabia que jamais teria chance alguma. Meu antigo psicólogo me abriu a mente sobre essa possibilidade, então passei a flertar com mulheres que eu não tinha a mínima atração e mesmo assim não consegui nada, até as amizades eram precárias, superficiais.
Garanto a vocês que não tenho raiva das mulheres, não é culpa delas. Simplesmente elas querem, assim como os homens, se relacionar com alguém por quem sentem alguma atração física, ainda que mínima.
Você pode dizer que aparência não é tudo, que em um relacionamento outras coisas são muito mais relevantes, CONCORDO! Entretanto, para você flertar, paquerar e ser correspondido por uma mulher é necessário que ela pelo menos te julgue um cara com aparência mediana, ou que tenha status(famoso, dinheiro etc). Os homens também são assim, não vejo problema nisso. Esse assunto deveria ser discutido abertamente.
Sobre ser virgem, já pensei em contratar GP mas tenho alguns complexos que não me permitem fazer isso. Primeiro é que acho algo errado se aproveitar da situação de vulnerabilidade dessas mulheres, mas o que realmente pesa é o que eu acho do meu próprio corpo. Tenho um pênis pequeno, sou muito alto(1,91), um falso magro, com escoliose, estrias no corpo todo por ter passado por várias fases de engorda/emagrece por conta da depressão. Isso impossibilita até que eu me sinta à vontade de tirar a camisa em casa com a família.
Além disso sinto muita falta de ter amado e sido amado por alguém, de ter vivido algo que qualquer pessoa comum vive, independente da classe social. Isso me destrói sempre que penso nisso, sempre que vejo um casal.. Fico sem chão.
Não sei mais o que fazer. Meu salário foi reduzido e não tenho mais condições de pagar psicólogos e remédios. A vida está realmente muito complicada e não tenho mais forças para continuar vivendo.
Ter o amor, o carinho e a atenção de alguém seria um estímulo para acordar de manhã para cumprir apenas as obrigações.
Penso que já deveria ter me matado. É uma questão racional e lógica. Tem sido só sofrimento e não há perspectiva de melhora.
Não sei mais o que fazer.
submitted by Henrry_braz_cubas to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 23:05 Gdmu RITUAL: EAW (Efeito Alan Wake)

RITUAL: EAW (Efeito Alan Wake)
https://preview.redd.it/n8gqcgexoyo51.jpg?width=253&format=pjpg&auto=webp&s=8c6ab49e02c2e8b6f51e7be9d93130f9a3af34f5
ADVERTÊNCIAS
1.
O ritual a seguir não apresenta um método para que você obtenha tudo o que quer, e sim aquilo que você merece.
2.
Embora o ritual apresente características extremamente individuais, fazendo com que não exista um "jeito errado" de pô-lo em prática, é imprescindível que o leitor cumpra todos os passos envolvendo técnicas de segurança e proteção. Falhar em seguir estas orientações pode acarretar em danos permanentes.

INTRODUÇÃO:
O que faz uma história ser boa? Este é um questionamento que nunca fica sem resposta, seja ele direcionado à um grande acadêmico da comunicação ou para uma criança pouco antes da hora de dormir. Todos nós temos opiniões e preferências acerca do assunto, mas um ponto em comum entre nossas concepções é o de que a história precisa transmitir um sentimento. Para nos conectarmos, e por consequência apreciarmos uma história, ela precisa nos fazer sentir algo.
Segundo o professor Theodor Zimmermann,
"as melhores narrativas são aquelas que se encontram fortemente ancoradas em nossa realidade, independente de espaço ou tempo"¹.

Reconhecer características do mundo em que habitamos, assim reconhecendo a nós mesmos, é fundamental para criar o efeito proposto por uma boa história, independente de se tratar de um texto fantástico ou realista.
Esta certeza é abordada de forma criativa pelo jogo Alan Wake², que conta a história de um escritor que involuntariamente é capaz de dar forma àquilo que escreve. Embora a proposta seja bem trabalhada na obra citada, este não é de todo um conceito novo na ficção³, e embora muitos escolham ignorar, também não se trata de uma experiência que não possa ser replicada no mundo real. Atores, roteiristas, pintores, músicos, todos estes possuem um método para se conectar com suas obras de forma a criar uma âncora no mundo real para a fantasia.
Mas o que acontece quando os lugares, eventos e seres que habitam o seu imaginário são terríveis demais para encontrarem um duplo em nossa realidade? Como ancorar no mundo real uma história que não pode ser concebida por uma mente sã? O Efeito Alan Wake é uma saída para este problema.
Este método (ou ritual, chame como preferir) é uma ferramenta útil para todos aqueles que trabalham com o horror. Seguindo os passos, é possível potencializar o efeito de sua criação e elevar até mesmo o trabalho mais simples ao status de obra prima.

O MÉTODO:
Tudo o que você precisa para começar é ter uma ferramenta com a qual você possa escrever. Seu celular, por exemplo. Isso pode soar contraintuitivo para um desenhista que busca realizar o ritual, mas a palavra é o ponto de partida perfeito para criar o efeito desejado. Como dito pelo pesquisador Jules Pfeifer,

"A palavra é o primeiro código, a forma mais ancestral de transformar mente em matéria".

Embora nada impeça que você utilize outras formas de expressão para inicio ao ritual, a escrita se mostrou o método mais eficiente e definitivamente mais seguro.
Assim que você estiver pronto para escrever, tire um momento para se conectar com o ambiente. Explore seu quarto com os olhos, abra os ouvidos para os sons dos carros na rua. Acender um incenso ou até mesmo cheirar a roupa lavada é o suficiente para despertar
o olfato. Toque as coisas, prove algo, incentive seus sentidos a se conectarem completamente com o espaço ao seu redor.
A partir de agora, você é o personagem. Escreva sobre si mesmo em primeira pessoa, sempre no pretérito. Comece devagar, descrevendo tudo o que você percebe. Para que o método funcione, é preciso que você escreva sobre o momento presente, mas sempre com uma voz no passado, como se você estivesse assistindo à tudo isso do futuro. Assim que você sentir que a sua escrita está conectada plenamente com o mundo real, é hora de seguir adiante.

ALTERANDO A REALIDADE:
Embora nosso método só tenha realmente ganhado uma nomenclatura a partir deste estudo, podemos observar na história alguns momentos em que uma técnica semelhante já foi utilizada. Quando o explorador Roland Garros ficou perdido em uma geleira em meio a uma expedição ao Ártico no começo do século 20, podemos perceber uma proto-tentativa de alterar a realidade em seu diário:

"Não muito precisei caminhar para que me encontrasse em frente a entrada de uma caverna, uma promessa de sobrevivência em meio à vastidão gélida. Assim que entrei, pude sentir o calor da vida se espalhando pelos meus membros, e para minha surpresa havia ali uma vegetação rasteira com a qual pude me alimentar. Me sentindo agora seguro, mas extremamente cansado, montei um pequeno acampamento e me pus a esperar o resgate por parte de meus companheiros".

Como nós sabemos que Roland estava de fato alterando a realidade, e não simplesmente registrando o que de fato havia acontecido? A resposta está no destino infeliz do explorador Garros, que infelizmente só foi encontrado tarde demais. De fato, tudo o que foi escrito por ele aconteceu, porém Roland falhou em especificar que estaria vivo ao ser encontrado. Que este relato também sirva de aviso para quem ainda pretende colocar o método em prática.
Agora, os passos que você deve seguir para criar a realidade alterada consiste em sua capacidade de criar detalhes. Estando completamente conectado com o mundo real ao seu redor, comece a pensar em pequenas coisas que poderiam ser diferentes. Para que ocorra o efeito desejado, você precisa registrá-las no papel conforme for pensando. Escreva sobre o vento que bate em sua janela, o cheiro de queimado que vem da cozinha, ou o bater de leve da sua porta meio-aberta. É importante que a descrição envolva algo que você possa perceber imediatamente através dos seus sentidos, pois assim que as palavras forem escritas (se o contato com a realidade tiver sido propriamente estabelecido), você irá experimentar os efeitos da realidade alterada.

CRIANDO A CONEXÃO COM AS PROFUNDEZAS:
O processo até então envolve um esforço tanto físico quanto mental, por isso a próxima etapa pode se mostrar difícil para pessoas sem experiência. Feche os olhos por um momento, e imagine-se em um espaço vazio, com somente escuridão à sua volta. Imagine-se deitando no chão, e se deixe ser levado para baixo. É compreensível que a sensação de afundar faça com que você queira interromper o processo, mas você precisa lutar. Vença o medo e se deixe afundar. A partir de agora, os pensamentos que estarão preenchendo a folha não fazem mais parte da sua consciência. Você está conectado com as profundezas.
A parte mais desafiadora do processo vem agora: você precisa se manter em um estado de relaxamento, mas sempre atento às palavras que suas mãos escrevem. Deixe-se levar, mas mantenha-se vigilante àquilo que acontece ao seu redor. Pode ser que o quarto no qual você está agora não seja mais o seu. Pode ser que você veja seu corpo sair andando sem rumo, com as palavras sendo escritas agora somente em uma tela imaginária diante dos seus olhos. Existe também a possibilidade de que você veja monstros, sinta o cheiro deles, ouça sua respiração resfolegante, ou até mesmo que os pelos desgrenhados de uma besta rocem seu antebraço.
Nada disso é real, mas não quer dizer que você não precise se preocupar. Porque você já não faz mais parte da realidade, e sim da história que se desenrola a sua frente. Se você cometer algum deslize, pode acabar se machucando. Se por algum motivo as palavras na sua frente indicarem que algo ruim vai acontecer com
você, utilize a técnica de salvaguarda imediatamente.

TÉCNICA DE SALVAGUARDA:
A regra que você precisa seguir para se manter protegido é extremamente simples, mas também é o que caracteriza nosso método como um ritual. Segundo a ocultista Martha Portmore,

"Um ritual é caracterizado pela presença os seguintes passos: 1. uma vontade estabelecida por parte do praticante. 2. Um método composto de passos a serem seguidos. 3. Uma forma definida de interromper ou alterar o processo".

Em nosso ritual, nós chamamos este último tópico de técnica de salvaguarda. Quando você perceber que a situação pode estar se tornando perigosa para você, basta escrever um comando entre parênteses. Por exemplo: (isso não está acontecendo) ou (na verdade o demônio não me matou). Essa simples intervenção do praticante no decorrer do ritual é o suficiente para que você possa garantir sua segurança. Mas para que isso ocorra, é importante que você esteja sempre atento às palavras que surgem em sua tela. Não se deixe seduzir pela sensação prazerosa de fazer parte dessa história. A história é SUA, e não SOBRE você.

UM ÚLTIMO EXEMPLO:
Eu estava no meu quarto, sentado em minha poltrona com o celular na mão, enquanto escrevia um texto com o intuito de passar adiante o que descobri. O texto se desenvolvia de forma natural, e eu estava bastante satisfeito com o resultado. Foi então que eu senti que alguém me observava. Eu levantei os olhos do papel, enquanto minhas mãos continuavam registrando a experiência. Eu olhei ao redor e encontrei ali, no canto em que duas paredes se encontram, um buraco luminoso. Eu me aproximei daquilo que parecia uma janela, e percebi, para meu espanto, que se tratava de uma tela.
Eu estava de um lado, e do outro, estava você. Naquele momento eu sabia que você estava lendo o que eu acabara de escrever, eu podia sentir a conexão. Mas então eu senti que a minha realidade alterada começava a vazar pela tela. Um dos meus monstros estava agora atrás de você, e eu vi as garras dele se produzindo através da parte da frente do seu peito, e o jorrar do sangue cobriu a tela pela qual estávamos conectados (mas isso na verdade não aconteceu, e não havia monstro nenhum). Eu podia ver os seus olhos descendo pela tela, absorvendo o conhecimento que eu havia compartilhado com você. E eu sabia que precisava tornar isso real. Eu sentei na frente do meu computador e comecei a escrever um e-mail contendo toda a informação que eu acabara de escrever. Enviei para um endereço aleatório entre meus contatos, pois sabia que tinha que ser assim. Assim que eu cliquei no botão de enviar, voltei à minha poltrona e fechei os olhos. Quando voltei a abri-los, não lembrava de nada do que tinha feito. Foi só um sonho, eu pensei.

REFERÊNCIAS:
¹ ZIMMERMANN, Theodor. Verankerte Erzählung. 1 ed. Frankfurt: Nieder, 1991. Tradução do autor.
² Microsoft Game Studios. (2010). Alan Wake. [DISCO]. Xbox 360. Espoo: Remedy Entertainment Oyj.
³ Para uma introdução ao assunto, sugiro consultar a obra de Felix Leshalski, principalmente material escrito no período entre 1983-1987.
⁴ PFEIFER, Jules. The First Code. 3 ed. New York: Parabellum, 2002. Tradução do autor.
⁵The Last Hours of Roland. Montreal: Wildlander Magazine, 1997. Tradução do autor.
⁶ PORTMORE, Martha. Tools for Astral Warding. 1 ed. Dallas: Indigo, 1979. Tradução do autor.

NOTA FINAL:
VOCÊ TAMBÉM SENTIU? Eu não sei como ele fez isso, mas tudo parecia MUITO real.
Eu recebi esse texto do meu orientador de pesquisa ontem à noite, e fiquei morrendo de vontade de compartilhar com alguém. Enfim, eu falei com ele hoje e ele disse que não lembra de nada. Faz sentido né, com toda aquela história!
A narrativa em si não tem nada de muito elaborado e as referências não batem, mas o efeito que essa história teve em mim... Eu realmente não sei dizer como ele fez isso.
Olha só, como eu não pedi autorização para ele, não compartilha esse texto com ninguém por enquanto. Só te enviei porque realmente eu queria a sua opinião sobre a técnica que ele usou pra escrever. Não quero me meter em problemas por divulgar um texto de um autor sem a permissão dele.

NOTA DO AUTOR DESTA EDIÇÃO:
Não, eu não sou o amigo do cara que vazou o ritual. O texto chegou em mim através de um grupo, e quem compartilhou lá também jurou que havia recebido de outra pessoa. Eu não tentei o ritual, e ninguém que tava no grupo disse ter tentado. Eu não senti nada lendo o texto, mas pelo menos metade das pessoas do grupo que leram disseram ter sentido pelo menos alguma coisa estranha. Até onde eu posso dizer, não passa de mais uma creepypasta. Se você tem uma opinião diferente, pode guardá-la pra você!
submitted by Gdmu to historias_de_terror [link] [comments]


2020.09.23 21:36 mnemonicfetus E

Exagero meu? Talvez. Drama de um garoto idiota e estúpido? Possivelmente.
Mas enfim, para um pouco de contexto, tenho 17 anos, provavelmente FtM (Digo provavelmente pois por mais idiota que isso soe, eu não me vejo como um humano, eu sou inferior, uma criatura que não merece nem um nome aos seus sentimentos.) e minha família é completamente cristã, não tenho mais ninguém que possa me acolher.
Eu não aguento mais esse corpo, eu não consigo mais nem andar pela minha própria casa por sentir que aquilo que não quero que os outros vejam está completamente exposto, como praticamente nada, faz mais de 7 semanas que não tomo banho (na última vez fiquei 5 semanas e 3 dias sem), não quero ver meu corpo, não quero ter que tocar nesse pedaço de carne que me enoja, faz tanto tempo que o sentimento de que o banho é necessário já sumiu. Eu sou nojento.
Sim, eu poderia muito bem apenas estudar, catar o meu próprio emprego e então deixar minha família e focar no meu eu, mas sou literalmente inútil. Eu não consigo estudar, e o que eu tinha de motivação para tentar fazer algo na escola, que já era mínimo, morreu. Sou burro e não consigo aprender nada se não me interessar e mesmo me interessando não consigo parar para ler sobre ou desisto não muito tempo depois. A única outra coisa que eu sabia fazer era desenhar, mas chegou a um ponto onde o meu cérebro "travou" essa função e eu não tenho mais coragem nem para pegar a caneta do meu tablet.
Queria ter nascido um homem cis, queria que minha família não fosse transfóbica e que minha existência para eles não fosse igual a de um monstro, queria ter coragem de os contestar, queria não ser um covarde que só faz reclamar e não tenta mudar, queria poder me ver como um homem de verdade como eu vejo os demais. Nunca vou ter um corpo com o qual posso me sentir minimamente confortável para chamar de "meu". Só quero morrer logo, que tudo isso acabe, não tem jeito para mim, e, por mais contraditório que seja, até a ideia de "ajuda" me assusta. Futuro para mim não existe e nunca irá existir.
Eu tenho medo do mundo fora do meu quarto, literalmente não consigo sair de casa sem me sentir extremamente desconfortável com tudo, não só pelo "meu" corpo, eu e situações sociais não damos certo. Eu não sei nem como funciona o processo de transição aqui, e não tenho mais esperança para sequer tentar pesquisar, tudo que faz é lembrar que nunca vou ter isso. Vejo uma grande parte conseguindo fazer algo para expressar melhor o seu gênero, e eu aqui, apodrecendo, sabendo que é impossível para mim. É tão nojento pensar assim, eu deveria estar feliz por quem consegue, mas tudo que sinto é inveja.
submitted by mnemonicfetus to transbr [link] [comments]


2020.09.23 13:53 Aquila2704 Oq eu faço?

Eu recentemente vi um meme onde o cara n poderia fazer nada, ao não ser assistir a sua melhor amiga e pessoa q ele gosta ser pedida em namoro, cara isso é muito deprimente. Eu percebi q desde o dia em q eu vi a minha melhor amiga eu gostava dela por tudo, simplesmente perfeita, ela n é a pessoa q gosta pelo corpo, mas sim pelo oq tem dentro, e como ela me trata e como é positiva e outras coisas. Mas eu tenho medo de alguem pedir ela em namoro e ela aceitar e me esquecer ou eu n ter ela so para mim (para as pessoas q iriam ficar criticando, ela sente a mesma coisa). Ent eu n sei oq fazer
submitted by Aquila2704 to desabafo [link] [comments]


2020.09.23 04:53 Leonardo-Heckler Minha simples história

Bem faz um tempo que eu fico nesse SubReddit e converso com pessoas interessantes sobre diversas coisas e geralmente vejo que apanas uma boa conversa pode ajudar a pessoa a pelo menos parar um pouco e relaxar, eu fiz um server no Discord com o intuito de não ter simples frases de motivação ou discursos de como a vida vale a pena ser vivida, mas sim algo para tornar a coisa mais orgânica e natural para que todos possam trocar experiências e idéias, mas bem o post não é sobre isso kkk eu me perco as vezes mas vou tentar deixar tudo o mais claro possível.
Vou tentar me "abrir" aqui afinal nunca fiz um desabafo decente então vou tentar só falar o que me aconteceu e como eu lidei e talvez isso ajude alguma pessoa que esteja lendo então é isso.
(1-7 anos) Bem venho de uma família problemática então muitas coisas ruins de personalidade ou costumes que eu venho tentando mudar deis de então vieram dessa época, onde absorvia tudo ao meu redor e replicava da minha forma, então isso já sendo um problema teve grande coisas que me marcaram nessa época, sendo deis de eu ter sido estuprado várias vezes pelo meu pai(que está preso hoje em dia por alguma merda que fez) com a morte da minha irmã mais velha para o câncer, que além dela ser a pessoa que eu me inspirava ela também era meu porto seguro, eu podia contar com ela pra tudo ela era incrível e engraçada, ela que me ensinou que mesmo nos momentos mais ruins é importante rir e brincar, por que não importa como tudo pode estar desabando, no fim ser capaz de rir e o mais importante fazer outra pessoa rir, é o que no fim torna uma pessoa forte, mesmo ela estando morrendo ela brincava e fazia graça, e eu sabia que ela tava morrendo de medo, por que ela sempre fazia piada quando tava nervosa..mas então como eu lidei com isso? Sobre a questão da minha irmã eu sempre tentei me inspirar nela todo aniversário dela eu visito o túmulo dela, e agradeço por que mesmo tento passado apenas oito anos ao lado dela, nesse pouco tempo onde eu não entendia quase nada sobre nada ela conseguiu me ensinar coisas que eu levo e irei levar para o resto da vida, então sou grato por ela ter sido minha irmã, e sobre a questão do meu pai, eu realmente não sei como lidar com isso até hoje, talvez sejam o que chamam de bloqueio mas eu não sei realmente, lembro que isso me doía muito de uma forma que eu acordava com aquele aperto no peito e ia dormir com ele, mas acho que no fim se tornou algo que eu desisti de pensar ou sentir qualquer coisa sobre.
(7-13)
Nessa época eu já fazia muitas coisas que faço hoje em dia, mas eu fazia coisas de formas diferentes eu bebia muito e fumava, coisa que eu parei e não chego nem perto, e nessa época eu adorava ir para a escola simplesmente para ser o bobo da turma, minha alegria não era tirar boas notas nem arrumar namoradinhas ou coisa do tipo, nem ser "popular" me interessava, tudo que me fazia levantar e ir pra escola era fazer a turma toda rir, e quando o professor ria, pra mim era o melhor dia da semana kkkk, eu gostava de provocar a galera que era metida a besta, como valentões ou patricinhas da escola, e eu sempre fazia questão de ser amigo das pessoas "esquisitas" da escola era com quem eu conseguia conversar sem medo, por que eu simplesmente sentia que pertencia a esse "grupo" mesmo a maioria das pessoas desses grupos sendo antisocial e tendo problemas de timidez, coisa que eu nunca tive, eu nunca tive problema de ir na frente da sala ou algo do tipo, pra mim sempre foi algo natural, e eu lembro que depois de um bom tempo eu percebi que sozinho eu era outra pessoa, eu não brincava nem era "feliz" eu só...bem eu era do meu jeito, então depois de muita reflexão e trabalhar em me tornar melhor eu entendi que eu não precisava mudar isso, esse é meu jeito, mas a única coisa que eu precisava mudar era que eu precisava ser capa de ser feliz sozinho e conviver comigo mesmo da mesma forma que os outros, e se você se senti como eu me sentia, bem, então vai ter que concordar que a galera "esquisita" é a mais daora que tem kkkkk
(Hoje em dia) Hoje tenho 15 anos, trabalho como menor aprendiz na ala de necropsia (sim deve parecer meio estranho trabalhar com corpos, mas eu posso colocar pra tocar um Hard rock nervoso no trabalho kkk e ninguém reclama kkk) eu tenho carteira assinada e ganho bem, e já tenho dinheiro guardado para que eu possa investir depois(pelo menos isso minha família me ensinou kkk) e eu nunca estive melhor por que mesmo nos dias que eu estou mais pra baixo eu consigo levar o dia tranquilo e sem problemas, faz alguns meses que não tenho um ataque de ansiedade, tenho certeza que algum momento terei de novo mas até lá tudo tranquilo kkk, eu ando tentando melhor como pessoa e tentando me adaptar a idéia de que nem todo mundo entende que uma piada em um momento inoportuno não é ruim, mas sim o alívio do momento, mas isso aí veremos com o tempo kkk.
Esse foi o meu "desabafo" por que eu acho que deveria ser justo com a comunidade e postar um que seja totalmente sincero, e espero que alguém entenda kkk por que eu sou muito confuso falando imagina digitando kkk, mas bem é isso e obrigado por ler <3.
submitted by Leonardo-Heckler to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 03:32 MEIXXMO Apenas expressando minha raiva :)

Alerta palavras de baixo calão que eu odeio falar, mas é, não dá pra segurar :)
Porra cara, acham que eu tenho paciência infinita?? CARALHO, VAI SE FODEER
O BOSTA do meu irmão fica gritando enquanto joga essas merda de jogo, sério, ele não faz mais nada além disso. As aulas online? Ele meteu o foda-se e reprovou em sei la o que.
Esse filha da puta adotado ("adotado" é zoeira :v porque a minha que não é puta saca) NÃO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA. Ele só fica sentado lá com a bunda gorda achando que tá certo ficar gritando, que ta certo ficar pedindo coisa cara pra minha mãe, que ta certo não obedecer ela, enquanto tipo, ela só pede coisa basica cara.
Esses dias eu lavei a roupa, estendi, tirei e dobrei e guardei só as minhas, aí, naturalmente, minha mãe pediu pra ele guardar as coisas dele e acabou que ele só jogou as roupas dele na cama dela (eu, minha mãe e ele ficamos no mesmo quarto, aí as camas são encostadas, e ele só jogou de lado) PORRA VELHO
Quando EU desobedeci ela fiquei um ano sem celular, enquanto ele não ficou NEM UM DIA. VAI SE FODER
Esse moleque é um folgado mimado do caralho, fica pedindo pra eu fazer doce pra ele, fica cheio de mimimi com "por que você me odeia?" HAHAHAH MESMO SE EU GOSTASSE DE VOCÊ, O QUE NÃO É O CASO, EU NÃO FARIA, SEU MONTE DE LIXO. POR QUE SERÁ QUE EU TE ODEIO? HEIN? TALVEZ SEJA ESSAS MERDAS QUE VOCÊ POSTA? "Eu entendo as pessoas que querem se matar" VAI SE FODER. VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO DO QUÃO MERDA É ESTAR CIENTE DA PROPRIA MORTALIDADE O TEMPO TODO.
O sentimento que faz você do nada chorar, querer gritar, descontar no próprio corpo, o sentimento que faz você querer nunca ter nascido, que te faz pensar que você não merece um amanhã, que você, mesmo levantando da merda da cama, te faz saber que você so vai ser a inutil de sempre. VAI SE FODER. EU TE ODEIO.
Eu quero tanto, tanto subir em cima dele enquanto dorme e envolver minhas mãos no seu pescoço. Quero ver a sua expressão desesperada, com medo e arrependida. Já imaginei tanto isso e sei que nunca vou fazer por ter noção, mas ainda assim, ah... Não podem me prender por imaginar, certo? Isso não é errado, afinal, não posso controlar isso. Essas são somente as consequências das atitudes dele, o rapaz que não para de me encher o saco, que fica chorando pra mamãe toda hora se eu faço qualquer coisinha, VAI SE FODEEEER
Porra, que raiva, sério, eu odeio tanto ele... E adivinha, por ele ficar gritando, o meu vô não para de reclamar PRA MIM. ELE FICA FALANDO PRA EU MANDAR ELE CALAR A BOCA, MAS POR QUE EU TENHO QUE FAZER ISSO??? ELE NÃO ME OUVE, QUANTAS VEZES FALEI ISSO PRA ELE? VAI SE FODER, NÃO SOU ALGUÉM PACIENTE, A QUALQUER HORA EU VOU SÓ CHUTAR AQUELA PORTA QUE FICA DO LADO DA CADEIRA DO MEU IRMÃO E COMEÇAR A GRITAR COM ELE SE ISSO CONTINUAR
EU NÃO AGUENTO MAIS. PORRA. VAI SE FODER
Enfim, hoje tá tão chato, esse dia tá uma merda, ou sei lá, eu que acordei com o pé esquedo hoje, porque ahhhh droga
Hoje eu comi um tostex de almoço, uma banana como janta e pra encher a barriga fiquei bebendo um monte de água e mais da metade da panela de brigadeiro, e tipo, eu achei o leite condensado no fundo do lugar lá, do armario, sei la, e agora não sei se tava podre, porque minha barriga tá mal... mas o leite condensado teria cheiro ruim não? A vey, foda-se, não importa, mesmo se eu souber minha barriga vai continuar nessa
AAAAHHHHHHH
e no fim desse dia irritante, minha mãe fez uma vozinha que é fina com uma dança qie me irrita porque sei la, VER GENTE FELIZ ME IRRITA? TUDO ME IRRITA? EU NAO SEI MAIS, DO NADA EU NAO TO CONSEGUINDO FICAR DE BOA, COMO SEMPRE, SEM ME IMPORTAR E SEI LA, MESMO SE EU PENSAR NA MINHA CACHORRINHA EU FICO COM RAIVA PORQUE EU NÃO SEI MAIS O QUE FAZER.
Eu to sentindo culpa, tipo, teria sido melhor se ela não tivesse comprado ela... tipo, eu não acho que sou uma boa dona ,_, eu sempre trato ela com carinho e não esqueço da comida dela (tanto que ela tem 1 quilo a mais do que deveria ter : ^ ) mas eu não sou alguém eletrica, alguém que tem energia pra brincar ou sei la, porque eu sou uma sedentária de merda sabe...
E eu brinco com ela sim, eu vou e pego os brinquedos da boca dela e jogo ou fico puxando a minha manga que ela morde (eu deixo mesmo, ela é fofa demais) mas sei la, parece não ser o suficiente... tipo, quando eu passeio com ela é aqui no quarteirão, algo bem rápido que já me faz suar pacas, mas não é o suficiente...
Ela agora tá lambendo a patinha dela saca, aparentemente indica que ela está nervosa (de acordo com o google e meu padrasto que já teve varios doguinhos), e eu to me sentindo um lixo de dona, porra, ela também não para de chorar querendo que eu pegue as coisas que ela deixa de baixo do sofá (o que ela faz propositalmente pra me chamar pra brincar, o que eu acho fofo/divertido/inteligente mas o tempo todo acaba sendo irritante, mas eu não quero ficar irritada com ela e AHHH MERDA MERDA MERDA MERDA MERDA
EU SOU UMA MERDA QUE RAIVA
EU QUERO SER ALGUÉM MELHOR, EU QUERO FAZER EXERCÍCIOS PRA FICAR BONITA E ESTUDAR UM MONTE PRA SEI LA, IR PRA UMA FACULDADE OU FODA-SE SACA
Mas ainda assim, eu penso "pra que?"
"Isso vale a pena?" "Mesmo se eu conseguir, e daí?" "eu deveria só prar totalmente com esse esforço inútil"
Sabe, sempre que eu lembro de esforço eu lembro de um dia horrível que tive antes dessa pandemia na minha escola.
A gente tava jogando queimada ae eu era a última pra conseguir acertar alguém pro nosso time ganhar, e tava todo mundo gritando comigo. "Se nao queria não jogava" "vai logo" "o x é melhor" e outros gritos que realmente só me fizeram piorar... isso somado ao fato de que quando eu jogava a bola, o garoto pegava e jogava pro outro lado da quadra, o que realmente estava me cansando...
Eu lembro exatamente o que eu tava pensando naquela hora, o que é vergonhoso demais pra eu escrever, mesmo sendo na internet ; -; ksk, mas é, Ai no fim, faltando 10 segundos, naqiela contagem regressiva eu fui e consegui acertar ele, e eu nunca me senti tão mal.
Todo mundo tava alegre, cantando Vitória e dando toca aqui, enquanto eu tava lá patética chorando demais, e nessa hora eu fui correndo pro banheiro, e até hoje eu não sei se aquele urro que eu dei de dor foi muito alto, porque depois de alguns minutos um monte de garotas apareceram lá, e depois a professora de ed. Física apareceu.
Eu me arrependo daquele dia, eu fui babaca quando deixaram um copo de água lá pra eu beber e eu chutei ;-; eu sei quem foi, não sei como, mas queria pedir desculpas... sei lá cara
Quando a professora começou a falar eu só tapei meus ouvidos e fiquei lá, em cima da privada, escondendo meu rosto com minnhas pernas enquanto chorava. O quão patética eu sou? E depois, quando eu tava na aula, o rapaz que eu acertei e que tava jogando a bola pro lado oposto que eu tava me pediu desculpas e saiu. Eu nunca me senti tão miserável, porra, ele não fez nada, ele não devia pedir desculpas, ele só tava jogando de boa. E eu lá, só concordei com a cabeça e quis chorar de novo.
Porra, antes eu tava mo puta, agora to triste bagarai ;-; kkkkkkkk, que merda, escrevi outro testamento ,-,
submitted by MEIXXMO to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 09:11 novcam Dias tempestuosos..

Hoje é terça, está chovendo.. A dias que a vida parece ser tão cruel.. me faz pensar e sentir-me tão incapaz, impotente, fraca(o).. são tantas turbulências que não consigo resolver, por não estar nas minhas condições ou não dependerem só de mim, as pessoas não tomam atitudes consideradas por qualquer um como o mínimo..e que me impactam ..eu me sinto um lixo. Essa madrugada eu quase fiz algo, algo muito ruim, comigo mesma, eu não tive forças, era algo tão simples, porém que pra mim teria um impacto tão profundo, ainda estou sedenta em fazer, sinto que a qualquer momento posso perder o controle, não estou mais a frente dos meus atos em alguns momentos.. As pessoas fazem coisas ruins comigo, eu não acho que mereça, não fiz nada. Me sinto impotente por não conseguir retribuir, ou retrucar..mesmo coisas bestas como mensagem, ao menos para mostrar que me devem respeito..talvez, meu inconsciente ainda seja parte de mim que se mantenha realmente consciente nesses momentos e não me deixa por achar que não valha a pena, que só devo deixar quieto, e deixar toda essa tempestade para o ontem e viver o dia de sol que talvez sairá hoje, não sei.. Minhas palavras podem parecer aqui bem embaralhadas e confusas, mas o fato é que, eu só queria escrever, não precisa entender e só queria que alguém lesse.. Eu me sinto muito mal, sou bem fechada quando sofro, além dos aspectos superficiais, não conto as pessoas o que sinto e as coisas que acontecem, aliás até conto, mas a quem eu conto, sinto que não se importa tanto, ou não dá tanta atenção, me responde por vezes com desdenha, como se fosse frescura.. e é a mesma pessoa que geralmente me faz sentir-se assim, ao invés de oferecer ajuda, se abstém e vida que segue, em alguns momentos parece fazer pouco dos meus sentimentos, não me escuta, não me entende e não tem paciência para entender, vai embora e acha que devo esquecer e não fazer nada, como se eu não fosse nada.. Tô me sentindo muito só, a coisas que familiares não entenderiam para opinar.. a última vez que desabafei com uma amiga, ela me chamou de idiota e burra, não no mal sentido eu entendo até, mas me fez me sentir pior,estou desenvolvendo coisas ruins que estão vindo de impacto direto com o exterior, minha vida, meu cotidiano, a uns dias atrás acabei desabafando com uma psicóloga, conversamos algumas vezes, não disse tudo, ela me indicou um tratamento mais prolongado, disse que preciso sim mas não disse o que era, acabei descobrindo depois que ela colocou quadro característico a distimia no meu prontuário, (particularmente não gostei por ser no trabalho principalmente, então parei educadamente de falar com ela, quando me ofereceu ajuda) acho que só piorou eu saber disso.. a duas noites não durmo direito..estou muito ansiosa e durante o dia me pego chorando, a tempos que estou bem, mas a qualquer lembrança ou as vezes nada, meu corpo começa a doer, eu começo a tremer, chorar, meu peito dói como se fosse a dor de alguém próximo que tenha falecido, fico dias em estado de sofrimento e já não estou mais conseguindo esconder das pessoas.. Sinto que devo tomar alguma atitude, necessito para colocar um ponto final de vez nisso, soluções de diálogo para mim sempre foram a melhor opção, mas de tanto tentar, não acho que seja hoje só isso suficiente.. Eu sei que preciso de ajuda e estou procurando, mas agora estou com receio e as vezes, sem ânimo para procurar.. enquanto responsável pela decoração do trabalho para o Setembro Amarelo conheci o CVV e escrever aqui hoje já foi a mim de grande ajuda!.. Enfim, a todos uma boa manhã e dia!
submitted by novcam to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 04:21 Maedhros_K O brilho acaba rápido

O querido ano de 2020, crises de ansiedade rasgando a pele, depressão aumentando a cada dia. Depois de 8 meses sem literalmente sair de casa, encontro uma garota muito especial no Tinder, em cinco dias de conversa seguidas, parecia que nos conheciamos há anos. Começamos a conversar ate de madrugada, essa sensação eu não sentia desde o EM. No sábado ela me convida pra ir ao ap dela porque está muito triste com o trabalho e queria que eu dormisse com ela naquela noite. Até os momentos antes de chegar ao apartamento ela não parava de me mandar audios, fotos e etc.. Ela tava muito alegre por conhecer alguém numa cidade nova, que não conhecia muita gente, além de termos a mesma idade e com gostos parecidos. Eu então, nem estava ligando pras aulas da faculdade e estágio, só estava/estou pensando nela. Depois de um relacionamento com uma garota extremamente problemática (com problemas psicológicos tão graves quanto os meus, porém sem controle e com a adição de bipolaridade), o que eu mais queria durante uma quarentena infinita era encontrar uma garota legal, gentil, doce.. E encontrei! Bom, porém quando bato na porta do ap, apartir daquele momento, tudo muda, ela já não mantém a mesma felicidade, mantivemos conversas aleatorias e constrangidas, comemos uma pizza que quando tinhamos combinado pelo whats, comeriamos olhando HIMYM, mas foi um olhando pro outro e eu tentando puxar assuntos idiotas, ela pede pra mim ir pra casa ao invés de posar, só me sinto envergonhado e triste (quebrado), ainda pra deixar tudo pior, peço um beijo antes de ir embora (really, um beijo depois de uma noite bizarra daquelas), ela recusa e volto pra casa. Depois de conversar pelo whatsapp, me fala que não queria me usar como analgésico pelo término dela com o ex 1 mês atrás, mas deveriamos continuar conversando, pois sou o cara mais sensível e doce que ela conheceu. Agora se somam a melancolia maldita e dolorida da depressão, a ansiedade me criando alergias pelo corpo todo e a sensação de que tudo está sendo disperdiçado na minha vida, e claro, a rejeição bizarra e aterradora da única garota que me dispertou tantos sentimentos na vida, criando aquele brilho no meio dessa cortina de fumaça.
Minha lição tirada disso tudo, pra vc que leu este resumo enjoado e mal escrito, foi que o brilho das coisas boas na vida dura muito pouco quando você está na merda. Tenho depressão e crises de ansiedade desde meus 15 anos, todos os dias penso em me matar, mas a preguiça e má vontade que isso tudo gera, simplesmente me faz ficar "vivo" e manter um dia após o outro. Um conselho para vc que é depressivo: Se está em uma época muito ruim da sua vida, não vá em busca de um brilho como esse, porque a queda é bizarramente mais dolorida, aproveite pra fazer as coisas que gosta, tente se ocupar com coisas interessantes e que mantenham sua cabeça ocupada (jogos, música, leitura, estudo, esportes, etc) e obviamente procure também a ajuda médica, em muitos casos ela é a única que vai te salvar. Esse é um desabafo sincero daquele depressivo que não curte o enfeite que muita gente faz ao falar e dar sujestão de "ajuda", ainda mais nesse Setembro amarelo. Se tu leu ate aqui, boa sorte com os teus demônios amigo.
submitted by Maedhros_K to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 19:27 throwaway38239812 Como estudar melhor e manter a saúde mental na faculdade?

Eu não aguento mais, é o tempo todo aula online, tarefa, trabalho, atividade, prova EAD...
Meus olhos estão vermelhos faz umas duas semanas, porque tenho dormido pouquíssimo toda noite (na maioria das noites durmo no máximo umas três a quatro horas, às vezes durmo menos que isso) e não saio da frente do computador. Minha faculdade é integral, preciso ficar no computador para ver as aulas de manhã e de tarde. E durante a noite eu continuo na frente do computador, pois dependo dele para fazer as atividades e os trabalhos que me passam. Estou o tempo inteiro fazendo alguma coisa relacionada com a faculdade.
Estou sobrecarregada de atividades/trabalhos, alguns professores realmente exageram nisso. Não aguento mais, às vezes sinto vontade de largar o curso e a faculdade. Não tenho vida social, não trabalho, não tenho momentos de lazer e não faço nunca o que realmente importa na vida.
E o pior é que mesmo dando o meu corpo e alma pela faculdade, eu não sou uma aluna excelente... Tenho notas boas, mas estão longe de serem excelentes... Queria ser melhor nesse sentido, mas também não queria cobrar demais de mim mesma... Talvez eu não saiba estudar e fazer as coisas de fato e acabe perdendo mais tempo do que eu realmente preciso... Mas como melhorar isso?
Eu só queria fazer alguma outra coisa (ou, no mínimo, descansar um pouquinho mais), mas com que tempo?
submitted by throwaway38239812 to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 18:16 ppaciente Não quero mais fazer sujeira

Um dos piores momentos da minha vida. Peço desculpas pelo formato, foi a forma que consegui botar pra fora.
Entro no quarto cujo tamanho se revela surpreendentemente confortável. A luz quente num dos cantos esconde atrás de mim uma sombra um tanto maior que o meu corpo. Nas paredes, telas de alta definição revezam imagens que escolhi a dedo tantos meses atrás. No ar, uma espessa fumaça de sabor golden virginia vibra aos sons de uma vitrola e de uma flauta, que, em sincronia, compõe algo que havia tentado esquecer.
Contemplo o formigamento que se estende por toda a minha pele. Após um tempo indeterminado, minha solidão é interrompida pelo gemer da porta, de onde surge uma mulher. A luz externa logo cessa e a figura se aproxima vestida toda de branco. Olho para ela e percebo o uso de uma máscara cirúrgica que encobre a maior parte de seu rosto, mas que não me impede de receber a ternura de seu olhar. Ela se move com confiança. Não é a sua primeira vez, nem a segunda. Parece ser mais jovem que eu. Pergunto-me como ela veio parar aqui, e se ela vai lembrar de mim.
A moça me conduz para a cama no centro do quarto sem me tocar. Deito-me e encaro a projeção do Campo Ultra Profundo do Hubble, estirada no teto. Nessas dez mil galáxias, quantas vezes será que eu já passei por essa mesma cena?
Enfim tudo está perfeito. Meu coração pulsa com intensidade reforçada, mas sem perder o ritmo. Sinto a agulha penetrar a pele. Foco em um ponto vermelho que dizem conter cem bilhões de estrelas. Não estou medicado, esta decisão é minha e de mais ninguém, até o fim. O ponto se expande centenas de milhares de milhões de vezes. Não sinto mais meu braço, e meu pescoço arde. Acho que é agora.
Abro os olhos para enxergar o vermelho de uma galáxia distante tingir minha pele. Estou sentado em um box de banheiro apertado, de pernas cruzadas. Sinto o cheiro de água sanitária e, no fundo, escuto a descarga do vizinho do andar de cima. Com esforço desfaço com meu braço a seta que apontava para frente. Devagar se desprende do pescoço a lâmina suíça de aço inoxidável. O que segue podia ser uma viagem interestelar, mas não é nada disso. Simplesmente agonizo do lado do ralo, para não fazer muita sujeira.
submitted by ppaciente to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 13:50 FlavioKD9 Ultimo desabafo

Bom, essa é a última vez que venho desabafar aqui no reddit, primeiro porque nem eu me aguento mais aqui, e segundo porque eu não aguento mais viver.
Vamos começar com toda razão do problema, eu tenho sido uma pessoa completamente frustrada, não tento mais realizar nada. Até porque o meu real sonho, eu não posso alcançar. Tenho o sonho de trabalhar com música, ser famoso, ter sucesso, poder marcar o meu nome na história da música brasileira. Sonhos de adolescente de 15 anos, eu sei. Só que, não sei cantar bem, não sei tocar um instrumento a nível profissional, não sou bonito, não tenho a voz boa, não sou popular e não sou inteligente. Ou seja, é tudo um sonho que vai viver na minha cabeça me consumindo. Só que eu amo música, eu consumo música como um bêbado consome cachaça, vou dormir, fazendo comida, tomando banho, até pra escolher música eu coloco alguma primeiro pra não ficar em silêncio. Eu tenho tido várias ideias pra letras/clipes de músicas, sigo anotando todas, se não fizer sucesso enquanto estiver vivo, quem sabe alguém acha depois que eu estiver morto, grava e faz sucesso. A vontade de ascender a classe social é outro sonho que não é tão alcançável, queria muito poder não me preocupar com dinheiro e poder ajudar os meus pais e outras pessoas, ou qualquer coisa do tipo.
Segundo ponto é a ansiedade, desde que começou a quarentena (março) eu não saio de casa, eu já não saia normalmente, por ser bastante antissocial. Mas, no fim de semana, sempre ia no Shopping olhar as coisas que queria comprar e não tinha dinheiro. Eu sempre fui uma pessoa ansiosa, mas nunca tinha tido uma crise de ansiedade, durante a quarentena tem dias que tenho 2 ou 3. Sinto palpitação no peito, dores de cabeça, começo a chorar, começo a suar, falta de ar, dormência nas pernas e tensão no corpo todo. E como sempre fui uma pessoa muito solitária, ninguém sabe dessas minhas crises. Nesses últimos dias, tenho sentido uma vontade enorme de cometer suicídio. Simplesmente, vou dormir todos os dias sonhando em não acordar no outro dia. Só que eu não posso ter essa escolha, porque minha mãe se sente sozinha comigo vivo. Eu não escolhi nascer, não escolhi ser uma pessoa sozinha, eu só quero que essa dor que eu sinto no meu coração, como se tivesse uma bola de fogo dentro do meu peito derretendo tudo e prestes a explodir. Queria que meus sonhos se realizassem, mas eu sei que nada nessa vida é como a gente quer. Queria poder ser rico, ter uma vida boa, poder dar uma vida boa para os meus pais, poder ajudar pessoas de alguma forma. Eu não consigo mais ficar na companhia de alguém por muito tempo, porque desde os meus 11 anos (acho) eu sempre fiquei sozinho praticamente o dia inteiro, não tinha irmão, não tinha amigos na escola, sempre foi um problema.
Um outro problema durante essa quarentena problemática do caramba, é que eu me apaixonei por uma mulher famosa, a qual eu acompanho o trabalho dela fazem 9/10 anos. Eu como um adolescente sentia atração por ela. Só que teve um hiato em que eu deixei de acompanhar, e esse ano, eu voltei a ver ela mais frequentemente nas redes sociais e em qualquer lugar. E não é mais atração que eu sinto por ela, é algo mais apaixonado, eu sonho com a gente tomando vinho, com as amigas(os) dela em uma sexta feira, sonho com a gente escrevendo músicas, olhando o pôr do sol numa tarde de domingo, contando histórias um pro outro, se divertindo, aproveitando a vida, ela mudando de cor e tamanho de cabelo o tempo todo, a gente meditando junto. Quando eu fecho os olhos agora, só consigo pensar no sorriso dela, e tudo que eu faria pra manter aquele sorriso no rosto dela pra sempre. Eu nunca a conheci pessoalmente, mas sinto uma ligação entre a gente (eu sei, é bobo e eu preciso de tratamento psicológico urgente). Só que eu acredito na merda do destino, mas também acredito que o destino não vai entregar tudo comigo parado em casa.
Vamos pra outro problema. Ela tem um crush em ninguém mais, ninguém menos que Jaden Smith. E eu não consigo competir com ele, eu sou gordo, feio, tenho mordida aberta (ou seja, meus dentes são fudidos) e tenho uma puta vergonha do meu corpo, e com isso tenho medo de me relacionar.
OBS!!!! Se você não quiser ler sobre meu corpo estranho e meu medo de se relacionar com alguém sexualmente, pule um parágrafo. Obrigado.
Sexta feira vou fazer 22 anos, e eu nunca me relacionei sexualmente com alguém antes, primeiro porque ninguém é louco o suficiente pra fazer isso, segundo porque mesmo que tivesse, eu não aceitaria porque tenho vergonha de lá de baixo também. Primeiro que ele não é grande e é fino, segundo porque como eu sou gordo, e tenho a parte em cima do pênis, gorda também, o que deixa ele menor ainda, terceiro, eu sou mono bola, ou seja, só uma desceu. Tenho medo de me relacionar com alguém, e a pessoa começar a rir na hora ou até fazer alguma coisa pior, sei lá.
Continuando, como começaram essas crises de ansiedade, eu comecei a meditar, e isso tem me ajudado um pouco, mas não dá pra meditar a cada 1 hora. Então tem alguns momentos em que eu fico com a pouca ansiedade, eu consigo relaxar o corpo e a mente. Outra relação com a meditação que tem me ajudado também, é que quando eu vou tomar banho, eu desligo as luzes, e começa a entrar uma luz natural pela janela (não tomo banho durante a noite, porque só tem uma banheiro que fica do lado do quarto dos meus pais, e eu não poderia acender velas nem tomar banho com luz desligada porque eles iam achar que eu estou maluco, não que eu não esteja, mas é meu momento de paz) e eu também coloco uma música pra relaxar. Aquele momento, é o melhor do meu dia, é o momento em que eu fico mais em paz. Nada pode me tirar do sério, meus pensamentos vão embora junto com a sujeira. Só que quando saio, passa uma hora e volta tudo ao normal. Também tem a meditação da caixa infinita, me vejo em uma caixa enorme que eu não consigo ver o fim, só que tem vezes que eu não consigo enxergar nada, é tudo escuro e frio. Tem vezes que é claro como o dia, eu consigo me ver realizando os sonhos que estão na minha cabeça, consigo ver tudo que eu mais queria. Consigo ver o rosto dela dentro da minha cabeça.
É isso, eu não sei mais o que fazer, estou pra fazer 22 anos, já sou frustrado, tenho certeza que nenhum dos meus sonhos vão se realizar, e queria poder ter a livre escolha de morrer. Não é que eu não ame a vida, eu amo demais, eu amo olhar pra lua, amo escutar música, amo sentir o cheiro de pão saindo do forno, amo ver o sorriso da pessoa que eu nunca vou me relacionar, amo meus pais (mesmo sendo problemáticos, o que é normal, porque todos somos), amo o som do mar e a música que a natureza cria.
Eu sinto que faltou muita coisa que eu não escrevi aqui, é que na verdade, minha cabeça tá uma bagunça, são tantos pensamentos, tanta ansiedade. Sei lá, desculpe se alguma coisa ficou confusa, ou sem sentido. Qualquer coisa me avisa aqui que eu tento explicar melhor. E obrigado separar um tempo pra ler essa epopeia enorme. Você é incrível.
submitted by FlavioKD9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 23:52 asanbojan Perdi minha virgindade anal.

Faz um tempo que não me masturbava, não estava sentindo vontade. Já não estava conseguindo ficar excitado direito nem assistindo pornô. Então passou pela minha cabeça a ideia de como estimular meu anus.
Encontrei um objeto que achei que serviria pra primeira vez( por volta de 14 centímetros, consideravelmente fino) e cobri com uma camisinha. Antes mesmo de enfiar lá já estava ficando excitado sem tocar no meu pau. Achei bem interessante a sensação, e estranho ao mesmo tempo... as vezes parece que o anus fica mais apertado e empurra o objeto pra fora, e tinham vezes que parecia que eu ia cagar kkk. mas achei prazeroso, talvez não tanto como eu esperava.
Acho que se fosse tentar gozar só assim ia demorar muito, então dei uma estimulada no penis até ficar bem perto de gozar. Estranho q demorei bastante pra gozar, normalmente gozo rapidinho. Quando gozei foi praticamente hands free, já tava quase lá, soltei o penis e fui só estimulando anal, saiu muito leite.
Quando terminei tava muito suado e com as pernas um pouco trêmulas. Foi bom e acho que vou fazer dnv, é bem interessante. Foi uma experiência legal pq eu conheci mais do meu corpo. Só tenho que comprar camisinha pq essa foi a última kkkk e talvez comprar algum brinquedo apropriado pro serviço.
submitted by asanbojan to sexualidade [link] [comments]


2020.09.20 23:23 Maeve55 Sou bissexual?

LEIAM TUDO POR FAVOR.
Um tempo atrás, eu conheci uma garota lésbica, eu mandava Oi direto pra ela mas ela n dava bola pra mim. Depois eu comecei a ter um sentimento estranho por ela, um sentimento que nunca havia sentindo antes por outra garota (pelo que me lembro). Quando eu via foto dela meu coração acelerava, me dava frio na barriga, eu pensava nela todos os dias e eu até entrava no perfil da mãe dela pra ver mais fotos dela e na minha mente eu só conseguia pensar "Puts que garota perfeita linda demais". Mas teve um momento que esse sentimento estranho e essa obsessão por ela já estava me incomodando porque eu não sabia que sentimento forte era esse, eu até pensei que fosse inveja ou rivalidade feminina porque ela desenha muito bem e é muito talentosa, mas depois vi que não era isso porque eu não desejava o mal dela, então eu pensei que poderia ser admiração e eu queria me inspirar nela. Eu tentava ser igual a ela, ter o mesmo pensamento que ela só pra impressionar ela e ela me dar bola (mas não deu certo kkkk). Quando minha mãe falava dela, eu já ficava toda eufórica e com sentimento estranho. Praticamente todos os dias eu mandava mensagem pra ela, mandando músicas, mandando Oi, falando como eu era super feminista e lgbt (só pra ela se impressionar kkkk),ou sempre mandava elogios pro os trabalhos dela, eu já estava louca com essa obsessão por ela que eu não sabia o que era, eu tentei esquecer ela, mas n dava ela não saia da minha cabeça então eu voltava a seguir ela. Eu curtia tudo dela, queria saber mais sobre ela, e poder tocar a pele dela. Quando ela postava storys falando, na minha mente eu pensava " Mano ela ta falando aaaah q voz mais linda, não acredito que estou ouvindo a voz dela" Kkkkkk. Há todo momento queria estar com ela abraçar, tocar o corpo dela (não do jeito sexual), e quando ela disse que era lésbica eu pensava "huuum ent me dá um beijo" "Então quer dizer que eu tenho uma chance com ela" "Vou tentar fazer ela gostar de mim" Mas outra parte da minha mente falava pra eu parar de pensar essas coisas porque era errado (fui criada em família muito religiosa). Eu até convidei ela pra minha festa, eu praticamente vou fazer essa festa só pra poder ver ela e abraçar ela (e também impressionar ela) kkkkkk, depois eu sonhei que estava dando um selinho na boca dela e nesse sonho os meus sentimentos por ela eram muito fortes e quando acordei eu pesquisei sobre sonhos, e vi que sonhos representam os nossos desejos mais profundos, então comecei a ficar nervosa e tentar pesquisar sobre bissexualidade, quando pesquisei eu me identifiquei um pouco com alguns relatos de descobertas de bissexuais, mas eu não queria aceitar de jeito nenhum que eu não era hétero, porque eu nunca tinha gostado de nenhuma garota na minha vida, só gostava de garotos, só namorava garotos, só beijava garotos então como eu não era hétero??? Então eu decidi relembrar meu passado, e lembrei de muita coisa, lembrei que na escola eu costumava apertar minhas amigas, tocar nos seios delas, a bunda e se tivesse moscando eu ia passar a mão na ppk kkkkk, eu gostava de ficar abraçadinha com elas porque eu achava muito bom, só que elas ás vezes me empurravam (e também elas são héteros), porque elas achavam isso estranho e eu não achava estranho, tanto que até gostava, e isso fazia com que eu me sentisse diferente porque como eu que me considero hétero gostava de fazer isso com elas e elas que são héteros também, não faziam a mesma coisa que eu faço? e também pq não gostavam quando eu ficava abraçadinha com elas? Mas enfim também lembrei de quando eu tinha 9 anos, eu gostava de ficar abraçadinha com uma garota,sempre beijava a bochecha dela, esfregava meu rosto no rosto dela, e achava ela a mais linda do meu grupo de amiga, eu gostava de andar de mãos dadas com ela e teve um dia que esfreguei meu rosto no ela e acabei ouvindo da diretora e inspetora que estavam conversando e olhando pra gente, e eu ouvi elas falando sobre não sei o que " Lésbica ". Também teve outra garota, que fui na casa dela, e a gente brincava na casinha dela com outra menina também, depois as coisas começaram a ficar quentes (se é que me entendem) a gente começou a tirar as roupas e eu acabei dando uma lambida na bct dela mas nada demais depois de uns segundos acabou (só sei que nesse dia eu fiquei num fogo), depois em 2018 teve uma festinha na escola do dia das crianças, eu estava na fila do pula pula e eu ficava olhando pra trás quando vi uma morena linda, o cabelo dela era cacheado, tinha corpo violão, a boca bem rosinha, bundão, a pele cor de chocolate... Na minha mente eu só pensava " Que garota linda da porra, preciso conhecer ela Urgentemente, que garota perfeitaaaa, preciso ir lá falar com ela", depois essa mesma garota foi jogar vôlei com meus amigos e eu simplesmente não consegui tirar meus olhos dela, tava doida pra bater um papo com ela, dar uns abraços nela, tocar a pele dela, e elogiar ela de linda, gostosa, maravilhosa, perfeita... Também sempre gostei de ver mulher pelada, sempre senti tesão em pornô lésbico,ou ver mulheres se masturbando sempre me deu tesão tanto quanto homem! E então o que vocês acham disso tudo? Vocês acham que eu sou realmente bi ou só é uma fase??
submitted by Maeve55 to arco_iris [link] [comments]


2020.09.20 17:27 Maeve55 Sou bissexual?

LEIAM TUDO POR FAVOR.
Um tempo atrás, eu conheci uma garota lésbica, eu mandava Oi direto pra ela mas ela n dava bola pra mim. Depois eu comecei a ter um sentimento estranho por ela, um sentimento que nunca havia sentindo antes por outra garota (pelo que me lembro). Quando eu via foto dela meu coração acelerava, me dava frio na barriga, eu pensava nela todos os dias e eu até entrava no perfil da mãe dela pra ver mais fotos dela e na minha mente eu só conseguia pensar "Puts que garota perfeita linda demais". Mas teve um momento que esse sentimento estranho e essa obsessão por ela já estava me incomodando porque eu não sabia que sentimento forte era esse, eu até pensei que fosse inveja ou rivalidade feminina porque ela desenha muito bem e é muito talentosa, mas depois vi que não era isso porque eu não desejava o mal dela, então eu pensei que poderia ser admiração e eu queria me inspirar nela. Eu tentava ser igual a ela, ter o mesmo pensamento que ela só pra impressionar ela e ela me dar bola (mas não deu certo kkkk). Quando minha mãe falava dela, eu já ficava toda eufórica e com sentimento estranho. Praticamente todos os dias eu mandava mensagem pra ela, mandando músicas, mandando Oi, falando como eu era super feminista e lgbt (só pra ela se impressionar kkkk),ou sempre mandava elogios pro os trabalhos dela, eu já estava louca com essa obsessão por ela que eu não sabia o que era, eu tentei esquecer ela, mas n dava ela não saia da minha cabeça então eu voltava a seguir ela. Eu curtia tudo dela, queria saber mais sobre ela, e poder tocar a pele dela. Quando ela postava storys falando, na minha mente eu pensava " Mano ela ta falando aaaah q voz mais linda, não acredito que estou ouvindo a voz dela" Kkkkkk. Há todo momento queria estar com ela abraçar, tocar o corpo dela (não do jeito sexual), e quando ela disse que era lésbica eu pensava "huuum ent me dá um beijo" "Então quer dizer que eu tenho uma chance com ela" "Vou tentar fazer ela gostar de mim" Mas outra parte da minha mente falava pra eu parar de pensar essas coisas porque era errado (fui criada em família muito religiosa). Eu até convidei ela pra minha festa, eu praticamente vou fazer essa festa só pra poder ver ela e abraçar ela (e também impressionar ela) kkkkkk, depois eu sonhei que estava dando um selinho na boca dela e nesse sonho os meus sentimentos por ela eram muito fortes e quando acordei eu pesquisei sobre sonhos, e vi que sonhos representam os nossos desejos mais profundos, então comecei a ficar nervosa e tentar pesquisar sobre bissexualidade, quando pesquisei eu me identifiquei um pouco com alguns relatos de descobertas de bissexuais, mas eu não queria aceitar de jeito nenhum que eu não era hétero, porque eu nunca tinha gostado de nenhuma garota na minha vida, só gostava de garotos, só namorava garotos, só beijava garotos então como eu não era hétero??? Então eu decidi relembrar meu passado, e lembrei de muita coisa, lembrei que na escola eu costumava apertar minhas amigas, tocar nos seios delas, a bunda e se tivesse moscando eu ia passar a mão na ppk kkkkk, eu gostava de ficar abraçadinha com elas porque eu achava muito bom, só que elas ás vezes me empurravam (e também elas são héteros), porque elas achavam isso estranho e eu não achava estranho, tanto que até gostava, e isso fazia com que eu me sentisse diferente porque como eu que me considero hétero gostava de fazer isso com elas e elas que são héteros também, não faziam a mesma coisa que eu faço? e também pq não gostavam quando eu ficava abraçadinha com elas? Mas enfim também lembrei de quando eu tinha 9 anos, eu gostava de ficar abraçadinha com uma garota,sempre beijava a bochecha dela, esfregava meu rosto no rosto dela, e achava ela a mais linda do meu grupo de amiga, eu gostava de andar de mãos dadas com ela e teve um dia que esfreguei meu rosto no ela e acabei ouvindo da diretora e inspetora que estavam conversando e olhando pra gente, e eu ouvi elas falando sobre não sei o que " Lésbica ". Também teve outra garota, que fui na casa dela, e a gente brincava na casinha dela com outra menina também, depois as coisas começaram a ficar quentes (se é que me entendem) a gente começou a tirar as roupas e eu acabei dando uma lambida na bct dela mas nada demais depois de uns segundos acabou (só sei que nesse dia eu fiquei num fogo), depois em 2018 teve uma festinha na escola do dia das crianças, eu estava na fila do pula pula e eu ficava olhando pra trás quando vi uma morena linda, o cabelo dela era cacheado, tinha corpo violão, a boca bem rosinha, bundão, a pele cor de chocolate... Na minha mente eu só pensava " Que garota linda da porra, preciso conhecer ela Urgentemente, que garota perfeitaaaa, preciso ir lá falar com ela", depois essa mesma garota foi jogar vôlei com meus amigos e eu simplesmente não consegui tirar meus olhos dela, tava doida pra bater um papo com ela, dar uns abraços nela, tocar a pele dela, e elogiar ela de linda, gostosa, maravilhosa, perfeita... Também sempre gostei de ver mulher pelada, sempre senti tesão em pornô lésbico,ou ver mulheres se masturbando sempre me deu tesão tanto quanto homem! E então o que vocês acham disso tudo? Vocês acham que eu sou realmente bi ou só é uma fase??
submitted by Maeve55 to sexualidade [link] [comments]


2020.09.20 05:53 mrJoaoPessoa Como seguir a vida tendo um problema desses.

...eu tenho um sério problema comigo mesmo. Eu me odeio. Eu não me suporto. Eu me acho feio, eu não sou satisfeito com meu corpo, a unica coisa que eu ainda aprecio é a minha altura. Eu ja tinha namorado 2 vezes antes, mas nada nunca como a minha atual namorada. Ela é tudo oq eu sonhei e tudo que eu procurei numa mulher depois das desilusões das outras duas.
Mas eu continuo me achando um merda, mesmo essa parte da minha vida estando tão bem resolvida (eu acredito sinceramente que ela seja a mulher da minha vida, e ela não da sinais de querer terminar).
Ela passou 70% da quarentena aqui em casa, e a gnt viveu um test drive de vida de casal, e foi ótimo por que meus pais adoram ela, principalmente minha mãe (quem ja namorou sabe que isso é mt importante). Mas as aulas voltaram e ela voltou pra casa dela.
E eu me sinto pior do que nunca. Me sinto extremamente vazio. Me sinto mais uma vez incapaz até de levantar da cama, dar comida aos meus animais, tomar um banho. Ou de fazer as coisas que eu tenho de fazer da faculdade. E eu faço parte de coisas que eu sonhei fazer parte, mas agora que eu estou lá - e recebi responsabilidades- me sinto incapaz (mesmo de fato sendo), e isso me frustra e faz com que eu empurre com a barriga.
Com a pandemia tivemos um tombo patrimonial gigante - meu pai é autônomo- e isso meio que me empurrou ainda mais pra baixo, por que me fez despertar pra ver que muita gnt da minha idade (21A11M) ja ta muito melhor que eu sem nem ter feito faculdade nenhuma ( eu já vou no segundo curso, deixei o colegio no 2 do medio e fiz um curso de humanas, usei a desculpa que queria medicina pra ser aceitavel sair do curso, mas tou fazendo exatas). Me fazendo repensar todos as minhas escolhas acadêmicas.
Eu não sei oq fazer, eu só queria voltar a ser a pessoa altiva que eu era no começo do curso, antes da minha paz me derrotar. Existe remédio pra isso? Para deixar a nostalgia de lado? Eu só queria ter forças pra me levantar da cama, como eu tinha antes.
submitted by mrJoaoPessoa to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 04:41 So-mais-um-suicida Possível suicidio

Em decorrer desse ano 2019 vou ver oq faço Termino de namoro já superei Morte do pai está difícil... Em meio a tudo isso parei de me cortar mais sinto q vou voltar ... N sei oq está acontecendo só sei q estas pessoas q estão cmg estão me ajudando Voltando para término de namoro acho q n superei pq chamar alguém de amor pensando na ex e foda... É mais uns dias se passaram e a situação só aperta com meu pai morto parece q vai dar td errado N posso ajudar em nd inútil Realmente n sei oq fazer... Acabei q só fiz mais merda Sinto que n quero mais viver esta uma merda n aguento mais... pensando me matar ninguém vai sentir minha falta talvez minha mãe um motivo n quero dar essa dor para ela Mais será que ela sentirá dor... Se cortar n adianta mais mesmo assim n paro Pra mim e uma forma de estar mais perto da morte Se eu for msm fazer isso qro q todo mundo saiba q gostei msm de vcs MT obrigada além de minha amiga vc era minha mãe... Sonhos q com realidade q talvez nunca chegarei À vontade de desistir só aumenta Nss está cada vez mais difícil estou por um tris Mais sei q tem gente para me ajudar qualquer coisa Msm eu sabendo q preciso de ajuda eu n aceito Oq eu tenho Acho q n vou fazer isso vou esperar Deus levar minha vida Será q eu espero? Pq eu n tenho motivo para viver E viver para nd e a msm coisa q estar morto Pensando bem se eu for me matar msm quero q seja uma coisa q eu n tenho chance de sobreviver Aff essa merda de vida só piora com o tempo n aguento mais essa casa Agr a única coisa q eu qro nessa casa e dormir tomar banho e pronto E no final só provo q sou fraco Credo n consigo fazer nd direito Mais agr estou no sítio quero distrair não quero ficar me preocupando MT Mais está sendo MT difícil Credo assim q eu cheguei aqui eu lembrei do meu pai e eu n sei oq pq Talvez pq o primeiro lugar q eu vi meu pai dar uma convulsão foi né um sítio Uma das piores cenas da minha vida Lembro como se fosse ontem eu correndo até ele e ele na beira da piscina deitado com a boca sangrando Naquele dia eu achei msm q meu pai iria morrer eu era MT novo entrei em desespero mais nunca pude fazer a diferença nunca pude ajudar ele MT até pq n tinha oq fazer Mais me arrependo por n ter ajudado ele aquele dia q eu vi ele espumando pela a boca eu via em seu olhar q precisava de ajuda mais msm assim eu fui fraco eu fui covarde eu fui um merda Eu entrei pro banho e n pode ajudar ele Isso foi a merda q ficou na minha mente E eu n consigo tirar isso da minha cabeça Alguns me perguntam pq vc n consegue dormir às vezes talvez pq eu fique pensando nele e como eu poderia ajudar mais sla Talvez esses pensamentos sejam só um pedra no meu caminho mais tenho medo de ser um muro Aaa n importa quantas pessoas têm ao meu lado eu sempre vou achar q estou sozinho É e mais uma vez no dia fico pensando no meu pai n consigo tirar ele da minha cabeça coisa q são tão poucos mais me lembram em questão de segundos aaa doi isso n consigo tirar da minha cabeça a imagem dele deitado no sofá e eu só olhei a vc pensa o quão egoísta eu pude ser Mds a única vontade q eu tenho agr e de acabar com td 😔 Pra mim por enquanto a única solução é ver o sangue escorrendo pelo meu corpo e acabando com td isso Mas pq eu n consigo será q eu tenho mais alguma coisa para frente Aaaa e cada pensamento q vem sobre suicido vem mts jeitos e n para de vir desde se matar com um gilete até o mais improvável N sai da minha mente q eu fiz uma coisa q eu vou levar para o resto da minha vida Uma culpa q n vai passar Aaa a cada fez fica mais difícil a cada fez eu sinto q quero conversar com a morte quero q acabe tudo de uma vez e peço a Deus para acabar com essa minha vida peço q quando eu for q minha mãe n sinta minha falta só quero q isso acabe Só quero colocar um ponto final Já estou cansado de escrever cartas com sangue n sei o pq eu me arrependo tanto pq eu sou fraco essa é uma resposta q eu queria ter N sei oq está acontecendo parece q tem um monstro me dominando aos pouco Tem momentos q se eu estiver com a pessoa certa os problemas vão embora mais e só eu me afastar q eles voltam para me atingir Caso um dia eu sair e volta Deus está cmg caso eu sair e n voltar quer dizer q eu fui com Deus Puts em meio a tudo isso eu percebi os poucos q estão do meu lado e eu n quero ferir eles obrigado Léo por me mostrar quem realmente está do meu lado E depois de MT tempo volta td de novo nss eu n consigo segurar essa barra dor de mais voltou td Ver uma ft dela e ver q ela está tão bem sem mim e vê q ela n precisa e saber q eu nunca mais vou poder dela de volta A cada fez fica mais difícil Sinceramente eu n aguento isso N falo para ninguém pq n quero incomodar com meus problemas de merda A única vontade é de sumir e pronto Aaaa n sei oq faço estou perdido em meio aos meus sentimentos Está ficando cada vez mais difícil minha mãe parece q n esta nem aí para mim parece q ela está pouco se fodendo Nss família é um bagulho tão escroto o povo só presta pra falar mal de vc Nesses últimos tempos está sendo MT boa parece q a supostas “DEPRESÃO” foi embora ou deu um tempo Faz até bastante tempo que eu não me corta Não sinto a lâmina passando na minha pele E isso tá sendo muito bom espero q não volte Só o vício d cigarro que não para mais tirando isso esta suave Há olha eu aqui de novo depois de um tempo Voltando só para falar q n esta nd fácil Dois primos meus morreram se suicidaram é isso é oque mais acaba comigo Além disso é Foda ver a família fingindo que está se preocupando é uma merda N da para aguentar isso mais E em pleno 2020 eu continuo essa carta E parece q n aconteceu nd de ruim Espero q esse ano seja diferente Só espero msm...
Ass:Suicida anônimo
submitted by So-mais-um-suicida to podemos [link] [comments]


2020.09.20 03:49 betroideinthevoid Quebrado

Esse texto pode ser bem grande.... Eu estava em uma conversa via Skype com uns amigos um hábito comum adotado por nós, até que fizeram algumas piadas de humor negro, que fez com que chgasse em mulheres, onde fiz um comentário que fez um amigo (um pouco mais novo no grupo e de idade) perguntar qual era meu problema com garotas (afinal sou assumidamente bissexual)
Era uma pergunta complicada, sou uma pessoa muito aberta com amigos, por mais que eu seja introvertido, então fui dês de minhas raízes de experiências traumáticas com o sexo oposto até os dias atuais, e acabou que isso me deixou pensativo, e bem mal, na realidade.
Eu tenho depressão, recaídas são normais e essa situação não é a mais grave que ja tive, pois não penso em suicídio ou auto mutilação, mas percebo o quão infeliz, pessimista e desconfiado eu me tornei.
Eu estou prestes a me tornar um adulto perante a lei (fazer 18 anos) e me pego sendo tão infeliz quanto pessoas em sua idade avançada, inclusive meu amigo comentou de uma garota de nosso grupo que ele acha que daria certo comigo, porém temos 4 anos de diferença, e o quão infeliz eu estou comigo mesmo, fez eu pensar que eu poderia estragar ela assim como me estragaram, o que me fez recusar (além de ser de certa forma pedofilia algo que abomino)
Vejo que me esvaziei, que eu sou as vezes só um corpo com remanecentes de uma alma, ainda tenho opiniões, costumes mas não tenho força, vontade, moral, perseverança, amor próprio e determinação... coisas que sempre tive, todos meus relacionamentos românticos foram desastrosos, e com pessoas, são poucas que gostaram de mim e manteram contato (digo isso pois estudei em diversas escolas durante meu ensino fundamental I e II, e mal tenho contato com as pessoas de lá por diversos motivos)
O que me leva a o mesmo raciocínio de anos atras quando essa "doença" começou a ter manisfestar em mim. Estou quebrado. Não funciono mais, não tenho forças pra concluir meus objetivos, passso 10 a 11 horas por dia dormindo, não consigo ajudar muito nas tarefas de casa (mas faço o que é pedido) eu estudo na faculdade que ingressei a um mês, e até agora não aprendi muito, eu não consegui fazer um amigo novo esse ano, nenhum, fiz um curso pré vestibular e entrei na faculdade, até agora mal consegui interagir com as pessoas de lá, já estou a mais de um ano me recuperando de um término e procurando pretendentes, chegando a ter mais de um aplicativo de relacionamento instalado, e entrando em contato com 13 pessoas diferentes em um dia comum, e nada. Nenhuma pessoa que eu fosse capaz de cativar e que me cativasse disposto a ter quaisquer coisas comigo.
Cheguei a um ponto que creio que nada mais pode me tirar disso, minha jornada espiritual começou dês de meus 13, e até hoje não encontrei nenhum conforto em nenhuma religião, nenhuma entidade superior, não sinto nada.
Eu ainda tento dar motivo pra minha vida, pois sei que suicídio só ia piorar a situação da minha família abatida com diversas perdas, e que não teria uma forma indolor disso. Eu só consegui um que realmente me mantém firme, é um projeto de uma animação audiovisual, mas sei que até eu ser capaz de fazer ele com excelência (se é u vou ser capaz) vai demorar, e provável de se eu manter esse ritmo assim até lá, o que sobrou de alma nete corpo, pode ter se dissipado.
Eu não venho aqui pedir ajuda exatamente, pois o ponto deu estar "quebrado" é que creio não existir mais concerto. Eu só aproveitei pra desabafar aqui o que sinto, já que não posso contar a ninguém, pois causaria preocupação que não mereço (afinal ja tive tentativas de suicídio e a uma grande preocupação deu tentar novamente)
Tenham uma boa semana.
submitted by betroideinthevoid to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 01:06 Maeve55 Sou bissexual?

Oi gente, sou nova aqui e estou com muitas dúvidas sobre minha sexualidade.
Eu estou em dúvida se sou bissexual, eu já tenho muita certeza que gosto de garotos, sempre beijei, sempre fiquei e sempre namorei garotos. Na escola eu sempre apertei os peitos das garotas e a bunda, nunca liguei em falar que tinha curiosidade em beijar garotas ou em brincadeiras de beijar , eu gostava de ficar abraçada e agarradinha com elas,nunca liguei em falar que queria beijar elas, mas quando me perguntavam ou falavam que eu era lésbica ou bi, eu negava. Minha família é mt religiosa e não aceita de jeito nenhum um homossexual, mas teve um certo dia que estava na escola, quando passou uma garota linda e quando ela passou eu olhei ela e não parava de olhar ela, olhava o cabelo, o rosto, a bunda, e na minha mente eu pensava "pqp que garota perfeita preciso imediatamente conhecer ela e virar amiga dela". Desde então toda vez que ela passava eu olhava ela, teve uma vez que ela quis jogar comigo e meus amigos no vôlei, eu não parava de olhar pra ela e não acreditava que ela estava ali mesmo perto de mim, sempre quis conversar, ficar perto dela, cheguei até pensar que tinha inveja ou se era admiração. Eu sempre observei a bunda e os peitos das garotas, seja na piscina ou praia.
Ano passado, eu decidi pesquisar sobre pornô lésbico, por que não como as lésbicas faziam sexo,e eu senti muito tesão, mas enquanto eu assistia, eu pensava que poderia ser que estava enjoada de pornô hétero, mas ao mesmo tempo sentia tesão só de ver uma foto de uma mulher pelada, mas nunca desconfiei, sempre achei que fosse hétero.
No início desse ano, conheci uma garota lésbica, eu conversei com ela, mas ela quase n dava idéia pra mim, eu queria ser mt amiga dela. Eu olhava o perfil dela e ela tinha muito talento em pintura, eu ficava admirada o quanto ela era incrível nas coisas que fazia, eu olhava as fotos dela e meu corpo ficava quente, meu coração acelerava, cheguei a pensar que tinha muito inveja dela, ou se era admiração, ou rivalidade feminina. Foi um sentimento muito forte que eu tive por ela, mas não entendia o porquê de sentir aquilo, achava esse sentimento muito estranho,só que eu não lembro se sentia vontade de beijar ou de fazer sexo com ela, por que eu sempre achei errado mulheres fznd isso , ent acho que deve ser por isso que não pensava em beijar ela. Quando eu mandava mensagem pra ela e ela me respondia, eu ficava feliz da vida e começava a pensar nela o dia todo.
Depois meus amigos novamente perguntaram se eu era bissexual, e foi ai q eu levei isso a sério, eu pesquisei muito em vários sites sobre bissexualidade e pensei que eu poderia ser bissexual , mas ao mesmo tempo pensava que não poderia ser. Quando eu vejo uma garota bonita eu olho bastante, mas não sei se é atração mesmo. Quando eu vejo um garoto bonito, eu olho tbm bastante tbm, mas só que eu já tenho certeza que gosto e sinto atração por garotos.
Eu estou louca de confusa se sou bissexual ou não. Por favor leiam tudo e respondam com sinceridade. Não quero viver confusa.
submitted by Maeve55 to sexualidade [link] [comments]


2020.09.17 14:19 eudurmopelado Minha teoria sobre Matrix e, principalmente, Neo! Qual motivo faz Neo poder voltar (ainda que não seja o motivo real apresentado no filme)

O 4º filme vem ai. E nesses dias eu reassisti pela enésima vez a trilogia. Dessa vez eu percebi uma coisa que não havia percebido: as máquinas (o software) podem acessar e controlar um corpo humano.
O segundo e o terceiro filme mostram isto com o Agente Smith entrando no corpo de um dos integrantes de uma das naves.
E se Neo fosse apenas um programa no corpo da pessoa que vimos como Neo? (no caso, Keanu Reeves).
Neo, como software, pode ter sido implantado no corpo de uma pessoa aleatória qualquer. Entretanto, ele não tinha a atualização necessária para ser o escolhido da profecia. É ai que entra O Oráculo. Ela, como parte que equilibra o sistema, pode ter dado a Neo a atualização necessária ainda no primeiro filme, quando ele comeu o biscoito (cookie, você sabe o que é um) dado por ela na primeira visita que ele o fez.
Também no segundo filme, Neo pega uma balinha dela, mas não a come. Pelo menos não o mostra comendo, como fez com o cookie da primeira vez. Entretanto, isto deixa claro que O Oráculo funciona como programa de atualização do sistema.
Essa parte é fundamental para entender porque o Agente Smith se modificou. Quando Neo entrou nele no primeiro filme, como software, o escolhido o "destruiu". O apagou do sistema, tecnicamente falando. Mas, programas apagados vão para algum lugar, certo? Eles não se destroem completamente. Ficam resquícios dele ainda quando apagados definitivamente.
Quando Neo "hackeou" Smith deixou no agente uma parte do Oráculo. Foi ai que o Agente se tornou um vírus.
Tudo isto pode ser visto de forma diferente. O que minha teoria realmente inova aqui é no fato de que Neo já era um Software, igual o escolhido anterior a ele também era (Seraph).
Neo como software explica porque ele conseguia deter as máquinas mesmo fora de Matrix. Também explica como ele conseguia ver os códigos fora da Matrix quando ficou cego. Um detalhe importantíssimo é que ele não via seres humanos nem matéria orgânica em forma de código. Tudo o que ele podia ver era o que fosse composto por código, ou seja, softwares. Por isso ele viu o Agente Smith no corpo de um humano. Mas, quando Trinity e ele veem o sol pela primeira vez na vida deles, no último filme, veja o rosto dos dois. Apenas Trinity esboça uma reação de espanto. Neo não viu sol porque não é software.
Neo também compreendeu no final que era uma máquina. Ele responde isso ao Agente Smith quando este pergunta na luta final:
_Porque você faz isto?
Neo responde:
_Porque eu posso!
Ele poderia dizer que era porque queria salvar Zion, porque queria salvar a humanidade, os amigos, todo mundo, mas não. Ele fala justamente o que foi explicado a ele num diálogo com o Oráculo no filme 2 e reforçado pelo diálogo com outro programa que esperava o trem na porta de Matrix junto com sua família: cada programa tem sua função.
Quando o Agente Smith saiu da matrix por meio do corpo do tripulante, ainda assim, o objetivo dele permaneceu: apagar Neo. Mesmo corrompido como vírus, E FORA DA MATRIX, o esforço do Smith era fazer o trabalho dele, ainda que tivesse de passar por cima de suas limitações como programa.
Ou seja, isso explica porque Neo, mesmo acordado como humano permanecia com o seu código íntegro, o que fez seu objetivo permanecer o mesmo: ser a falha no sistema.
No diálogo com o Arquiteto, este deixa claro que toda matrix houve falha. E eles, as máquinas, só aprenderam recentemente que deveriam conviver com a falha, de forma a contê-la, e não erradicá-la. O que poderiam fazer era prolongar o tempo até a reinicialização da próxima versão da matrix, forçando um caminho maior para o Escolhido percorrer.
Então, injetaram a falha que eles sabiam qual era no corpo de um humano para este fazer um caminho mais longo de auto descoberta.
submitted by eudurmopelado to brasil [link] [comments]


2020.09.17 01:37 Denin1x Se não é depressão é quase isso

Hoje eu dormi a tarde, poucas vezes eu faço isso, e nas vezes que eu faço ou eu tô muito pra baixo ou eu tô exausto mesmo. Eu não fiz nada o dia inteiro, tinha marcado na agenda de estudar, não sei, não tô com vontade.
Também não quero sair de casa, as pessoas me olham estranho, não sei se é porque sou negro ou feio, talvez um pouco dos dois, meus amigos me chamam e eu invento sempre uma desculpa pra não sair. Meus amigos são mais bonitos que eu, sempre ouço as meninas elogiando eles e eu nunca fui elogiado, não cobro, talvez eu seja realmente feio e elas não querem mentir, tudo bem. Eu já estive na listinha dos " top meninos mais feios da sala ", poxa, se eu pudesse eu não seria feio, quem vai querer isso pra si? Eu não pedi pra nascer assim, eu até já me peguei querendo estar no corpo do meu colega branco, dos olhos verdes, cabelo loiro, ele se vestia bem, era bonito, tenho que admitir. Mesmo com isso tudo eu não me acho feio, eu até gosto de mim, da minha aparência, mas eu não posso dizer o mesmo das outras pessoas, deve ter um motivo pra sempre que vão falar o que acham de mim cortarem o assunto né. Sei muito bem que eu não devo ligar pra o que pensam de mim e tals, mas poxa, todo mundo pensa assim? Então deve ter algo errado né.
As vezes eu não consigo sair de casa, quando chego na porta, percebo que tem muita gente, vão me ver, ver minha feiúra, eu dou meia volta vou pro meu quarto e deito na cama, digo que não vou sair, sei lá, invento algo na hora.
Quando eu acordei hoje a tarde me veio uma sensação estranha, já tinha sentido isso antes, me veio uns pensamentos do nada, do tipo: — cara, já escureceu, eu tô dormindo, deitado, tô quase que nem um moribundo, não tô aproveitando a vida, se bem que eu sou um merda, não tenho mais muito papo, acho que notam quando eu vou rir pra simpatizar e o riso sai todo forçado, labios tremendo como se fosse chorar, por isso o papo morga na hora e a conversa acaba.
Sei que tudo isso é minha culpa, meu pensamento e minha baixa auto-estima, mas cara, é algo lá no fundo, não existe mudança de rotina que mude, eu nem tenho mais aqueles pensamentos de morte ou algo do tipo, gosto da minha vida, mas talvez assim seja pior, viver uma vida sem aproveitá-la, como uma criança muito pobre que olha um tênis bonito que ele tanto deseja na vitrine de uma loja.
Eu já sumi da vida de várias pessoas, nunca acredito que alguém goste realmente de mim, e mesmo que fosse verdade, o que eu faria? Eu só faço merda com quem eu gosto, é melhor me manter afastado.
Falando em vida, eu já não vejo mais graça nas coisas, piadas que meus amigos fazem eu rio pra não sair como chato, não gosto mais de fazer fofoquinha sobre outras pessoas, falar sobre relacionamentos, metas, estudos, sei lá, nada mais tem graça. Eu até tenho alguns sonhos mas fico pensando as vezes eles perdem o sentido, tipo, por que eu quero trabalhar? Tá, é pra fazer coisas que gosto, mas por que fazer algo que eu gosto? A vida só é isso? Manter a cabeça ocupada com coisas que gosta até que uma hora você morre?
Eu gostava de quando era criança, parece que tudo tinha mais cor, mais brilho, o sol parecia estar sorrindo pra mim, quando assistia os desenhos eu parecia estar naquele mundo, emoções intensas, paixões. Hoje nada disso tem graça, como se tudo tivesse perdido o brilho, como se eu tivesse fazendo hora extra na terra, o sol morreu, desenhos nem tem mais graça, não sinto mais aquela paixão por alguém, e dizem que eu sou frio pra caramba.
É como se eu tivesse sabido a história de um filme sem assistir, não vai ter o gosto de mistério, eu sei como acaba, 7 palmos a baixo da terra no cemitério da cidade.
submitted by Denin1x to desabafos [link] [comments]


2020.09.16 03:26 DoWidzenya Hoje uma garota cruzou o olhar comigo e sla, isso aumentou minha autoestima

Pelo titulo, parece bobo, eu sei, até por isso eu só to postando isso só aqui.
Mas enfim, eu não sou muito de sair de casa, sou bem na minha, e sou bem tímido até. Embora tenha dias e contextos que eu sou mais extrovertido.
Só pra vcs entenderem um pouco melhor, Eu tenho 17 anos, por volta de 1,75, sou moreno, uso óculos, e tenho um corpo médio, nem muito magro nem muito gordo. Eu não me considero feio, mas eu tbm não me considero bonito, eu sou na média eu acho, mas sla, eu acho que eu não penso tanto na minha aparência num geral.
Mds eu saio muito do assunto
O que aconteceu é, hoje eu fui pra academia, to fazendo academia faz umas três semanas, mais por saúde mesmo. Não é tempo o suficiente pra fazer alguma mudança então isso não interfere tanto na historia. Minha irmã (dois anos mais nova) tá indo comigo inclusive.
Enfim, lá estava eu, perdido como sempre, pq eu tenho uma memoria horrível e nunca lembro os exercícios, conversei com o professor, e fui fazer meu exercício. Eu nunca sei pra onde olhar enquanto to fazendo o exercício e eu tbm acho estranho ficar se olhando no espelho da academia então sla, eu fiquei passando o olhar de equipamento pra equipamento só observando as coisas. Nisso eu reparei que uma garota do outro lado da academia tava olhando pra mim, ela é bem bonita (parecia nova lá tbm inclusive, pq ela parecia estar um pouco perdida) na mesma hora ela desviou o olhar logo depois que eu desviei tbm. E isso aconteceu algumas vezes, umas 3, por aí (não que eu quisesse, eu não sei como agir quando acontece contato visual, é só que aconteceu)
A menina tava com uma amiga dela tbm
Depois disso, eu subi pro andar de cima, fui fazer outras coisas, e desci depois pra encher a garrafa de água. De novo, a gente se olhou, desviou o olhar, e seguiu assim.
Minha irmã conhece as meninas parece, elas conversaram um pouco hora que eu não tava lá, e hora que a gente tava indo embora, eu saí primeiro, depois as duas meninas, depois a minha irmã. Nesse meio tempo que eu tava esperando ela, eu e amenina paramos frente a frente e ela parecia que ia falar aluma coisa. Sendo o idiota que eu sou eu olhei pra outro canto por pura vergonha e minha irmã saiu bem na hora, aí eu puxei ela, aí a garota falou tchau pra ela, e a gente foi embora.
Eu. não. sei. lidar. pqp
Depois eu parei pra pensar um pouco e sla, isso me deu um pouco mais de confiança na minha aparência eu acho.Até porque eu não interajo com muita gente, numa festa ou coisa assim eu geralmente sou a pessoa que curte mais observar os outros conversando que entrar na conversa. Mas meu problema é mais começar uma conversa que conversar.
Resumo pra quem não leu tudo: Uma garota e eu trocamos olhares varias vezes hoje, eu não tive coragem de conversar, mas isso me ajudou um pouco a entender que alguém pode ter interesse por mim sem ser pela personalidade.
submitted by DoWidzenya to desabafos [link] [comments]


COMO EU TRANSFORMEI MEU CORPO - GANHO DE MASSA - YouTube COMO EU DESENHO CORPO FEMININO/LittleMary - YouTube O MORTO REPORTOU UM CORPO!! COMO? - AMONG US - YouTube COMO EU EMAGRECI 30KG SOZINHA - YouTube Como fazer esboços de corpo todo - YouTube Como fazer um pulmão artificial caseiro - YouTube COMO EU EMAGRECI??? - YouTube COMO DESENHAR CORPO FEMININO  Nath Araújo - YouTube

Corpo Essência, Rua Salinas 1.088A Floresta, Belo ...

  1. COMO EU TRANSFORMEI MEU CORPO - GANHO DE MASSA - YouTube
  2. COMO EU DESENHO CORPO FEMININO/LittleMary - YouTube
  3. O MORTO REPORTOU UM CORPO!! COMO? - AMONG US - YouTube
  4. COMO EU EMAGRECI 30KG SOZINHA - YouTube
  5. Como fazer esboços de corpo todo - YouTube
  6. Como fazer um pulmão artificial caseiro - YouTube
  7. COMO EU EMAGRECI??? - YouTube
  8. COMO DESENHAR CORPO FEMININO Nath Araújo - YouTube

CONHEÇA A NOSSA LOJA: https://lojadomanual.com.br Veja como funciona o pulmão e aprenda a fazer um em casa! Faça um estetoscópio caseiro: https://youtu.be/... Não se esqueça de deixar o LIKE no vídeo e COMPARTILHE com seus amigos! Participe do meu Discord: http://discord.gg/ErikCarr Meu Canal Secundário: https://ww... Oi genteee, depois de 2 anos voltei pra contar pra vocês como foi o meu processo de emagrecimento. No total eliminei mais de 30kg e queria dividir um pouco c... • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • ♡ • • • • • • • • • • • • • • • • • • • � ... Oiii gente, nesse vídeo eu fiz um resumo de como eu transformei meu corpo e ganhei 20kg de massa muscular!! Espero que gostem 💜 Ps: estou aprendendo a mexer ... Essa pergunta eh mto frequente, tdo mundo sempre me pergunta como eu #emagreci e eu acabo deixando esse assunto de lado pq não sou nenhuma profissional sobre... • Se inscreva no canal ♡ • [email protected] INSTAGRAM: http://instagram.com/nanaths TWITTER: http://twitter.com/nanaths FACEBOOK: https://www.facebook.... @fabioartesyoutube MÉTODO Simples e Objetivo ENSINA Pessoas de TODAS AS IDADES A DESENHAR, Mesmo sem ter o Famoso 'DOM Link abaixo 👇🏿 https://go.hotmart.com/...