Buscar data

Gold Mining Company Buscar Provides 75 Day Update InvestorsHub NewsWire - 9/2/2020 8:00:00 AM: Gold Mining Company Buscar Featured in Article at FinancialPress.com InvestorsHub NewsWire - 8/28/2020 8:00:00 AM: Buscar Company Takes Shareholder Transparency to The Next Level InvestorsHub NewsWire - 8/25/2020 8:00:00 AM: Buscar Company Publishes Podcast Covering Updated Mining Activities ... Buscar Company Takes Shareholder Transparency to The Next Level PR Newswire DENVER, Co., Aug. 25, 2020 DENVER, Co., Aug. 25, 2020 /PRNewswire/ -- Buscar Company (CGLD) announced today that the company has published a video of their first week at the mining site in Plumas County, California. Buscar (PK) historical price data and CGLD charts. Free real-time prices, trades, and chat. With Indeed, you can search millions of jobs online to find the next step in your career. With tools for job search, resumes, company reviews and more, we're with you every step of the way. Discover historical prices for CGLD stock on Yahoo Finance. View daily, weekly or monthly format back to when BUSCAR COMPANY stock was issued. FoodData Central takes the analysis, compilation, and presentation of nutrient and food component data to a new level. FoodData Central: Can be used by, and has benefits for, a variety of users, including researchers, policy makers, academicians and educators, nutrition and health professionals, product developers, and others. Location data is retained for a maximum of 24 hours and is fully encrypted on Apple’s servers. And when Find My is used to locate an offline device, everyone’s information is protected with advanced end-to-end encryption so that no one, including Apple, knows the location or identity of any of the participating users or devices. HMEdata.com is the most popular privately run NPI registry database search website. Since 2001 we have offered billing data to HME (Home Medical Equipment) providers and have since expanded to all providers with our free NPI (National Provider Identifier) Registry Search. View the latest Buscar Co. (CGLD) stock price, news, historical charts, analyst ratings and financial information from WSJ. displays in PI, and trending data in PI ProcessBook. Revision Revision Authors Date Revised Rev.0 Stephanie Marshall, Amy Feng, Paul Hagadone, Daniel LaForest February 24, 2015. Table of Contents

Busco mayoristas de componentes

2020.09.24 04:48 PazaDaza Busco mayoristas de componentes

Hola gente, necesito ayuda para buscar mayoristas de componentes de pc, con un amigo queremos realizar un pequeño emprendimiento ya que nos estuvieron consultando muchas personas para armarles PC's... No tenemos ni las mas pta idea de compras por mayor, solo reparamos algunas o les isntalamos el SO, y los clientes van apareciendo... se agradece alguna data!!
submitted by PazaDaza to Argaming [link] [comments]


2020.09.22 15:59 luigislowhand Consejos para buscar trabajo afuera (o tambien, aca)

Buenas Gente!
Bueno, viendo que todos están con ganas de irse, y para que no terminen siendo un meme, y de verdad puedan irse (o intenten), se me ocurrió buscar información sobre portales de empleo de distinto lugares, incluido Argentina, para los que busquen cambiar y no tengan la posibilidad de hacerlo afuera.
Estuve investigando y hablando con conocidos, y logre hacer una recopilación de distintos sitios donde pueden empezar a aplicar.
Algunas recomendaciones previas:
- LinkedIn: Ya lo conocen, mi recomendación siempre es tener un perfil lo más completo posible; completar la info sobre los proyectos/laburos que hicieron; para los developers, no olviden linkear su github, o portfolio. Por otro lado, está bueno seguir empresas para las que les interese trabajar; también conectarse con recruiters de estas empresas (o de cualquier empresa del rubro, para el caso), y no duden en mandarles invite, un mensajito de presentación o adjuntarles su CV. (1) Tampoco olviden de tener su perfil en otro(s) idioma(s). Linkedin te da la opción de tenerlo en distintos idiomas, sin tener que tener otro perfil. Esto sirve para cuando alguien que tiene su propio linkedin configurado en inglés y hace una búsqueda, le aparezca tu perfil.
- Sites de empresas: Casi todas las empresas, grandes o chicas, tienen su sección de "trabaja con nosotros" o Careers, donde postean directamente sus vacantes, o tienen un mail de contacto para que envíen sus datos.
Bolsa de trabajo de universidades: Tooodas hasta la mas pedorra tiene bolsa de trabajo para que puedan aplicar.
- Google: Google también funciona como un agregador / integrador de job posts. O sea, pueden buscar directamente en google y los lleva a las ofertas (buscando trabajo, los lleva a la sección de búsquedas)
- Grandes agencias: Manpower, Addecco, Randstat y sus subsidiarias de tecnología (ExperisIT, por ej) funcionan en todo el mundo, y siempre tienen puestos para todos los gustos. Obvio, trabajas para ellos, no para el cliente.
- VanHack: Muchos laburos en CA y Europa, con relocation. Postean directamente las empresas que estan dispuestas a llevarse a alguien.
- Remote OK: Portal con avisos para nómadas digitales. (3)
- Acuerdense de buscar por palabras tipo Remoto/e, Relo/Relocation, si es que buscan trabajo desde acá.

Portales:
Computrabajo.com: El portal funciona en todo latinoamerica. En general tiene muchas ofertas diarias.
Bumeran.com: Es el portal hermano de ZonaJobs y UniversoBit. Originalmente estaban destinados a puestos diferentes, pero en definitiva, terminaron cayendo en las empresas poniendo los mismos posteos en los dos portales. En algunos países puede cambiar de nombre (Laborum, en Chile, por ej.)
BuscoJobs.com: Similar a computrabajo.
Indeed.com: Funciona en casi todo el mundo. Se usa mucho en Canadá y EEUU, también en Europa.
Opcion Empleo / Career Jet: Otra web que funciona mucho en todo el mundo.
Glassdoor: No sirve solo para ver cuánto gana tu compañero, en varios países se lo usa como una buena opción para publicar búsquedas
SimplyHired: Otro portal que se usa mucho en Canadá, pero tiene versiones de varios países.

Bolsa Nacional de Empleos
Trabajando.cl
Chiletrabajos.cl
Empleos EMol: El portal de trabajo del diario El Mercurio.
Empleospublicos.cl: Web que publica ofertas laborales del Estado de muchísimas áreas y de todo Chile, no sólo Santiago.
GetOnBoard: Empleos IT en Chile (5)

Catho
InfoJobs
Empregos
Banco Nacional de Empregos

OCC: aca esta el 90% de los avisos mexicanos que después se replican en otros portales.
Talenteca

MercadoJobs
Jooble
Trabajo Gallito
Accion Trabajo
Smart Talent: para IT (4)

CareerBuilder
Monster; Ojo, al de EEUU, solo pude entrar con VPN
Dice.com: Solo IT

CanadaJobs
Jobs In Canada:
Job Boom
Eluta

InfoJobs: el mas usado por lejos
Monster.Es: la version española de Monster (tambien hay version DE, FR, IT, NL y UK)
TecnoEmpleo: para posiciones IT (2)

Le Bon Coin: con todo tipo de anuncios, incluso de laburo
Agence pour l’Emploi de Cadres
Annonces Emploi
Pole Emploi: Oficina publica de empleos

Total Jobs
Reed
Adzuna
The Guardian Jobs: Portal de The Guardian
Work In Startups

Xing: Red social tipo LinkedIn
Honeypot: Posiciones IT

Subito
Jobbydoo
Generazione Vincente
Human Gest
Lavoropiù
Etjca
(estas 4 últimas son agencias que manejan mucha gente)

Seek
Working In Australia
Gumtree: Es un marketplace que tiene muchos avisos de empleo
Jora: tiene partners mundiales, pero tiene muchos avisos en AU y NZ.
(también existen Au Pair Australia y Find a Babysitter, por si a alguien le interesa, pero seguro son los menos, por lo menos aca en argentina)
(site con info y links)

Workania

Para cerrar, tienen la web y redes sociales de Yo me animo y vos, con mucha mas info para salir de este agujero del demonio hoyito del diablo.
También, no se olviden de visitar las webs de las embajadas y consulados para averiguar sobre programas de working holiday y visados especiales.
Espero les sirva!
DATA EXTRA:
Encontre la web de Expatistan en la que se puede comparar el costo de vida de diferentes lugares, y tiene algo mas de info para investigar.
Otra similar, es Numbeo (7) para comparar el costo de vida
EDIT:
Gracias por los awards :) :) :)
Info agregada, gracias a comentarios de otros users:
  1. gracias u/Parkrover
  2. gracias u/3mpanadas
  3. gracias u/__profesorcocoon
  4. gracias u/MateDrinker1
  5. gracias u/rcanepa
  6. gracias u/lionelum
  7. gracias u/marcosquilla
submitted by luigislowhand to argentina [link] [comments]


2020.09.19 16:41 HanSolo100 Vale E Azevedo - A ascensão e a queda de um Anti-Herói

Começo este post para falar de uma personagem que não é capaz de deixar ninguém indiferente pelos adeptos do nosso clube, falamos pois claro de João Vale E Azevedo (JVA).
Antes de começar o post permitam-me começar por apresentar-vos a definição de um anti-herói.
"Anti-heróis são personagens não inerentemente maus que, às vezes, praticam atos moralmente questionáveis. Contudo, algumas vezes é difícil traçar a linha que separa o anti-herói do vilão. No entanto, note-se que o anti-herói, diferente do vilão, costuma obter aprovação, seja através de seu carisma, seja por meio de seus objetivos muitas vezes justos ou ao menos compreensíveis, o que jamais os torna lícitos. A malandragem, por exemplo, é uma ferramenta tipicamente anti-heroica."
Esta descrição acaba de certa forma por demonstrar na perfeição aquilo que Vale E Azevedo foi enquanto presidente do Benfica.
Ao contrário daquilo que a cartilha do sistema Vieirista hoje pretende fazer-se passar o antigo presidente do Benfica não era o vilão, mas sim um anti-herói que apesar dos seus imensos defeitos era alguém a quem lhe gabo a virtude da coragem, de olhar de frente para os inimigos e que jamais baixava a cabeça na altura de os enfrentar. Alguém que apesar de tudo queria singrar e vencer mesmo face a uma herança miserável deixada por Manuel Damásio, o principal destruidor do Benfica que todos nós conhecemos.
Eleito em 31 de Outubro de 1997 com 51,5% dos votos Vale E Azevedo prometeu uma revolução gigante no mundo do Benfica, com várias promessas que chegaram a ser cumpridas e outras que nem tanto. A primeira delas todas foi o rompimento do contrato com a OliveiraDesportos, também conhecida por ser a empresa central do sistema.
Vale E Azevedo foi alguém que lutou arduamente contra os poderes de gente ligada a Joaquim Oliveira e à sua empresa que como todos sabemos, tinham intenções duvidosas para com o Benfica, o único presidente dos 3 que defendeu com todas as forças os interesses do Benfica para com aquele que foi um dos dinamizadores da década de domínio para o Porto.
E realidade é que este homem conseguiu meter a existência do sistema em perigo, sendo que esta luta acabou entre ameaças que acabaram por estender até à sua própria família onde a própria mulher e filhos se incluem.
Mas desengane-se quem pensa que as virtudes de João Vale E Azevedo apenas se limitavam à vida política. Em Janeiro de 1998 contra todas as expectativas e em pleno Vietname eis que consegue sacar um craque internacionalmente conhecido e consagrado, um jogador que esteve na alta roda do futebol mundial e que jogava numa das melhores equipas do mundo, um jogador que ficou em 10º lugar para a bota de ouro mundial uns anos antes. Falamos claramente de Karel Poborsky.
Eis que uns meses após a eleição Vale E Azevedo dá uma cartada de génio, apenas e só meses após ter sido reeleito. A sua contratação é algo que com Damásio nunca teria sido possível e apenas foi através de uma cartada de um visionário como Vale E Azevedo.
Nos seus 3 primeiros anos os resultados infelizmente escasseavam e a realidade é que enquanto o clube sofria as derrotas a realidade é que JVA se viu numa situação pouco agradável face aos anos em que o clube tendia em não vencer, pois os vestígios deixados por Manuel Damásio eram demasiado notórios face à situação que o clube passava. A acrescentar a isto também o facto de as competições europeias não terem o mesmo tipo de prémios que existem hoje em dia para saldar as dividas que na altura eram imensas. O que também acabou por não ajudar foram as várias artimanhas que o levaram a tirar dinheiro do clube para investimentos duvidosos, um pouco à semelhança daquilo que acontece com o atual presimente, Luís Filipe Vieira.
Entre 1999 e 2000 dois pontos altos na presidência de JVA sendo o primeiro a constituição de uma SAD que foi unanimemente aprovada pela larga maioria dos sócios e a segunda outra que perdura ainda hoje que marca o inicio das obras do centro de estágios do seixal no qual lançou a primeira pedra. Dois pontos que partiram da visão de um presidente hoje visto como um bicho papão.
Também surgem os planos para uma nova catedral mais moderna e mais à imagem daquela que vemos hoje em dia.
https://em-defesa-do-benfica.blogspot.com/2017/10/ja-fui-infiel.html
Mas avancemos até Setembro de 2000.Após a saída atribulada de João Vieira Pinto que foi uma das más decisões do seu reinado e a resignação de Jupp Heyckes, Vale E Azevedo decide fortemente apostar num nome que viria a mudar o futebol daquela década.
Falamos naturalmente de José Mourinho, o treinador escolhido pela direção benfiquista naquela altura.
Mourinho viria não só a conquistar o seio da equipa como os seus jogadores após imensos anos e a realidade é que pela luz já se sonhava um futuro risonho que se avizinhava sob comando do "Special One" que empolgava as bancadas e que conseguia fazer já muito com as peças limitadas que tinha.
A guerra nos tribunais com a Oliveira se avizinhava até ao fim e em desespero recorre a dois homens para tirar de lá aquele que estava até à data a ser o maior inimigo.
Vilarinho surge na linha da frente para fazer parte da cabala e Luís Filipe Vieira surge numa segunda para depois tomar controlo do clube.
E quando todos pensavam que a coisa iria finalmente endireitar-se, eis que Vilarinho vence contra todas as expectativas enganando tudo e todos. Após 3 anos, o sistema finalmente voltou a tomar as rédeas do maior clube português.
Vilarinho não apenas sabota a época em andamento do Benfica ao aproveitar-se do ultimato de Mourinho para o despedir e ir buscar Toni como quebra por completo a promessa de trazer Mário Jardel, que acabara mais tarde no Sporting.
Os planos para remodelação do estádio saem gorados por força de vontade do sistema que queria a todo o custo a implementação de novos estádios dos 3 grandes para o Euro 2004.
E como se não bastasse traz aquele que era até à data o homem de confiança de Pinto Da Costa, o homem que desviou Deco e Ovchinikov do Benfica para o Porto e titulou o Benfica como "clube de merda" anos antes.
Vilarinho sai sem qualquer título conquistado e cede a presidência a Vieira em 2003 e a escuridão finalmente apodera-se do clube. A dragartização do Benfica estava completa sendo o Benfica invadido por dragartos.
Em 17 anos o Benfica conquistou um total de 7 campeonatos enquanto que o Porto nos mesmos 17 conquistou 10, a acrescentar a isto os 5 troféus europeus dos quais 2 deles foram conquistados com aquele treinador que foi um dia uma aposta pessoal de Vale E Azevedo.
No meio de tantas humilhações sofridas pelas mãos do Porto seja na luz ou no dragão, Vieira consegue também perder 2 campeonatos em 3 para um clube falido e intervencionado pela UEFA, algo inédito em toda a história do clube.
Vieira consegue mais uma vez consolidar o seu lugar na história do Sport Lisboa E Benfica como o pior presidente de sempre e aquele que mais prejudicou o Benfica.
E é para terminar este post que volto a repetir.
Vale E Azevedo ao contrário daquilo que as pessoas dizem não foi um vilão, mas sim um anti-herói, alguém que tentou meter a justiça nas próprias mãos com a intenção de uma certa forma vir a singrar nas suas funções.
Vilarinho e Vieira foram os verdadeiros vilões desta história que hoje em dia saem pelos pingos da chuva, duas personagens vilanescas e malfeitoras que destruíram por completo aquilo que o Benfica podia ter sido e foram alimentando ao longo destes anos todos a corja do Norte.
Vieira é sem sombra de dúvidas o pior presidente da história do clube.
E fazendo jus às palavras de JVA meses antes de perder as eleições em 2000:
"Vale e Azevedo: «Se saísse agora, era o caos»"
E foi...
submitted by HanSolo100 to benfica [link] [comments]


2020.09.05 06:41 futebolstats Pré-jogo – Corinthians x Botafogo – Escalações, Horário, Histórico e Onde assistir – Campeonato Brasileiro 2020

Corinthians x Botafogo vão se enfrentar neste sábado (05) e você confere todas as informações da partida aqui. O jogo vai ser válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2020. A partida está marcada para iniciar às 19h00 (horário de Brasília) e será realizada na Neo Química Arena, que fica localizada em São Paulo.
Veja mais!! – Acompanhe todos os jogos AO VIVO

Corinthians:

ÚLTIMOS JOGOS:Nos últimos 5 jogos, a equipe do Corinthians venceu 2, empatou 2 e perdeu 1. Todos os jogos foram pelo Campeonato Brasileiro e as vitórias foram sobre Coritiba e Goiás. Já os empates foram contra Grêmio e Fortaleza, enquanto a derrota foi para o São Paulo.
SITUAÇÃO NA COMPETIÇÃO:O Corinthians ocupa atualmente a 9ª posição na tabela de classificação com 8 pontos conquistados. Em seis jogos disputados, a equipe soma duas vitórias, dois empates e duas derrotas. Além disso, o Timão marcou 9 gols e sofreu 8.
ESCALAÇÃO PROVÁVEL:O Corinthians chega sem desfalques para o duelo e deve mandar força máxima a campo para buscar os 3 pontos. Sendo assim, o provável Timão terá:
Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar, Lucas Piton; Camacho, Cantillo, Ramiro, Luan, Gustavo Mosquito; Jô.
Técnico: Tiago Nunes
JOGADOR DESTAQUE:Jô – 2 gols em 8 jogos disputados

Botafogo:

ÚLTIMOS JOGOS:Nos últimos 5 jogos, a equipe do Botafogo venceu 2, empatou 2 e perdeu 1. Quatro jogos foram pelo Campeonato Brasileiro e a equipe soma uma uma vitória sobre o Atlético-MG, dois empates contra Flamengo e Coritiba, além de uma derrota para o Internacional. Além disso, o Vozão soma uma vitória sobre o Paraná, pela Copa do Brasil.
SITUAÇÃO NA COMPETIÇÃO:O Botafogo ocupa atualmente a 17ª posição na tabela de classificação com 7 pontos conquistados. Em seis jogos disputados, a equipe soma uma vitória, quatro empates e uma derrota. Além disso, o Botafogo marcou 4 gols e sofreu 5.
ESCALAÇÃO PROVÁVEL:Para o duelo, o Botafogo terá apenas o desfalque do lateral-esquerdo Victor Luís, que segue em recuperação após uma cirurgia de apendicite. Sendo assim, o provável Botafogo terá:
Gatito Fernández, Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Guilherme Santos; Caio Alexandre, Honda, Bruno Nazário; Luís Henrique, Kalou e Pedro Raul.
Técnico: Paulo Autuori
JOGADOR DESTAQUE:Pedro Raúl – 1 gol em 4 jogos disputados

ONDE ASSISTIR AO VIVO:

A partida será transmitida no canal Premiere FC.

FICHA TÉCNICA:

Torcedômetro Qual é a maior torcida do Brasil?

Corinthians x Botafogo – RETROSPECTO*

Já foram realizados 96 jogos oficiais envolvendo os dois times, sendo que o Corinthians venceu a equipe adversária em 33 partidas. Enquanto o Botafogo superou seu rival em 40 combates. Além disso, já ficaram no empate em 23 confrontos disputados.
No geral, o Corinthians já marcou 126 gols neste duelo. Enquanto o time do Botafogo balançou as redes adversárias 127 vezes.
*Números do site oGol (contabiliza somente jogos oficiais, não inclui partidas amistosas)
Aqui no Futebol Stats você pode acompanhar tudo sobre todos os campeonatos nacionais e também os internacionais. Acesse nossa página para saber onde assistir os jogos de Futebol na TV, e saiba onde assistir todos os jogos de hoje. Não deixe de acessar a nossa página do Torcedômetro e também conferir tudo sobre Futebol Ao Vivo.
O post Pré-jogo – Corinthians x Botafogo – Escalações, Horário, Histórico e Onde assistir – Campeonato Brasileiro 2020 apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2GwAqSi
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.02 06:41 StonerSomething Preguntas Frecuentes

Eso es practicamente todo. A continuación, una guía rápida para la carga lateral
Bienvenido al mundo mágico de Side Loading. Aquí hay una guía fácil de seguir.
Vamos https://dashboard.oculus.com/ inicie sesión y haga clic en "crear organización", asígnele el nombre que desee.
Abrir Oculus APP conéctese a su Quest. En la configuración, active el "Modo de desarrollador".
Ahora descargue los controladores ADB en su computadora https://developer.oculus.com/downloads/package/oculus-adb-drivers/
Extraiga el archivo descargado, abra las carpetas hasta que vea " android_winusb.inf ". Right click on it and install.
Ahora encienda Quest y conéctese a la PC. Póngase los auriculares y verá el mensaje sobre la depuración de la consola "Marque Permitir siempre". Listo para carga lateral.
Descargar SideQuest - https://sidequestvr.com/
Descargar ADB Link - http://www.jocala.com
Instalación apk
Descarga lo que quieras. Conecte su Quest encendido y abra ADBLink. Haga clic en "instalar apk", búsquelo, haga clic en él para instalarlo.
Instalación de archivos obb
Abra el Administrador de archivos> Navegue a "Tarjeta SD / Android / Obb /com.devname.game title"> Haga clic en "Push"> busque su com. Carpeta .obb que contiene los archivos del juego> Selecciónela y haga clic en Seleccionar. Carpeta "No tengo una com. .obb". Ejecutar, se creará la ruta del archivo de la aplicación.
Alternativa
(¿La carpeta no está allí? Ejecute la aplicación en el auricular, se creará la carpeta) Busque el menú desplegable de flechas 🔻" Explorador de archivos" Vaya a "Android> OBB>" Carpeta de juegos instalada "y copie el archivo Obb.
Instalación user.json file
Arrastra y suelta en el almacenamiento de Quest (Windows) Opción 1: Open Quest \ Internal Shared Storage Allí coloca file. (Side Quest) Opción 2: Abra 🔻Menú> Explorador de archivos> TARJETA SD Allí coloca file.
https://mega.nz/file/3ihD1bhI#nR1ua57gjTib5MMY1A66l42eDC2n2yHMvjo7OGSGVVs
Instalación del entorno de hogar personalizado
Descargar Oculus hogares todos pueden ser reemplazados. Ahora abra ADBLink con Quest conectado y encendido. Haz clic en "Desinstalar APK", en la barra de búsqueda escribe "Entorno" y haz clic en Aplicar. (RiftHome es Classic Home) Desinstale el que desea reemplazar. Ahora "Instalar APK", busque su archivo e instálelo. Ahora tienes un nuevo hogar.
Quest Homes Discord
https://discord.gg/GCbkCqZ
🔰PREGUNTAS FRECUENTES 🔰
¿Cómo agrego un "estilo" en la publicación?
Debería ver un botón en la parte superior que dice Agregar estilo, puede personalizar un estilo o elegir uno (solo la aplicación Reddit funciona)
¿Cómo decodifico un mensaje?
Vaya a la página web de base64decode. En el cuadro superior copie el código. Haga clic en "decodificar" o active "decodificación automática". Su mensaje decodificado aparecerá en el cuadro de abajo
¿Cómo codifico un mensaje?
Vaya a la página web de base64encode. En el cuadro superior, escriba su mensaje o enlace. Haga clic en "codificar" o active "Codificación automática". Su mensaje aparecerá en el cuadro de abajo.
Side Quest no instalará APK. Recibo el mensaje "ERROR DE CONTENIDO DAÑINO" cada vez que intento instalar estas aplicaciones.
Solución: utilice otro programa como ADBLink O Cargador lateral de Android https://github.com/nerdunit/androidsideloader
Cuando inicio el juego / aplicación, me quedo atascado en la pantalla negra, ¿cómo lo soluciono?
Le falta el archivo obb, puede instalarlos con SideQuest, ASL o drap y colocarlo en la carpeta (esto no siempre funciona)
¿Cómo instalo archivos obb con ADBLink?
Abra el Administrador de archivos> Navegue a "Tarjeta SD / Android / Obb"> Haga clic en "Push"> busque su carpeta com . . Obb que contiene los archivos del juego> Selecciónela y haga clic en elegir
¿Cómo instalo archivos obb con SideQuest?
Opción 1: Abrir🔻Menú> seleccionar APK Encuentra obb e instálalo como apk (no funcionará con todos los obb)
Opción 2: Abrir🔻Menú> Explorador de archivos Allí vaya a "Android> Obb>" com . .Obb "copie el obb en su carpeta correcta.
Mis archivos obb no están en una carpeta "com . Obb". ¿Cómo puedo arreglarlo?
Cree la carpeta "com . . Obb" O Ejecute la aplicación, creará la carpeta por usted.
Quiero actualizar un APK. ¿Cómo guardo los datos?
Haga una copia de seguridad de los datos de su juego guardado, copie y pegue en su computadora. Los archivos guardados se encuentran en "Android> Datos> com. .data". Ahora desinstale el juego e instale el APK actualizado, ahora copie sus guardados
Si mi misión es prohibida, ¿puedo seguir usando la función de enlace?
Sí, y sin prohibiciones para el uso de aplicaciones no aprobadas.
¿Es seguro reembolsar juegos cuando tengo instaladas aplicaciones / juegos no aprobados?
Sí, estás a salvo.
¿Existe una versión crackeada de Virtual Desktop?
No, este programa parece ser muy difícil de descifrar, pero ... ALVR es una alternativa si quieres uno gratis. Virtual Desktop lo vale. ALVRs GitHub - https://github.com/JackD83/ALVR
¿Cuáles son las contraseñas para juegos que se encuentran en cs.rin.ru?
Es cs.rin.ru a menos que la publicación sea diferente.
¿Es posible "Bloquear" mi misión?
Posible pero muy improbable
¿Cómo elimino la aplicación SideLoaded? Muchas maneras
(En el auricular) Fuentes desconocidas> Haga clic en los 3 puntos verticales y desinstale. O Configuración> Almacenamiento> Fuentes desconocidas. Si compraste el juego pero descargaste uno para no tener que comprar DLC "Lo hice con AZSunshine" estará en las aplicaciones
(SideQuest) 🔻Menú> Mis aplicaciones> "Buscar aplicación y desinstalarla"
(ADBLink) Haga clic en "Desinstalar APK", busque su juego, selecciónelo y haga clic en Aceptar.
¿Dónde puedo encontrar mis juegos en Quest?
Dirígete a Quest APPs (9 cuadrados)> Abre la pestaña superior derecha cámbiala a "Fuentes desconocidas"
submitted by StonerSomething to OculusQuestSideLoadin [link] [comments]


2020.08.30 02:32 querocafune parece fanfic mas eu juro que aconteceu

vou contar o filme que minha vida virou...
Pro contexto: eu acabei de voltar de um intercâmbio de 8meses em Wellington, na Nova Zelândia
Então, conheci esse menino na minha escola, numa aula feita pra que pessoas do mesmo ano escolar se relacionem, era uma aula de meia hora que acontecia duas vezes por semana, então não tínhamos muito contato, mas sempre sentava com ele e os amigos dele nesse tempo. Como eu era estudante internacional, não tinha muitas amizades além dos brasileiros que estavam na mesma situação que eu, então eu achava um máximo ter esse grupinho pra conversar. Enfim, entramos em lockdown em março, e as aulas online começaram, e essa aula parou de acontecer. Eu tentava fazer amizade com pessoas de outras aulas por mensagem, mas ninguém continuava a conversa... até que depois de algumas semanas eu e esse menino, começamos a conversar pelo instagram, conversávamos a cada 2 dias, mais ou menos, sobre coisas bem aleatórias, mas era alguém com quem conversar. E eu sempre fui muito devagar pra relacionamentos românticos né, mas resolvi investir nele e ver no que dava. Eu tentava flertar, mas além da falta de experiência tinha o fator idioma, flertar em inglês é uma coisa assim... complicada kkkk
Passamos 2 meses de quarentena e as coisas começaram a reabrir, obrigado Nova Zelândia!! E acabei chamando ele pra sairmos quando pudéssemos. Fomos tomar um café, e como sou do Brasil tive que honrar o estereótipo e chegar 1hora depois do combinado, me culpei muito por isso, mas no final das contas passamos um tempo bem legal juntos, mas não rolou nada. Mais ou menos uma semana depois sugeri que saíssemos de novo, e acabamos indo pro “cable car”, basicamente um carrinho que sobe um morro, mas que é um dos lugares turísticos da cidade, junto com o jardim botânico que fica no topo desse morro. Eu, na inocência, me arrumei pra encontrar ele, quando chego lá ele tinha levado uma garrafinha de água, preparado pra dar uma caminhada kkkk andamos igual notícia ruim, e eu sempre fingindo costume e não mostrando que eu estava a beira do desmaio... Obviamente, não conseguimos conversar muito, mas cada experiência é uma experiência. No final, quando já não tinha mais subidas ou descidas de morro tentei jogar um charme, um elogio, mas ele não captou minhas mensagens, um tempo depois ele disse que tinha dever de casa e foi embora na vespa dele kkkkk
Continuei persistente, porque apesar de tudo eu gostava das nossas conversas e de passar tempo com ele, e mesmo que não desse certo, seria uma amizade de um outro país, eu não tinha o que perder.
Foi aí que fomos nesse museu, “te papa”, que tem exposições interativas e é super interessante, mas eu já tinha ido lá no mínimo umas 3 vezes, então eu estava com bastante foco no objetivo kkkkk eu nunca encontrava a hora certa pra dar o primeiro passo, e ficou nisso durante o dia inteiro. Até que quando estávamos indo embora, dessa vez ele não estava dirigindo a motinha dele então pegamos o mesmo ônibus pra casa, o ponto dele era antes do meu e quando ele desceu eu não aguentei, e senti que deveria fazer alguma coisa. É aí que a produção entra em cena, eu levantei e pedi pro motorista parar o ônibus, falei que eu tinha que fazer uma coisa rapidinha e eu já voltava, aí eu desci do ônibus e corri atrás dele, ele achou que estava sendo assaltado, mas eu fui e falei pra ele que eu senti que perdi muitas oportunidades de fazer isso durante o dia mas que eu tinha que fazer isso, aí perguntei se eu podia beijar ele, ele disse que sim!!! Voltei pro ônibus e a cara do motorista foi muito boa, ele viu tudo pelo retrovisor kkkkk DETALHE, tava chovendo.
Depois conversamos por mensagem, e eu falei que não sei de onde eu tinha arranjado coragem pra fazer aquilo, mas que eu estava muito fez de ter feito.
Na segunda-feira, combinamos de encontrar depois da aula, acabamos indo pra casa dele e conheci a mãe dele kkkk fiquei meio sem reação, não sabia o que fazer, foi super bizarro, mas de novo, cada experiência é uma experiência né? A mãe dele saiu e ele tentou me beijar, mas eu travei tanto que não consegui, ele coitado ficou super confuso, e eu comecei a tagarelar sobre timidez, insegurança, umas coisas nada a ver, tentando me justificar... Ele só ficou mais confuso, resolvemos então dar uma volta e fomos comprar pão, fomos num parquinho e comemos lá... Conversarmos e tava tudo muito bom, mesmo eu tendo tornado tudo muito constrangedor. Cada um foi pra casa e ficou aquele clima estranho, mesmo ambos querendo a mesma coisa.
Mais tarde mandei mensagem pra ele falando sobre minha mania de auto-sabotagem, e que tudo tava sendo tão bom que alguma coisa em mim me dizia que tava errado, então eu estraguei tudo. Ele não entendeu direito, então só falei pra que a gente ignorasse tudo o que eu falei e continuar do jeito que tava antes kkkkk
Dia vai, dia vem e esse amigo dele deu uma festa, um dia antes de uma viagem que eu iria fazer, mas eu fui mesmo assim. Fui com uma galera da minha outra aula, e já tava me sentindo mais confortável, até que eu chego na festa... Uma coisa bem maluca kkkk tinha uma fogueira com sofás em volta, uma garagem com colchões e bebidas, uma caixa de som, e gente usando vape. Até aí tudo bem, encontrei ele e as coisas tavam indo na paz, tirando a parte em que tive que ensinar ele como eu beijava de língua, que foi um pouco constrangedor mas que no final deu tudo certo, a gente se encaixou e ficamos agarradinhos perto da fogueira, porque tava muito frio! Até que um doido resolve tirar o próprio sapato, colocar vodca pura dentro e beber... pois é, como reagir? Ok, algumas horas se passam e esse menino do sapato, surpreendentemente, começa a passar muito mal, então deitam ele em um dos colchões e eu falando pra darem água pra ele... Não sei o que rolou, voltei pra perto da fogueira, não ia dar uma de baba pra alguém que eu nem conheço. Até que um carro entra onde a gente tava, eram os pais do menino do sapato, tiveram que buscar ele porque ele só tava piorando...
Por causa da confusão dos pais, uma das vizinhas chegou lá pra ver o que tava acontecendo, então o menino que eu tava beijando, já um pouco alterado levanta e fala que a gente tem que sair dali pra que não me deportassem kkkk eu fui com ele, entramos num lugar muito escuro e eu comecei a ficar com medo, porque por mais que eu goste dele eu não queria morrer. Fomos parar numa estação de trem e ficamos rondando por lá por um tempo, sem saber o que tava acontecendo na festa, mais tarde a gente voltou pra lá e tinham guardado tudo, os sofás, a música, apagado a fogueira, e estavam falando que tinha baixado polícia lá... Não vi nada. Tava todo mundo indo embora, e achei melhor eu também ir, mas minha carona tinha vazado, fiquei sem saber o que fazer, então tive que ligar pra minha hostmom pra ela vir me buscar, achei que ia levar esporro, mas ela achou até bom eu ter feito isso kkkk
No dia seguinte eu fui pra minha viagem, e foi muito boa, conheci gente nova e fiz coisas que nem acreditava que faria, inclusive pular de avião e de bungee jump! - mas agora, a história é sobre meu romance clichê
Quando eu voltei marcamos de encontrar várias vezes, e tudo tava sendo lindo e cor de rosa... conheci a família dele, até a vó kkk e ele a minha hostfamily. Eu tava nas nuvens.
Porém, com toda essa complicação do covid, minha data de volta tava sempre mudando. Até que confirmaram meu voo pro dia 29 de agosto, ok, me planejei organizei o que eu iria fazer. Só que uma semana antes me ligam avisando que mudaram a data mais uma vez, só que dessa vez pra 4 dias mais cedo! Eu entrei em pânico, por mais que 4 dias parece pouco, mas é muita coisa... Tive que remanejar tudo, remarcar as despedidas e tudo mais. eu tava muito emocional, chorava por tudo.
Até que um dia nessa última semana, eu tinha acabado de jantar e estava brincando com as crianças da minha casa, ele me liga e pede pra que eu fosse lá fora, fiquei super confusa, mas eu fui. DETALHE, tava chovendo também... Eu perguntei o que ele tava fazendo ali e ele disse que tava fazendo uma corrida noturna e que eu não poderia ir embora sem que ele falasse isso, foi aí que ele disse que me ama... Eu fiquei em choque, não tava caindo a ficha de que isso tava acontecendo, eu perguntei se ele queria entrar, tomar uma xícara de chá, sei lá... Ele me disse pra pensar sobre isso e que tinha que ir embora, então ele saiu correndo. Eu voltei pra dentro e não conseguir pegar no sono. depois, mandei mensagem pra ele falando que eu não esperava por isso e perguntei se ele tinha certeza do que ele tinha falado, conversamos bastante mas eu ainda não conseguia engolir, mesmo com ele sendo incrivelmente perfeito em tudo que ele falou pra mim. Na manhã seguinte tive minha sessão de terapia semanal, ouvi umas poucas e boas de como eu negava o amor dos outros, de como eu achava que por eu não me amar ninguém seria capaz de fazer isso... E cada palavra valeu a pena, quando acabou disse pra ele que queria ver ele, e de noite fomos pra cidade, e com toda certeza foi uma das melhores escolhas da minha vida. Jantamos pizza e caminhamos por todo lugar, e quando tava chegando a hora dele ir embora não deu, e comecei a chorar, me abri pra ele e disse que também amava ele, e ficou assim, os dois boiolas chorando num ponto de ônibus, olhando um pra cara do outro. Mas por mais triste que eu tava, me senti muito bem de estar vivendo aquilo. Levantamos e continuamos a andar pela cidade, dando sempre uns intervalos pruns beijinhos...
Então ele teve que ir embora, e quando ele deu partida na motinha dele eu gritei pra todo mundo ouvir que eu amo ele! Comecei a chorar de novo, muito muito mesmo, não só por ele, mas por tudo que eu vivenciei naquele país, vida, morte, conexão, solidão, despedida, saudade, amizade, amor, tudo que faz a vida valer a pena e como muitas vezes já pensei que nada disso valia a pena. Esses 8 meses me ensinaram o que é estar vivo, e sou muito grata por ter aprendido isso!! nessa minha profunda reflexão, meu ônibus chegou, e era um ônibus de dois andares, eu que não vou boba nem nada fui pra frente da parte de cima, chorar ainda mais e fazer esse filme ainda mais clichê...
Até que enfim, chega meu dia de voltar pro Brasil, ele foi no aeroporto se despedir, e eu não passei um segundo sequer sem chorar, desde Wellington até BH, quase 3 dias de viagem e de muitas lágrimas...
A gente tem conversado todos os dias desde que cheguei, e sinto muita falta dele, mas ainda fico com receio de expressar tudo isso e ficar ainda mais triste com a situação, não sei como começar a conversa sobre o que vai acontecer entre a gente, se estamos em um relacionamento a distância ou continuarmos nos amando só que em forma de amizade, se ele toparia um relacionamento aberto, ou sobre o que ele planeja pra nós... Tenho medo de conversar com ele sobre tudo isso e estragar o que a gente tá tendo agora, porque por mais que exista a distância ainda sei que ele está lá pra mim do mesmo jeito que estou aqui pra ele...
E é isso, só queria abrir minha história a debate mesmo. Valeu aí...
submitted by querocafune to desabafos [link] [comments]


2020.08.15 17:00 Surt3p Quanto deve ceder a um relacionamento?

Em 2016 eu conheci uma menina em um aplicativo de relacionamentos, (vamos chamar de Ruivinha) eu com 16 anos e ela me dizia que tinha 16 anos também e eu realmente gostei dela, ruiva, gente boa, dava atenção e engraçada. E depois de meses de conversas era fato que estávamos gostando um do outro, tanto pelas palavras quanto o tempo que dávamos um ao outro, e realmente gostei muito dela, e até que chegou um momento que os dois estavam meio 🔥 e a conversa foi realmente mudando de direção. Depois de muitas conversas e fotos +18 (ironia pq os dois eram menores mas ok kkk) estava um clima bom, e realmente queria a conhecer pessoalmente e tudo mais mas ela sempre dizia que a família era muito fechada e não a permitia sair, mas ela me atentava e mesmo assim tentávamos sair ou de um jeito se encontrar. E eu ocupado com curso Tecnico e colégio fui me afastando aos poucos para focar nos estudos, mas mesmo assim querendo realmente conhecer ela porque gostava. Até que um dia meio que tudo ficou confuso, quando ela mandou umas fotos repetidas +18 e com legenda diferente e tipo nem fazia sentido ela ter mandado aquilo para mim naquela hora. E então descobri que ela realmente tava meio brincando comigo e mais uns 5, e então descobri no mesmo dia que ela tinha 13 anos e iria fazer 14 e eu fiquei realmente confuso e preocupado (e não ela não tinha feição tão jovem e corpo de menina nova, e todas as redes sociais estavam mais velha e até por ligação a voz e vídeo o jeito dava a entender que era mais velha mesmo) e fiz umas das coisas que mais me arrependi na vida porque fiquei com ciúmes e com raiva, criei um Google drive do 0 upei as fotos dela e mandei com um link para a avó e a mãe dela falando o seguinte: “Eu gosto muito dela, nossas idades são diferentes e nada impede de no futuro realmente termos uma coisa séria com mais maturidade, mas eu realmente quero que vocês deem atenção porque ela está se expondo muito na internet e isso pode vazar e conhecendo bem sei que isso pode acabar mal.” A mãe dela me xingou e falou que eu era um cuzao a vó dela me pediu perdão não sei porque, e ficou preocupada e a menina me xingou muiiiito mas muito e no final tudo se acalmou. Passou se uns anos e ela me chamou de novo em meados do final de 2017 e eu tinha terminado o ensino médio e um relacionamento que tive também e eu e a Ruivinha viramos amigos realmente, ela tem muitos problemas psicológicos e eu sempre ajudei como amigo e tudo mais e realmente curtia a amizade nossa, até mesmo que nossas idades era meio diferentes mas ela me respeitava muito e o que tinha acontecido ficou para trás e virou uma amizade tranquila. Mas no final do ano de 2019 mudou muita coisa, ela tava com 16 anos e eu com 19 e ela deu muita moral, e eu me interessei por ela, tínhamos todos mudado muito e eu imaginei que estávamos mais maduros, e um belo dia ela me chamou para comprar material junto com ela, e eu fui na casa dela, conheci os avós que me amam até hoje e mandam figurinha todos os dias kkkkk, a mãe dela também que surpreendentemente gostou muito de mim, e foi um primeiro encontro totalmente diferente mas eu gostei da pessoa que eu encontrei, ela realmente tinha mudado muita coisa, e foi indo assim por vários finais de semana consecutivos, e estávamos em um relacionamento sem nada oficializado, eu conheci toda a família ajudava em o que era preciso, e gostava de estar inserido na família mas umas coisas do relacionamento me deixavam meio intrigado, tipo pela internet ela era muiito 🔥 e juntos ela era outra pessoa, ou o fato dela não gostar muito de beijos e também ter preguiça para qualquer coisa que envolva sair, não demonstrar afeto, ser meio seca as vezes e não termos muitos momentos casal, mas foi isso por 4 meses até o início da quarentena e nós brigarmos por um motivo fútil, estava a 2 anos desempregado apenas fazendo uns bicos, e eu fui contratado em um emprego booom, e eu fiquei feliz com isso que estava lutando a tempos e eu chamei ela para vir em casa comemorar cmg, comer uma pizza com minha família e tudo mais, e depois ver um filme a sós, um momento nosso, e ela me disse a seguinte frase “você só pensa em me comer” “só quer sexo” e eu sem entender nada, ouvi muiita merda (detalhe nunca tínhamos transado antes e eu sou super delicado com esse assunto até por nunca ter acontecido) até aquela história das fotos foi revivida e eu me explodi, cansei disso e terminei com raiva pq ela não sabia o que tava acontecendo comigo depois desse tempo todo saindo da depressão e ter conseguido arrumar um emprego e na hora de comemorar ela me dizer isso. Me magoou muito isso e até hoje não me desce, mas no outro dia parei para pensar e queria conversar disse que não queria terminar realmente mas queria que ela entendesse meu lado, e ela surtou que um dia eu termino no outro quero voltar, não voltamos mas ficou um clima de romance voltando, era apenas se encontrar que rolava algo, mas depois foi meses sem poder ver ela, sem ligação, momentos instável no relacionamento eu querendo ver ela mas nunca era possível e a desculpa de quarentena para mim e churrasco em família todos os finais de semana, mas eu tava conseguindo fazer ela vir em casa no meu aniversário pq realmente estava com sdds dela e é uma data bem especial, (minha família fez o teste para umas coisas e para que eu pudesse ir buscar ela no meu aniversário “dia que estou escrevendo que foi por água a abaixo qualquer animo para esse dia”) e uma semana antes do meu aniversário eu tentando reconquistar ela todos os dias, sendo quem sou e tentando ser bom para ela (muitas vezes fodendo com meu psicológico) e eu descubro que sou um brinquedo que ela usava para destrair e que não era nada mais e que mesmo ela dizendo uma coisa ela tava sentindo outra, e que eu tudo que eu tava fazendo por uma história de 4 anos foi em vão. Brigamos feio e depois que eu desisti de tudo e falei o que realmente tava sentindo e fiz ela se achar um monstro só mostrando coisas que ela fazia e nem se tocava disso, tem indiretas até hoje, eu surpreendentemente estou bem, tenho muitas saudades dos momentos bons mas prefiro meu bem estar mental.
submitted by Surt3p to desabafos [link] [comments]


2020.08.15 07:00 Surt3p Sou babaca por te ferrar e depois te amar?

Olá Luba, possível convidado, editores e turma minha história é meio longa: Em 2016 eu conheci uma menina em um aplicativo de relacionamentos, (vamos chamar de Ruivinha) eu com 16 anos e ela me dizia que tinha 16 anos também e eu realmente gostei dela, ruiva, gente boa, dava atenção e engraçada. E depois de meses de conversas era fato que estávamos gostando um do outro, tanto pelas palavras quanto o tempo que dávamos um ao outro, e realmente gostei muito dela, e até que chegou um momento que os dois estavam meio 🔥 e a conversa foi realmente mudando de direção. Depois de muitas conversas e fotos +18 (ironia pq os dois eram menores mas ok kkk) estava um clima bom, e realmente queria a conhecer pessoalmente e tudo mais mas ela sempre dizia que a família era muito fechada e não a permitia sair, mas ela me atentava e mesmo assim tentávamos sair ou de um jeito se encontrar. E eu ocupado com curso Tecnico e colégio fui me afastando aos poucos para focar nos estudos, mas mesmo assim querendo realmente conhecer ela porque gostava. Até que um dia meio que tudo ficou confuso, quando ela mandou umas fotos repetidas +18 e com legenda diferente e tipo nem fazia sentido ela ter mandado aquilo para mim naquela hora. E então descobri que ela realmente tava meio brincando comigo e mais uns 5, e então descobri no mesmo dia que ela tinha 13 anos e iria fazer 14 e eu fiquei realmente confuso e preocupado (e não ela não tinha feição tão jovem e corpo de menina nova, e todas as redes sociais estavam mais velha e até por ligação a voz e vídeo o jeito dava a entender que era mais velha mesmo) e fiz umas das coisas que mais me arrependi na vida porque fiquei com ciúmes e com raiva, criei um Google drive do 0 upei as fotos dela e mandei com um link para a avó e a mãe dela falando o seguinte: “Eu gosto muito dela, nossas idades são diferentes e nada impede de no futuro realmente termos uma coisa séria com mais maturidade, mas eu realmente quero que vocês deem atenção porque ela está se expondo muito na internet e isso pode vazar e conhecendo bem sei que isso pode acabar mal.” A mãe dela me xingou e falou que eu era um cuzao a vó dela me pediu perdão não sei porque, e ficou preocupada e a menina me xingou muiiiito mas muito e no final tudo se acalmou. Passou se uns anos e ela me chamou de novo em meados do final de 2017 e eu tinha terminado o ensino médio e um relacionamento que tive também e eu e a Ruivinha viramos amigos realmente, ela tem muitos problemas psicológicos e eu sempre ajudei como amigo e tudo mais e realmente curtia a amizade nossa, até mesmo que nossas idades era meio diferentes mas ela me respeitava muito e o que tinha acontecido ficou para trás e virou uma amizade tranquila. Mas no final do ano de 2019 mudou muita coisa, ela tava com 16 anos e eu com 19 e ela deu muita moral, e eu me interessei por ela, tínhamos todos mudado muito e eu imaginei que estávamos mais maduros, e um belo dia ela me chamou para comprar material junto com ela, e eu fui na casa dela, conheci os avós que me amam até hoje e mandam figurinha todos os dias kkkkk, a mãe dela também que surpreendentemente gostou muito de mim, e foi um primeiro encontro totalmente diferente mas eu gostei da pessoa que eu encontrei, ela realmente tinha mudado muita coisa, e foi indo assim por vários finais de semana consecutivos, e estávamos em um relacionamento sem nada oficializado, eu conheci toda a família ajudava em o que era preciso, e gostava de estar inserido na família mas umas coisas do relacionamento me deixavam meio intrigado, tipo pela internet ela era muiito 🔥 e juntos ela era outra pessoa, ou o fato dela não gostar muito de beijos e também ter preguiça para qualquer coisa que envolva sair, não demonstrar afeto, ser meio seca as vezes e não termos muitos momentos casal, mas foi isso por 4 meses até o início da quarentena e nós brigarmos por um motivo fútil, estava a 2 anos desempregado apenas fazendo uns bicos, e eu fui contratado em um emprego booom, e eu fiquei feliz com isso que estava lutando a tempos e eu chamei ela para vir em casa comemorar cmg, comer uma pizza com minha família e tudo mais, e depois ver um filme a sós, um momento nosso, e ela me disse a seguinte frase “você só pensa em me comer” “só quer sexo” e eu sem entender nada, ouvi muiita merda (detalhe nunca tínhamos transado antes e eu sou super delicado com esse assunto até por nunca ter acontecido) até aquela história das fotos foi revivida e eu me explodi, cansei disso e terminei com raiva pq ela não sabia o que tava acontecendo comigo depois desse tempo todo saindo da depressão e ter conseguido arrumar um emprego e na hora de comemorar ela me dizer isso. Me magoou muito isso e até hoje não me desce, mas no outro dia parei para pensar e queria conversar disse que não queria terminar realmente mas queria que ela entendesse meu lado, e ela surtou que um dia eu termino no outro quero voltar, não voltamos mas ficou um clima de romance voltando, era apenas se encontrar que rolava algo, mas depois foi meses sem poder ver ela, sem ligação, momentos instável no relacionamento eu querendo ver ela mas nunca era possível e a desculpa de quarentena para mim e churrasco em família todos os finais de semana, mas eu tava conseguindo fazer ela vir em casa no meu aniversário pq realmente estava com sdds dela e é uma data bem especial, (minha família fez o teste para umas coisas e para que eu pudesse ir buscar ela no meu aniversário “dia que estou escrevendo que foi por água a abaixo qualquer animo para esse dia”) e uma semana antes do meu aniversário eu tentando reconquistar ela todos os dias, sendo quem sou e tentando ser bom para ela (muitas vezes fodendo com meu psicológico) e eu descubro que sou um brinquedo que ela usava para destrair e que não era nada mais e que mesmo ela dizendo uma coisa ela tava sentindo outra, e que eu tudo que eu tava fazendo por uma história de 4 anos foi em vão. Brigamos feio e depois que eu desisti de tudo e falei o que realmente tava sentindo e fiz ela se achar um monstro só mostrando coisas que ela fazia e nem se tocava disso, tem indiretas até hoje, eu surpreendentemente estou bem, tenho muitas saudades dos momentos bons mas prefiro meu bem estar mental. Afinal apenas eu fui o Cuzao da história por tentar isso até o final e ter feito tanta merda?
submitted by Surt3p to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.05 23:16 Shadowgown Partido Comunista e o Avante (ou "Como na quinta afinal os porcos não são todos iguais")

NOTA: Este texto foi enviado como e-mail para o endereço oficial do PCP, [[email protected]](mailto:[email protected]), e foi escrito como opinião pessoal e não vinculada a nenhum partido. É somente fruto do meu descontentamento.
"Olá!
Eu sou um cidadão português como vós, e também respiro, como, bebo e tenho outras actividades biológicas como qualquer humano. Estas são, provavelmente, as únicas coisas que teremos em comum, pois ideologicamente não poderíamos estar mais longe!
No entanto, vivemos em democracia, e somos livres de ter pensamentos e ideologias diferentes, por mais parvas e irrealistas que sejam. Isto é, desde já, um dos pontos que o PCP tão vigorosamente defende, tirando quando estamos a falar de ditaduras comunistas como as da Venezuela e China.
Citando o primeiro ponto do vosso programa, o PCP almeja lutar por "uma sociedade nova "liberta da exploração do homem pelo homem, da opressão, desigualdades, injustiças e flagelos sociais (...), igualdade, elevadas condições de vida, cultura, um ambiente ecologicamente equilibrado e respeito pelo ser humano".
Regressemos a março de 2020, mais especificamente ao dia 18 de março, dia este em que o Senhor Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa decretou, pela primeira vez na história da nossa democracia, o Estado de Emergência. Pela primeira vez! Decididamente o motivo para tal será de enorme importância. Entretanto o PCP começava a planear a Festa do Avante.
Foram três difíceis meses de quarentena. Familiares que não podiam ser família, amigos que não podiam ser amigos, trabalhadores que não podiam trabalhar e uma democracia livre que não nos permitia liberdade. Não foi fácil (alguns até dirão que foi excessivo), mas o sacrifício foi feito em prol do bem maior, e pelo respeito pela natureza das coisas e pelos profissionais de saúde que não se multiplicam. Entretanto, o PCP continuava a planear a Festa do Avante.
No final de maio terminou finalmente o primeiro Estado de Emergência da história da nossa democracia. Não se engane o leitor pensando que isto do COVID teria acabado (a não ser que o leitor seja comunista), porque passámos para o Estado de Calamidade. Continuámos com imensas restrições à nossa liberdade, quer pessoal quer profissional, e com novas hábitos que rapidamente passaram a ser parte integrante do nosso dia-a-dia. Continuámos a observar números assustadores, quer de infectados e mortos, bem como de desempregados e de pobreza. Entretanto, o PCP anunciava efusivamente a data e o espaço para a Festa do Avante. Choo-choo! O comboio comunista não pára em nenhuma estação!
Desde então os portugueses têm vindo a tentar lentamente regressar a esta anormal normalidade. O sacrifício foi feito, continua a ser feito, mas como se costuma dizer, "the show must go on". E para o PCP, o espetáculo nunca parou. E o PCP deveria, especialmente, parar para pensar. Pensar no quão desenquadrado está com o mundo moderno, quer ideologicamente como socialmente. Deveria também pensar na ironia de, para um partido que tanto defende a distribuição da riqueza, salivar pelos milhões não taxados que vai buscar no Avante. Mas também, o que é mais uma incoerência no vosso oceano de incoerências? "The show must go on".
Afinal se calhar não somos assim tão iguais. Afinal, se calhar alguns são mais portugueses que outros. Afinal, se calhar os sacrifícios só se aplicam aos que não têm voz no Parlamento. Pão nosso de cada dia.
Gostaria genuinamente de ter uma resposta ao meu email. Como disse ao início, somos livres de pensar de maneira diferente, e pelos vistos também somos livres de colocar em risco a saúde pública. Mas acho que já chega de bater no ceguinho.
Com os melhores cumprimentos, Shadowgown"
submitted by Shadowgown to portugal [link] [comments]


2020.08.05 17:58 robby_dsg Forjaram prints contra mim e eu sai como errado

Caros Luba, editores, gatas, falecidos papelões, turma e possível convidado, OI! Antes de mais nada se sinta a vontade para ler isso com a voz q preferir. Um pouco de contexto: desde sempre me mudo bastante de cidade/escola, mais de escola, e moro em uma cidade consideravelmente pequena. Minha mãe tem depressão e um período da minha infância ela passou internada, sempre protegi ela com unhas e dente msm ñ demostrando pra ela... enfim vcs vao entender.
Qnd eu entrei no ensino médio (integral) eu resolvi "remodular minha pessonalidade" por causa de timidez eu tinha perdido muita oportunidade e por ser uma escola nova tentei não ser a pessoa estranha/excluida. Deu certo... fiz amigos, juntei casais, só não me apaixonei pq eu n sou muito desses. Enfim em meu grupo de amigos tinha o casal que eu juntei que eram os meus melhores amigos, um garoto que eu gostava, e mais 3 pessoas. A garota(pode chamar de Carls) se mudou no meio do ano e o casal teve que terminar. Continuamos no falando e tals. Não muito tempo depois DESCOBRI que o cara do casal (vamos chamar de LG) tava namorando outra mina(vamos chamar de LS), no começo eu não sabia q o LG e a Carls tinham terminado, então quando eu vi a Raynara e o LG se pegando achei que a Calrs tinha levado chifre.
(Essa Raynara por coincidência estudou comigo no fundamental que fui um dos períodos que eu não tava bem por causa da minha mãe. Eu me apoiei muito nela na época e ela espalhou pra sala toda que minha mãe era loca.)
Depois da cena do chifre que não foi chifre(perguntei pra Carls se eles ainda tavam namorando e ela confirmou q não) qse um mês dps LG queria que eu ficasse amg da Raynara e que ela qria fazer as pazes. Eu disse que já conhecia ela e q não era o tipo de pessoa que eu qria perto de mim. Eu achava ela muito tóxica eu só não disse isso, também não quis falar com precisão o q ela fez pq isso afetaria o julgamento dos nossos amgs sobre ela. LG insistiu um tempo dps dai eu falei "Cara na boa vc se enfia onde quiser só não me pede pra ir junto.". Dps disso ele parou de falar cmg e com o tempo todos se afastaram de mim, perguntei para o garoto que eu gostava o q tinha acontecido e ele falou para eu parar de pagar de sonsa e que eu era muito rancorosa. Uma amg minha chegou em mim no mesmo dia e me explicou, disse que não achava justo eu ficar sem saber o porquê de todos se afastarem. LG tinha mostrado prints onde eu puxava briga e ameassava a Raynara, precinando ela a terminar o namoro. Fiquei P* da vida! Essa amg me mandou os prints e analisei junto com a carls que tbm tinha sido vitima de prints forjados. Os de carls ela falava que era a ex e que ele ainda voltaria pra ela e que raynara era só um tapa buraco. Eu não tenho mais os prints pq já faz uns 4 anos que isso aconteceu, mas basicamente eram chats de Messenger, sem data nem hr, o formato dos balãozinhos estava no formato antigo, meu jeito de escrever tava diferente, tava NÍTIDO que ano era eu e muito menos a Carls. Mostrei para todos e não acreditaram em mim, então eu montei um print de Whatsapp melhor e mais bem bolado que da Raynara e mostrei para o LG os dois prints e disse que eram falsos disse que que não faria ele escolher mas que ele não poderiaĺ continuar acreditando naquilo. Ele ficou quieto e eu eu dei um murro na carteira que fez a turma dele me taxar de louca pelo resto do ano. Mostrei para o garoto que eu gostava e ele disse pra eu deixar quieto pq ele conhecia bem o LG e que ele era escravoceta e gado desde o fundamental. Eu nao desisti. A garota era de outra escola e conseguia me infernizar msm longe. Na saida da escola naquele dia Raynara foi buscar o LG e eu, TROUXA, fui "tira satisfação" com ela, falou que eu tava imaginado coisa e que eu tava ficando louca igual minha mãe. Eu não me aguentei e "voei" em cima dela, infelizmente não acertei nem um tapa pq me seguraram. Cheguei em casa fumaçando e contei o basico pra minha mãe (que a mina tinha chamado ela de louca e que eu fui pra bater nela) minha mãe me chamou de idiota e falou não fazia diferença nenhuma na vida dela quem a chamava de louca, disse também que se eu apanhasse pq comprei briga eu apanharia quando chegasse em casa. Matei uns dois dias de aula sem minha mãe saber e quando chegay na escola falaram que eu tinha tentado bater na Raynara pq ela tava grávida e que o LG era meu crush. Achei um absurdo mas eu tava cansade de manter a pessoa extrovertida por tanto tempo. Parei de almoçar na escola, tentava ficar o max longe de onde tinha muita gente. E quando me alguém me perguntava se era verdade eu não fazia questão de confirmar ou negar nada. Depois de três meses todos descobriram que a Raynara não tava gravida por*a nenhuma e que ela chifrava o LG com o professor da escola dela. Eu não voltei a falar com ninguém daquele grupinho e aos poucos me juntei a um outro mas que hoje tbm não converso com ninguem de lá.
Se tu leu até aqui obrigada! Ficou longa mas é uma historia que tem me tirado o sono pq não sei se fui Babaca msm ou foi tudo manipulação da Raynara... Enfim Beijos!
submitted by robby_dsg to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.04 23:10 IllustriousFeedback2 Why does my method button click make two requests?

Hello!
I'm trying to fix this issue. When I click to my search button, I can see two requests on my network tab from console. What is going on?
{{info}}

new Vue({ el: "#app", data() { return { info: "", term: "885378955" }; }, methods: { search: function() { axios .get(`http://localhost:8080/api.php?url=` + this.term) .then(response => { this.info = response.data; }); }, } });
submitted by IllustriousFeedback2 to vuejs [link] [comments]


2020.08.02 05:16 maticl Significado, comunidad y satisfacción en la nueva vida secular pos-industrial capitalista

Prólogo:
En el pasado, el mundo espiritual provenía de la religión, y esta parte de la religión principalmente satisfacía la necesidad de significado. En el mundo laico supuestamente no hay espiritualidad al no haber religión, y al significado se le podría llamar tan sólo eso: significado. No obstante, en el texto utilizo un término que Marx utilizó: "el mundo humano"*1, uno que no definió con exactitud, pero que para el propósito del texto engloba todo elemento que nos entrega significado pero que no es religioso: una comunidad, una familia, un país, amistades, valores, etc. Lo menciono pues uso mucho este término en el texto y al haberlo usado sólo Marx y sin darle definición exacta, seguro habría confusión. Es mejor que hablar escuetamente de "significado", pues con este término podemos englobar todas las fuentes de significado posibles en el mundo laico. Comienza:
Pasamos de la religión monoteísta, de ser "controlados" por un Dios al cual servíamos y obedecíamos que nos entregaba una comunidad, un paraíso y unos valores, a en nosotros los jóvenes un mundo laico donde en teoría finalmente somos libres del dogma y podemos obtener una verdadera felicidad, pero en la práctica parece que ahora sí que sí somos plenamente controlados... por las drogas y unas pantallas de alta tecnología que nos entregan una satisfacción momentánea pero inmediata. Por una parte de nuestra naturaleza, generamos una dependencia a ellas, pero una parte mayor de nuestra naturaleza sufre con esto. Ciertamente no estamos hechos para nada en específico más que sobrevivir, y estamos sobreviviendo muy bien, pero respecto a nuestra felicidad/satisfacción en esta sociedad pos-industrial, las cosas están peor de lo que deberían. Somos sedentarios, con fácil acceso a la comida y una infinidad de otros placeres inmediatos, muchas veces gastando enormes cantidades de tiempo en los loops de satisfacción sin esfuerzo de las redes sociales y la supuesta validación que estas nos entregan en forma de likes y seguidores, valorando el mundo material por sobre el humano. En consecuencia tenemos una buena dosis de placer instántaneo, a costa del potenciales mayores satisfacciones en la vida: ¿qué nos dará más felicidad/significado/satisfacción, ver 70 horas de series en Netflix o, con ese tiempo, intentar crear un nuevo hábito de ejercicio? Y así con todo. Es un entretenimiento tecnológico que apela éxitosamente a hacer el menor esfuerzo lo que en teoría es más satisfactorio, pero que en la práctica acaba entregando una satisfacción menor, en seguramente la mayoría de casos.
"Ya basta de música extranjerizante, o de música que no nos ayuda a vivir, que no nos dice nada, que nos entretiene un momento y nos deja tan huecos como siempre"
Víctor Jara*2
Podemos tener un mundo espiritual laico*3: una comunidad, un país, una familia, un grupo de amigos, un amor al estudio/trabajo, cosas que nos entreguen significado y seguridad, pero pasamos a literalmente pensar en drogas, sexo, y mirar una serie de pantallas que nos llenan de satisfacción inmediata no obstante dejándonos vacíos en espiritualidad. No es sólo la satisfacción inmediata, sino que la falta de comunidad y gente, que se reemplaza con drogas*4, tecnología y bienes materiales. ¿Satisfacen nuestra naturaleza? Sin duda, pero, ¿satisface nuestra naturaleza más el tener más y mejores amigos, y una comunidad? Tras ver los datos al respecto... sin duda.
Un gran ejemplo estadístico de esto es que en EEUU los blancos que tienen mucha mayor riqueza que los otros grupos étnicos relevantes, pero tienen una tasa de suicidio 3 veces mayor que casi todos los otros grupos. No puede haber otro motivo que sus valores son más individualistas y todo lo que ello conlleva, lo que supone que el mayor significado y comunidad (espiritualidad, mundo humano) en la vida de los latinos y negros es superior a los mayores recursos materiales de los blancos; concluyo que esto es así en cada situación, pues la naturaleza humana no se basa en esta satisfacción instantánea sino en las relaciones con otras personas.
Otro gran ejemplo prueba del cambio de valores —en este caso de diferencia de valores— es la cada vez más baja natalidad, producto directo en gran medida no sólo por los métodos anticonceptivos, sino que como han mencionado diversos textos por una diferencia de valores: al valorarse más entre los laicos nuestra vida "terrenal" y con ello todo goce que podamos obtener en ella, los hijos se ponen en medio del camino del placer al tener que educarlos y gastar nuestro tiempo y dinero en ellos. Hay datos de parejas en Israel por ejemplo, donde los judíos seculares tienen tan sólo 2 hijos y los religiosos 7 en promedio.
También esto tiene que ver con el capitalismo. Si otro sistema hubiere prevalecido en la historia, la valoración del mundo material no hubiese jamás llegado tan lejos.
No estamos hechos para estar plenamente satisfechos, pero hay diversos estilos de vida, y con los estilos de vida correctos podemos obtener la ambiguamente definida felicidad, aquello que nos deja satisfechos. Me atrevo a decir que la mayoría de los jóvenes podemos sin duda obtener nuestra propia satisfacción en este sistema actual, pero se nos hace más difícil de obtener cuando las ideas predominantes carecen de un significado o narrativa mayor; ello distorsiona el proceso. Puede decirse que todo se reduce a decisiones personales, pero no es tan simple y si lo fuera, ¿por qué deberíamos dejar que ideas mejores a las actuales estén tan sólo en manos de unos pocos que sólo por chance puedan descubrirlas? Además de que algunas de estas ideas, como la de tener una comunidad, requieren de antemano que haya muchas personas creyendo en ellas.
¿Es necesario darle más significado y comunidad a la vida secular? ¿Cuánto importa el predominio de la satisfacción instantánea y su sobrevalorización? ¿Qué opinan?
*1 "La desvalorización del mundo humano crece en razón directa de la valorización del mundo de las cosas".
*2 En la media, mi profesor de música nos preguntó cuántos habíamos escuchado a Víctor Jara, Violeta Parra u otro cantautor nacional de la nueva canción chilena. De unos 40 alumnos sólo unos 3 levantamos la mano. Me fijé que pos 18O las visitas a la música chilena, de ese época y la actual, aumentaron enormemente. Quizá sea por algo que podemos concluir de lo que nos dijo Víctor Jara: la música extranjera nos podrá entretener un rato y más que la nacional, pero sólo la nacional nos reafirma nuestra identidad en la comunidad nacional, qué es algo no material sino "humano" o espiritual como vengo diciendo.
*3 Marx hablaba del mundo humano y me suena que se refiere a eso. Me parece un buen término para hablar de una "espiritualidad" laica, de valores que nos entreguen una comunidad y un significado que, personalmente comprendo, superiores a buscar una satisfacción instantánea permanente mediante la tecnología y drogas.
*4 Hay ciertas drogas que nos conectan con un mundo humano/espiritual, pero las predominantes no son aquellas y al tener poca relevancia, uso el término drogas sin más.
submitted by maticl to VivimosEnUnaSociedad [link] [comments]


2020.07.30 07:02 SaSaffron Mejores zonas para vivir en Córdoba Capital

Hola! ¿cómo están? Soy extranjera con residencia permanente en Argentina.
Les hago una consulta, me gustaría preguntarles cuales son las mejores zonas para vivir en Córdoba Capital, así como también saber cómo es el tema del transporte público.
Sobre los arriendos, ¿tienen alguna idea de costos? ¿Me pueden pasar los mejores sitios web para buscar precios actualizados?
¿Alguno sabe algo del tema de inseguridad? roban con armas de fuego? hay muchos crímenes?
Muchas gracias!! Mientras me den más data mejor!
Saludos
submitted by SaSaffron to Cordoba [link] [comments]


2020.07.30 06:58 SaSaffron Mejores zonas para vivir en Mendoza Capital

Hola! que tal? Soy extranjera con residencia permanente en Argentina.
Les hago una consulta, me gustaría preguntarles cuales son las mejores zonas para vivir en Mendoza Capital, así como también saber cómo es el tema del transporte público.
Los alquileres rondan los 22.000 pesos, puede ser? ¿Me pueden pasar los mejores sitios web para buscar precios actualizados?
¿Alguno sabe algo del tema de inseguridad? roban con armas de fuego? hay muchos crímenes?
Mientras más data mejor, yo he estado en Mendoza pero de turista, nada más!
muchas gracias
Saludos
submitted by SaSaffron to Mendoza [link] [comments]


2020.07.27 18:12 EmetEnjoy Bitcoin superó de manera sostenida el precio de 10.000 dólares

Bitcoin superó de manera sostenida el precio de 10.000 dólares
Al cierre de esta nota el precio del BTC lograba 10.264 USD. Pero ¿Por qué ha luchado tanto en los últimos meses cuando el oro se ha disparado a sus máximos históricos? Te dejamos un recuento y perspectiva para que uses esta información en Faswet y logres los mejores rendimientos.
https://preview.redd.it/erhip82ecfd51.png?width=987&format=png&auto=webp&s=fdf710913d2e3b42916d743dc93a5fe4f90bf640
Julio 27.- Este domingo 26 de julio pasó lo que se venía esperando hace un buen tiempo: Bitcoin superó la barrera de los 10.000 dólares y luego de un par de horas empezó a buscar un piso definido sobre este precio de manera estable. Veamos de manera sucinta el comportamiento de la reina de las criptomonedas y su perspectiva según la lectura de algunos analistas junto a la revisión de los gráficos.

Comportamiento de la economía criptográfica

A principios de este año, los inversores en activos digitales agotaban los billones de dólares de las inyecciones de dinero de bancos centrales en respuesta a la recesión mundial inducida por el coronavirus.
Lo que se sabía era que la avalancha de liquidez llevaría a la inflación, por lo tanto, aumentaría los precios tanto del oro, usado históricamente como cobertura contra la caída de los precios de monedas tradicionales, y a su vez del Bitcoin, conocido también como “oro digital” debido a su escaso suministro.
Sin embargo, desde finales de abril, cuando disminuyeron los giros del mercado relacionados con la enfermedad, el precio del Bitcoin se fue quedando detrás del oro, frustrando las expectativas de inversión de la criptomoneda que se esperaban.

Precios del oro frente a Bitcoin

Los precios del oro aumentaron durante la semana pasada superando el máximo histórico de cierre de 1,891.90 USD por onza alcanzado en 2011, y ahora se cotiza a un máximo intradiario récord de 1,940 USD por onza. Su máximo anterior de 1,921 USD se alcanzó en septiembre de 2011.
Mientras tanto, Bitcoin se ha estancado en un estrecho rango de negociación desde abril y solo la pasada noche del domingo alcanzó los 10,200 USD, un nivel lejano de su máximo histórico de 20,000 USD alcanzado en 2017.
Según inversores y analistas esto es normal porque Bitcoin es mucho menos maduro que el oro y, por lo tanto, carecer de un historial creíble como cobertura de la inflación. Por lo tanto, tiene dificultades para atraer ofertas de soporte a pesar de un aumento reciente en las expectativas de inflación.
La sensibilidad a la inflación de Bitcoin no ha sido puesta a prueba en la última década, pues no se ha dado una presión sostenida sobre los precios.
Esto significa un cambio de tono de hace unos meses, cuando la exageración alcista sobre Bitcoin era tan popular que eliminó cualquier reserva sobre el limitado historial comercial de Bitcoin o el tamaño del mercado.
De otro lado el ETH, la segunda criptomoneda más grande después de Bitcoin, ha ganado un 150% este año, mientras Bitcoin ha subido un 42% en 2020.
Debe tenerse en cuenta que Bitcoin tiene su propia microeconomía exclusiva dentro de la criptografía, incluidos los ciclos de dificultad de minería, el entorno regulatorio cambiante y otros factores que tienen poco que ver con la inflación, que terminan afectando su movimiento.

Inflación y Bitcoin

La expectativa de inflación de Estados Unidos aumentó a 1.51%, la más alta desde febrero, desde el 0,5% el 19 de marzo, ya que el balance de la Reserva Federal se expandió en más de 3 billones USD.
Bitcoin inicialmente aumentó junto con el aumento en las expectativas de inflación. El movimiento de 3,867 USD a 10,000 USD visto en dos meses a mediados de mayo probablemente fue impulsado por la narrativa alcista que rodeó el halving.
Desde entonces, la criptomoneda estuvo bloqueada en el rango de 9,000 USD a 10,000 USD hasta el 26 de julio, mientras que las expectativas de inflación continuaron aumentando.
Mientras tanto, el oro aumentó en un promedio del 15% en términos reales o ajustados a la inflación en los ocho años entre 1974 y 2008, cuando la inflación anual de los Estados Unidos, medida por el índice de precios al consumidor, fue superior al 5%.
El precio del oro se duplicó a alrededor de 1,920 USD desde 850 USD en los tres años posteriores al colapso de mediados de 2008, ya que las inyecciones de liquidez de emergencia de la FED elevaron las expectativas de inflación.
La historia del oro como cobertura de la inflación es bien conocida y es una cobertura de larga data contra las catástrofes. Bitcoin no lo es aún, se encuentra en periodo de prueba por decirlo de alguna manera.
De hecho, toda la existencia de Bitcoin, desde su lanzamiento a principios de 2009, se ha desarrollado en un entorno de baja inflación.
La tasa de inflación de equilibrio a 10 años cayó de 1.6% a -0.62% en dos años hasta 2013, y se mantuvo estancada en un rango entre 0% y 0.8% de 2014 a enero de 2020. Eso está muy por debajo del objetivo de 2% de la FED para inflación anual, indica el rastreo de la información.
El mercado del oro, en alrededor de $10 billones, tiene suficiente profundidad y liquidez para absorber grandes entradas relacionadas con cobertura o refugio. La capitalización de mercado de Bitcoin es mucho menor, con $189 mil millones de dólares.
Analistas como Gavin Smit de Panxora han hecho un comparativo bastante adecuado para explicar el tema: “El oro es como un camión cisterna, mientras que Bitcoin es mucho más como una lancha rápida”.
Sin embargo, revisando de tres a cinco años, se verá la trayectoria de ambos, y sabremos que fueron una buena jugada frente a la inflación.
Otro factor que impide que las instituciones y otros inversores de mercados tradicionales hagan inversiones sostenidas en bitcoin es la creencia de que su precio y los fundamentos de la red no están conectados como el oro con el destino de la economía global, aún.
Es una reticencia propia de los activos digitales a que sean desvinculados al mundo real.
Esto se refleja en que los bancos centrales no inviertan en bitcoin, y que compren oro en momentos de estrés, porque fueron compradores netos durante el primer trimestre afectado por el virus.
La realidad es que ningún activo ha logrado los rendimientos del oro y el rally de Bitcoin está en proceso de que se construya de manera sólida.

Faswet te acerca a la realidad digital

Como acabamos de ver Bitcoin está en el camino de convertirse en lo que muchos conocedores del mercado tradicional y digital vienen prediciendo desde hace más de 5 años: Bitcoin será el oro digital y reserva para momentos de crisis.
Falta un poco en el recorrido de la confianza, pero se va logrando con cada paso dado al interior de proyectos como el que Emet pone a disposición de sus usuarios por medio de Faswet.
Como anotábamos la semana pasada, esta información debe ser usada en favor de los usuarios de criptomonedas. No te pierdas la oportunidad histórica de hacer parte del cambio más importante de la economía. Ingresa a Faswet y sácale provecho: https://faswet.com/es
submitted by EmetEnjoy to u/EmetEnjoy [link] [comments]


2020.07.27 18:07 EmetEnjoy Bitcoin superó de manera sostenida el precio de 10.000 dólares

Bitcoin superó de manera sostenida el precio de 10.000 dólares
Al cierre de esta nota el precio del BTC lograba 10.264 USD. Pero ¿Por qué ha luchado tanto en los últimos meses cuando el oro se ha disparado a sus máximos históricos? Te dejamos un recuento y perspectiva para que uses esta información en Faswet y logres los mejores rendimientos.
https://preview.redd.it/pgcc6g0abfd51.png?width=987&format=png&auto=webp&s=a8a4b26956633f6d001042e02ff29d43334e6068
Julio 27.- Este domingo 26 de julio pasó lo que se venía esperando hace un buen tiempo: Bitcoin superó la barrera de los 10.000 dólares y luego de un par de horas empezó a buscar un piso definido sobre este precio de manera estable. Veamos de manera sucinta el comportamiento de la reina de las criptomonedas y su perspectiva según la lectura de algunos analistas junto a la revisión de los gráficos.
Comportamiento de la economía criptográfica
A principios de este año, los inversores en activos digitales agotaban los billones de dólares de las inyecciones de dinero de bancos centrales en respuesta a la recesión mundial inducida por el coronavirus.
Lo que se sabía era que la avalancha de liquidez llevaría a la inflación, por lo tanto, aumentaría los precios tanto del oro, usado históricamente como cobertura contra la caída de los precios de monedas tradicionales, y a su vez del Bitcoin, conocido también como “oro digital” debido a su escaso suministro.
Sin embargo, desde finales de abril, cuando disminuyeron los giros del mercado relacionados con la enfermedad, el precio del Bitcoin se fue quedando detrás del oro, frustrando las expectativas de inversión de la criptomoneda que se esperaban.
Precios del oro frente a Bitcoin
Los precios del oro aumentaron durante la semana pasada superando el máximo histórico de cierre de 1,891.90 USD por onza alcanzado en 2011, y ahora se cotiza a un máximo intradiario récord de 1,940 USD por onza. Su máximo anterior de 1,921 USD se alcanzó en septiembre de 2011.
Mientras tanto, Bitcoin se ha estancado en un estrecho rango de negociación desde abril y solo la pasada noche del domingo alcanzó los 10,200 USD, un nivel lejano de su máximo histórico de 20,000 USD alcanzado en 2017.
Según inversores y analistas esto es normal porque Bitcoin es mucho menos maduro que el oro y, por lo tanto, carecer de un historial creíble como cobertura de la inflación. Por lo tanto, tiene dificultades para atraer ofertas de soporte a pesar de un aumento reciente en las expectativas de inflación.
La sensibilidad a la inflación de Bitcoin no ha sido puesta a prueba en la última década, pues no se ha dado una presión sostenida sobre los precios.
Esto significa un cambio de tono de hace unos meses, cuando la exageración alcista sobre Bitcoin era tan popular que eliminó cualquier reserva sobre el limitado historial comercial de Bitcoin o el tamaño del mercado.
De otro lado el ETH, la segunda criptomoneda más grande después de Bitcoin, ha ganado un 150% este año, mientras Bitcoin ha subido un 42% en 2020.
Debe tenerse en cuenta que Bitcoin tiene su propia microeconomía exclusiva dentro de la criptografía, incluidos los ciclos de dificultad de minería, el entorno regulatorio cambiante y otros factores que tienen poco que ver con la inflación, que terminan afectando su movimiento.
Inflación y Bitcoin
La expectativa de inflación de Estados Unidos aumentó a 1.51%, la más alta desde febrero, desde el 0,5% el 19 de marzo, ya que el balance de la Reserva Federal se expandió en más de 3 billones USD.
Bitcoin inicialmente aumentó junto con el aumento en las expectativas de inflación. El movimiento de 3,867 USD a 10,000 USD visto en dos meses a mediados de mayo probablemente fue impulsado por la narrativa alcista que rodeó el halving.
Desde entonces, la criptomoneda estuvo bloqueada en el rango de 9,000 USD a 10,000 USD hasta el 26 de julio, mientras que las expectativas de inflación continuaron aumentando.
Mientras tanto, el oro aumentó en un promedio del 15% en términos reales o ajustados a la inflación en los ocho años entre 1974 y 2008, cuando la inflación anual de los Estados Unidos, medida por el índice de precios al consumidor, fue superior al 5%.
El precio del oro se duplicó a alrededor de 1,920 USD desde 850 USD en los tres años posteriores al colapso de mediados de 2008, ya que las inyecciones de liquidez de emergencia de la FED elevaron las expectativas de inflación.
La historia del oro como cobertura de la inflación es bien conocida y es una cobertura de larga data contra las catástrofes. Bitcoin no lo es aún, se encuentra en periodo de prueba por decirlo de alguna manera.
De hecho, toda la existencia de Bitcoin, desde su lanzamiento a principios de 2009, se ha desarrollado en un entorno de baja inflación.
La tasa de inflación de equilibrio a 10 años cayó de 1.6% a -0.62% en dos años hasta 2013, y se mantuvo estancada en un rango entre 0% y 0.8% de 2014 a enero de 2020. Eso está muy por debajo del objetivo de 2% de la FED para inflación anual, indica el rastreo de la información.
El mercado del oro, en alrededor de $10 billones, tiene suficiente profundidad y liquidez para absorber grandes entradas relacionadas con cobertura o refugio. La capitalización de mercado de Bitcoin es mucho menor, con $189 mil millones de dólares.
Analistas como Gavin Smit de Panxora han hecho un comparativo bastante adecuado para explicar el tema: “El oro es como un camión cisterna, mientras que Bitcoin es mucho más como una lancha rápida”.
Sin embargo, revisando de tres a cinco años, se verá la trayectoria de ambos, y sabremos que fueron una buena jugada frente a la inflación.
Otro factor que impide que las instituciones y otros inversores de mercados tradicionales hagan inversiones sostenidas en bitcoin es la creencia de que su precio y los fundamentos de la red no están conectados como el oro con el destino de la economía global, aún.
Es una reticencia propia de los activos digitales a que sean desvinculados al mundo real.
Esto se refleja en que los bancos centrales no inviertan en bitcoin, y que compren oro en momentos de estrés, porque fueron compradores netos durante el primer trimestre afectado por el virus.
La realidad es que ningún activo ha logrado los rendimientos del oro y el rally de Bitcoin está en proceso de que se construya de manera sólida.
Ahora bien, después del aumento sostenido del precio del Bitcoin sobre 10.000 USD, este domingo, solo el tiempo dirá si ese proceso de confianza a largo plazo acaba de comenzar.
Faswet te acerca a la realidad digital
Como acabamos de ver Bitcoin está en el camino de convertirse en lo que muchos conocedores del mercado tradicional y digital vienen prediciendo desde hace más de 5 años: Bitcoin será el oro digital y reserva para momentos de crisis.
Falta un poco en el recorrido de la confianza, pero se va logrando con cada paso dado al interior de proyectos como el que Emet pone a disposición de sus usuarios por medio de Faswet.
Como anotábamos la semana pasada, esta información debe ser usada en favor de los usuarios de criptomonedas. No te pierdas la oportunidad histórica de hacer parte del cambio más importante de la economía. Ingresa a Faswet y sácale provecho: https://faswet.com/es
submitted by EmetEnjoy to CriptomonedasEmet [link] [comments]


2020.07.27 17:55 EmetEnjoy Bitcoin superó de manera sostenida el precio de 10.000 dólares

Al cierre de esta nota el precio del BTC lograba 10.264 USD. Pero ¿Por qué ha luchado tanto en los últimos meses cuando el oro se ha disparado a sus máximos históricos? Te dejamos un recuento y perspectiva para que uses esta información en Faswet y logres los mejores rendimientos.
https://preview.redd.it/z7otx77f9fd51.png?width=987&format=png&auto=webp&s=d5404d22a8ad1eae5ac71dbc0723ea7d1830c77b
Julio 27.- Este domingo 26 de julio pasó lo que se venía esperando hace un buen tiempo: Bitcoin superó la barrera de los 10.000 dólares y luego de un par de horas empezó a buscar un piso definido sobre este precio de manera estable. Veamos de manera sucinta el comportamiento de la reina de las criptomonedas y su perspectiva según la lectura de algunos analistas junto a la revisión de los gráficos.

Comportamiento de la economía criptográfica

A principios de este año, los inversores en activos digitales agotaban los billones de dólares de las inyecciones de dinero de bancos centrales en respuesta a la recesión mundial inducida por el coronavirus.
Lo que se sabía era que la avalancha de liquidez llevaría a la inflación, por lo tanto, aumentaría los precios tanto del oro, usado históricamente como cobertura contra la caída de los precios de monedas tradicionales, y a su vez del Bitcoin, conocido también como “oro digital” debido a su escaso suministro.
Sin embargo, desde finales de abril, cuando disminuyeron los giros del mercado relacionados con la enfermedad, el precio del Bitcoin se fue quedando detrás del oro, frustrando las expectativas de inversión de la criptomoneda que se esperaban.

Precios del oro frente a Bitcoin

Los precios del oro aumentaron durante la semana pasada superando el máximo histórico de cierre de 1,891.90 USD por onza alcanzado en 2011, y ahora se cotiza a un máximo intradiario récord de 1,940 USD por onza. Su máximo anterior de 1,921 USD se alcanzó en septiembre de 2011.
Mientras tanto, Bitcoin se ha estancado en un estrecho rango de negociación desde abril y solo la pasada noche del domingo alcanzó los 10,200 USD, un nivel lejano de su máximo histórico de 20,000 USD alcanzado en 2017.
Según inversores y analistas esto es normal porque Bitcoin es mucho menos maduro que el oro y, por lo tanto, carecer de un historial creíble como cobertura de la inflación. Por lo tanto, tiene dificultades para atraer ofertas de soporte a pesar de un aumento reciente en las expectativas de inflación.
La sensibilidad a la inflación de Bitcoin no ha sido puesta a prueba en la última década, pues no se ha dado una presión sostenida sobre los precios.
Esto significa un cambio de tono de hace unos meses, cuando la exageración alcista sobre Bitcoin era tan popular que eliminó cualquier reserva sobre el limitado historial comercial de Bitcoin o el tamaño del mercado.
De otro lado el ETH, la segunda criptomoneda más grande después de Bitcoin, ha ganado un 150% este año, mientras Bitcoin ha subido un 42% en 2020.
Debe tenerse en cuenta que Bitcoin tiene su propia microeconomía exclusiva dentro de la criptografía, incluidos los ciclos de dificultad de minería, el entorno regulatorio cambiante y otros factores que tienen poco que ver con la inflación, que terminan afectando su movimiento.

Inflación y Bitcoin

La expectativa de inflación de Estados Unidos aumentó a 1.51%, la más alta desde febrero, desde el 0,5% el 19 de marzo, ya que el balance de la Reserva Federal se expandió en más de 3 billones USD.
Bitcoin inicialmente aumentó junto con el aumento en las expectativas de inflación. El movimiento de 3,867 USD a 10,000 USD visto en dos meses a mediados de mayo probablemente fue impulsado por la narrativa alcista que rodeó el halving.
Desde entonces, la criptomoneda estuvo bloqueada en el rango de 9,000 USD a 10,000 USD hasta el 26 de julio, mientras que las expectativas de inflación continuaron aumentando.
Mientras tanto, el oro aumentó en un promedio del 15% en términos reales o ajustados a la inflación en los ocho años entre 1974 y 2008, cuando la inflación anual de los Estados Unidos, medida por el índice de precios al consumidor, fue superior al 5%.
El precio del oro se duplicó a alrededor de 1,920 USD desde 850 USD en los tres años posteriores al colapso de mediados de 2008, ya que las inyecciones de liquidez de emergencia de la FED elevaron las expectativas de inflación.
La historia del oro como cobertura de la inflación es bien conocida y es una cobertura de larga data contra las catástrofes. Bitcoin no lo es aún, se encuentra en periodo de prueba por decirlo de alguna manera.
De hecho, toda la existencia de Bitcoin, desde su lanzamiento a principios de 2009, se ha desarrollado en un entorno de baja inflación.
La tasa de inflación de equilibrio a 10 años cayó de 1.6% a -0.62% en dos años hasta 2013, y se mantuvo estancada en un rango entre 0% y 0.8% de 2014 a enero de 2020. Eso está muy por debajo del objetivo de 2% de la FED para inflación anual, indica el rastreo de la información.
El mercado del oro, en alrededor de $10 billones, tiene suficiente profundidad y liquidez para absorber grandes entradas relacionadas con cobertura o refugio. La capitalización de mercado de Bitcoin es mucho menor, con $189 mil millones de dólares.
Analistas como Gavin Smit de Panxora han hecho un comparativo bastante adecuado para explicar el tema: “El oro es como un camión cisterna, mientras que Bitcoin es mucho más como una lancha rápida”.
Sin embargo, revisando de tres a cinco años, se verá la trayectoria de ambos, y sabremos que fueron una buena jugada frente a la inflación.
Otro factor que impide que las instituciones y otros inversores de mercados tradicionales hagan inversiones sostenidas en bitcoin es la creencia de que su precio y los fundamentos de la red no están conectados como el oro con el destino de la economía global, aún.
Es una reticencia propia de los activos digitales a que sean desvinculados al mundo real.
Esto se refleja en que los bancos centrales no inviertan en bitcoin, y que compren oro en momentos de estrés, porque fueron compradores netos durante el primer trimestre afectado por el virus.
La realidad es que ningún activo ha logrado los rendimientos del oro y el rally de Bitcoin está en proceso de que se construya de manera sólida.
Ahora bien, después del aumento sostenido del precio del Bitcoin sobre 10.000 USD, este domingo, solo el tiempo dirá si ese proceso de confianza a largo plazo acaba de comenzar.

Faswet te acerca a la realidad digital

Como acabamos de ver Bitcoin está en el camino de convertirse en lo que muchos conocedores del mercado tradicional y digital vienen prediciendo desde hace más de 5 años: Bitcoin será el oro digital y reserva para momentos de crisis.
Falta un poco en el recorrido de la confianza, pero se va logrando con cada paso dado al interior de proyectos como el que Emet pone a disposición de sus usuarios por medio de Faswet.
Como anotábamos la semana pasada, esta información debe ser usada en favor de los usuarios de criptomonedas. No te pierdas la oportunidad histórica de hacer parte del cambio más importante de la economía. Ingresa a Faswet y sácale provecho: https://faswet.com/es
submitted by EmetEnjoy to espanol [link] [comments]


2020.07.24 23:40 AntonioZamorano58 Revision de Podcast Chilenos

Aca una pequeña y probablemente equivocado de algunos podcast actuales chilenos que he escuchado, mayormente escribiré sobre los que he escuchado varios episodios o al menos he intentado hacerlo en varias ocaciones :
Tomas va a Morir :
Un podcast de tres amigos de toda la vida que se dedican a comentar distintos temas y anécdotas de su larga amistad, donde el protagonista es el hechicero y humorista Edo Caroe, secundado por su amigo Tomas y un tercero que no recuerdo su nombre. Este podcast a primera oída cumple de sobra su función de entretener, pero para mi gusto se desgasta rápido, se acaba la novedad y comienza a aburrir la constante petulancia de alguno de los protagonistas, la pesadez de Caroe que es la normal se complementa muy bien con el Tomas que es bastante liviano y se toma todo con mayor simpatia, las interacciones de cuando cuentan anécdotas de juventud entre los tres resulta muy simpática. Lo que me causa un poco de vergüenza ajena escuchar, es cuando el tercer muchacho repite en cada capitulo "Es que nosotros en el mundo de la academia..." y lo repite mas que ningún profesor universitario que conozco, salvo que quien lo dice es un muchacho titulado de Turismo Aventura, nada en contra de la carrera, pero suena un poco ridículo que se trate de validar tanto de esta forma. En lo personal como ya decía, me resulto muy entretenido, pero luego ya me aburrió y no lo seguí mas en parte porque a veces se exceden en el intento de ser forzosamente graciosos y por poco no ponen risas grabadas. Le doy tres Jumbitos.
La Ultima Luna
Este es el ultimo Podcast de Felipe Avello en conjunto con dos chicos jóvenes los hermanos Carvajal, que al parecer trabajan con el fuera del mundo del podcast, es un Podcast casi diario donde tratan sobre casi cualquier tema en una conversación de madrugada que si bien es en una clave liviana lindando la comedia, no se trata de hacer reír en forma forzada ni buscar que sus historias sean siempre graciosas ni nada, solo son conversaciones entre amigos. Ahora si esperan al Avello de tierra 2, donde los excesos de comedia, gritos, drogas y alcohol resultaban en algo gracioso (a ratos penoso) esto es todo lo contrario, este es un Avello pasado por cloro, lavado, centrifugado y Sundrydiado, ya bastante mayor supo reinventarse y lo que me resulta tremendamente agradable de este podcast es que no tiene grandes pretensiones y por sobre todo son tipos muy respetuosos entre ellos, no vas a escuchar la mismas tallas donde tratan de viejo a Avello a cada rato, nada de garabatos ni bravatas y si hay algo que no lo saben no tienen temor en decirlo o en equivocarse. Hasta el momento le doy 5 Jumbitos.
Patrialcalmente/Matriarcalmente Hablando
Un Podcast del Cesar de Criticas QLS, se repite la formula de dos amigos de larga data donde comentan de actualidad y de sus años vivencias que en un comienzo me resultaba muy liviano (en el buen sentido) de escuchar el Cesar, un agrado escuchar cuando comentan sus anécdotas de infancia o de los infinitos trabajos por los que ha pasado, si bien muchas veces sus opiniones no son muy certeras y hasta algo recicladas de otras opiniones, Cesar me parecía un tipo bastante humilde y centrado, su amigo de momento que se pone en modo abogado donde nadie más puede opinar y tiene la razón en todo por el solo hecho de hablar mucho y rápido, se vuelve un aburrimiento. El Podcast lo deje de escuchar cuando ya el personaje anti progre y de opiniones provocadoras se comió al Cesar, de pasar a ser un tipo amena, se volvió tremendamente amargado y sumado al personaje Armando, ya no valía la pena seguir escuchando. Le doy 2.5 Jumbitos, mas que nada por el Cesar de Antaño pre amargura (creo que estaba en reddit? )
No soy yo, eres tu.
Una pareja de comediantes Pam Pam y Claudio Merlin (hombre y mujer) de amigos tratan temas de índole sentimental, mayormente fracasos, nuevamente en clave de humor, podcast al cual no se como llegue porque no son temas de mi interés y porque por lo general al tratar estos temas los humoristas siempre lo hacen con un exceso de garabatos porque resulta gracioso (? supongo?), pero en este caso son me resulto gracioso, quizás porque sus anécdotas son lejos romances glamourosos, sino todo lo contrario, una justa cuota de fracasos, humillaciones y también algo de éxitos, pero siempre en romances de mucha plaza, discos de barrio y carretes en casas. Le dare 4 Jumbitos.
La SuperCarretera
El Podcast de Fabricio Copano y el hijo del mítico director de televisión Gonzalo Bertran, Supercarretera viene de un antiguo programa de radio que fue revivido bajo este formato y en varios de sus capítulos cuentan con invitados como Manoel de Tezanos, Mauricio Duran (ex Bunkers), entre otros que se acoplan bien a la dinámica de los conductores. Este Podcast es derechamente de humor y funciona, tienen distintas secciones con grandes cortinas musicales y el tono de niñitos cuicos que nunca lograron superar el colegio privado se soslaya con la simpatía que logran ambos, me resultan muy gracioso de escuchar en su mayor parte, aunque algunas partes de algunos episodios pueden pasar sin pena ni gloria, en general tienen muy buen ritmo ayudado de que es un podcast de poco mas de media hora por lo que no tienen que rellenar en exceso, este no es un podcast para escuchar sus anécdotas y sentirse identificado, mas bien uno se siente excluido y algo resentido de no haber tenido una infancia llena de lujos y como no hacerlo si para uno los recuerdos de verano es ir a quedarse con nuestras abuelas, para ellos son viajar solos a la casa en la playa, pelear entre grupos de amigos en reñaca, carretear con el elenco de viva el lunes, hacer la practica en el festival de viña, de como esta el día en California o animar fiestas del barrio alto ... para esta nueva temporada se le suma un tercer amigo Max Loof (o como se escriba) que es completamente distinto a los dos anteriores y que eso lo hace complementarse bastante bien, porque no son la suma de tres tipos iguales. Muy simpatico Podcast al que le doy 4.5 Jumbitos (solo le resto medio jumbito por resentimiento social de mi parte, muy mal hecho dicho sea de paso).
Lucas y Socias le doy 3.5 Jumbitos buen podcast.
El sentido del humor le doy 2 jumbitos, es necesario tanto garabato?
Ese seria mi revisión llena de faltas de ortografía, pobre gramática , porque la escribí muy a la rápida y con muy poco conocimiento.
submitted by AntonioZamorano58 to chile [link] [comments]


2020.07.24 10:53 melisaxinyue Cómo Web Scraping Ayuda a Hedge Funds Obtener Ventaja

Por favor haga clic en el artículo original: Cómo Web Scraping Ayuda a Hedge Funds Obtener Ventaja
Se ha vuelto imposible ocultar datos previamente ocultos. Muchas herramientas avanzadas ahora pueden extraer nuevos datos o incluso extraerlos de varias fuentes en Internet. Un análisis más profundo ha permitido a los fondos de cobertura explotar una fuente alfa importante nueva y en crecimiento.
A principios de año, Greenwich Associates y Thomson Reuters colaboraron en un estudio para ofrecer un conocimiento sobre los tremendos cambios en el panorama de la investigación de inversiones. Con el título, "El futuro de la Investigación de Inversiones", contiene muchos factores contribuyentes que respaldan este cambio cualitativo y tiene algunas observaciones específicamente informativas sobre datos alternativos.
https://preview.redd.it/45coxf0tqrc51.png?width=620&format=png&auto=webp&s=3f2a00406793b46e42e1fd1fee937cdd426fe4a2
La importancia de los conjuntos de datos alternativos había sido revisada previamente; estos incluyen datos de geolocalización e imágenes satelitales, están demostrando que cubren fondos hay un montón de alfa sin explotar en estos conjuntos de datos para instituciones listas para invertir su dinero en su adquisición, para que puedan aprovechar las ventajas de información importante en la competencia.
Según el estudio de Greenwich/Thomson Reuters, está claro que la empresa de inversión promedio invierte alrededor de $900,000 en datos alternativos anualmente, mientras que sus datos alternativos tienen una estimación de los presupuestos anuales de la industria actualmente en torno a $300 millones. Esto es casi dos veces más que el año anterior. En base a estos datos, web-scraped data se han identificado como los datos más populares adoptados por los profesionales de inversión.
https://preview.redd.it/norg15juqrc51.png?width=418&format=png&auto=webp&s=1f2b21c54cb116ac5f4864504ffced8930310b05
Fuente:
En el proceso de web scraping (considerado como "data scraping", "spidering" o "Extracción de datos automatizada"), el software se utiliza para extraer datos que son potencialmente valiosos de fuentes en línea. Mientras tanto, para los fondos de cobertura, tener que pagar a las empresas para obtener estos datos en particular puede ayudarlos a tomar decisiones de inversión más inteligentes y razonables, incluso antes que sus competidores.
Quandl es un ejemplo de una empresa así y ahora es el centro de atracción en la revolución de los datos alternativos. Lo que hace esta compañía canadiense es scrape la web para compilar conjuntos de datos, o colaborar con expertos en dominios, y luego ofrecer los datos a la venta a los fondos de cobertura, así como a otros clientes que muestran interés.
Hay muchas formas de web-scraped data según lo informado por Greenwich, que incluyen información de redes de expertos, precios de productos, datos de tráfico web y tendencias de búsqueda.
Un ejemplo es cómo Goldman Sachs Asset Management scrape el tráfico web de Alexa.com, que pudo reconocer un aumento vertiginoso en las visitas al sitio web HomeDepot.com. El administrador de activos pudo adquirir las acciones antes de que la compañía aumentara su perspectiva y cosechar los beneficios cuando sus acciones finalmente se aprecian.
Entre sus diversas estrategias, una compañía de datos alternativa, Eagle Alpha, scrape datos de precios de grandes minoristas; y esto ha demostrado ser valioso en la provisión de un indicador direccional para las ventas de productos de consumo. Por ejemplo, cuando los datos se obtienen de sitios web de electrónica en los Estados Unidos, la compañía puede observar que los productos GoPro están disminuyendo su demanda y, por lo tanto, la conclusión correcta es que el fabricante de la cámara de acción no alcanzará los objetivos 2015Q3. Más del 68 por ciento de las recomendaciones fueron comprar las acciones dos días antes de que se declarara públicamente el bajo rendimiento de GoPro.
El valor de los datos de las redes sociales no puede ser subestimado. Es el conjunto de datos más grande que nos ayuda a comprender el comportamiento social y las empresas están scraping activamente estos datos para descubrir su valor oculto.
Según un informe reciente de Bloomberg, "El flujo de Twitter proporciona conjuntos de datos alternativos muy grandes y saludables, particularmente para los investigadores que buscan alpha", el servicio de Bloomberg’s noticias recién lanzado toma en las noticias relacionadas con finance-related twitter feed y escaneó valiosos tweets de noticias para perspectivas de inversión. Énfasis adicional
Por el valor de los datos de las redes sociales, se descubrió que "los movimientos de Dow Jones pueden predecirse mediante estados de ánimo colectivos obtenidos directamente de los feeds a gran escala de Twitter, con una precisión de alrededor del 87,6 por ciento.
EY lanzó una encuesta en noviembre de 2017 y descubrió que los datos de las redes sociales estaban siendo utilizados o utilizados por más de una cuarta parte de los fondos de cobertura en sus estrategias de inversión dentro de 6-12 meses. Los proveedores obtienen personalmente los datos de fuentes como Facebook, YouTube y Twitter, o, a veces, a través de herramienta de web scraping como Octoparse.
Cuando los sitios web populares a los que se puede acceder fácilmente, como Amazon y Twitter, activamente be scrapped. Los fondos de cobertura se impulsarán a buscar regularmente fuentes de datos nuevas y especiales para sacar a la luz, señales comerciales precisas para permanecer en la cima de su juego. Por esta razón, no habrá fin a cuán profundamente pueden profundizar las empresas. La dark web puede incluso estar incluida.
https://preview.redd.it/61ywx5jxqrc51.png?width=620&format=png&auto=webp&s=57b2e1792667b1b804101cfb18f574117f8fa282
Los datos scraped pueden incluso incluir datos de clientes o individuos, especialmente los que pueden extraerse de diferentes fuentes, como antecedentes penales, registros de vuelo, directorios telefónicos y registros electorales. Con base en los argumentos que giran en torno a los problemas con los datos personales que ganaron popularidad este año, particularmente con el surgimiento del escándalo de Cambridge Analytica en Facebook, los scrappers pronto encontrarán una fuerte oposición de los promotores de leyes de privacidad de datos.
Tammer Kamel, CEO y Fundador de Quandl, ha declarado recientemente que existe una "healthy paranoia" entre las diferentes organizaciones para eliminar la información personal antes de las ventas de los conjuntos de datos alternativos de su empresa, y ese paso en particular puede acarrear graves consecuencias. En cualquier caso, la protección reglamentaria adecuada es primordial en este nivel. Esto implica que se puede recopilar demasiada información con respecto a un individuo, ya que todavía no tenemos un conjunto de normas de gobierno.
El año pasado, el Informe de Ley de Hedge Fund declaró que "a pesar de que el comercio electrónico ha madurado relativamente, la recolección automática de datos aún no es legal. En la medida en que han surgido muchos casos para analizar disputas de scraping. Debido con los estatutos federales y estatales diferentes, no existe una ley particular, y las decisiones anteriores se consideran específicas de los hechos ”. Siendo realistas, algunos casos legales complicados apoyan a los scrapers ...
Además, la federal Computer Fraud y Abuse Act, representada como CFAA de los Estados Unidos, ha sido conocida como una ley que impone responsabilidad a aquellos que deliberadamente obtienen acceso a computadoras no autorizadas o van más allá de su acceso autorizado" Debido a esto, muchas empresas especifican la prevención de terceros que intentan recopilar datos. En 2017, hubo este caso popular - HiQ Labs vs LinkedIn, donde LinkedIn hizo uso de CFAA es que HiQ destruye su vida útil mediante usando robots en los perfiles de usuarios públicos para obtener datos. Finalmente, LinkedIn recibió la orden legal de eliminar la tecnología que impedía que HiQ Labs realizara la operación de raspado, porque no requiere autorización de acceso público para acceder a la página de perfil.
También debe mencionarse que el web scraping es un arma de doble filo y no siempre se utiliza para el bien mayor. Los ciberdelincuentes pueden arruinar la reputación de una empresa si los delincuentes la utilizan, por ejemplo, para robar contenido con derechos de autor. Dado que no se puede determinar la intención de las personas detrás del programa deployed bots, puede ser muy difícil determinar la intención maliciosa de un programa.
Además, si los web scraping bots se vuelven más sofisticados, podrán abrirse paso aún más en aplicaciones web y API. Una instancia es el uso de IP proxy - esto incluso hará que el ataque malicioso sea más exitoso.
https://preview.redd.it/mrbyjr1zqrc51.png?width=620&format=png&auto=webp&s=68626fe5588a1d287147bc722b632476cde04615
Estructuras vitales de un ataque
Incluso con la forma en que se manifiestan estos problemas, Hedge funds probablemente no dejarán de adoptar el web scraping, en particular, si hay más oportunidades como acceder a oportunidades de inversión nuevas y más rentables En realidad, según una estadística, alrededor del 46 por ciento del tráfico a través de Internet es el resultado de web-scraping bots. Cuando se scrapped la web para mencionar a una determinada empresa, se puede proporcionar a los fondos de cobertura una idea muy clara de la percepción de su cliente y su perspectiva.
Con más pruebas de la importancia del web scraping para todo el uso en la industria de los fondos de cobertura, legítimamente o no, parece que nuestro mundo en línea está totalmente preparado para someterse a más análisis de forma más regular y de cerca que nunca.
submitted by melisaxinyue to hedgefund [link] [comments]


2020.07.23 13:47 spiritualshit7 Les tiro un demito de mi banda.

Buenos días gente, estoy spameando un poquito el demo de mi banda porque estoy buscando críticas, opiniones, consejos y demás. Estamos haciendo rock alternativo, nos gusta mucho el shoegaze, dream pop y contrastarlo con cosas mas pesadas y hacerlas un poco prograsivas. La verdad estuvimos ensayando poquito desde que empezamos pero ya conseguimos una sala para disponer todos los días que queramos por lo que cuando salgamos de la cuarentena vamos a meterle duro. Ya tenemos programado para grabar un EP de forma profesional pero independiente, la idea es buscar un buen sello para publicarlo con la esperanza de mas adelante poder grabar un disco que cubra nuestras ambiciones, por eso si lo escuchan y les gusta les pido también alguna data o algo que nos sirva. Un bsito.
PD: si lo ven en otro sub es porque si, copié y pegue esto.
https://heidiband.bandcamp.com/
submitted by spiritualshit7 to RepublicaArgentina [link] [comments]


2020.07.23 10:46 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte IV - SUGESTÕES DE LEITURAS pt3

ESPANHOL
Para todos os idiomas, recebi boas recomendações do site http://uz-translations.net/.
Para dicionários de Espanhol-Espanhol, já recebi boas recomendações do Diccionario de la Lengua Española (Real Academía de La Lengua Española). O Diccionario Salamanca de la Lengua Española e o Señas: Diccionario para la Enseñanza de la Lengua Española para Brasileños também são recomendados. Na internet, consulte: http://buscon.rae.es/draeI/. Para Espanhol- Português, acho que qualquer um deve valer. Na internet, o Michaelis pode ajudar (http://michaelis.uol.com.b).
Um professor recomendou-me o livro Temas de Gramática del Español como Lengua Extranjera, de Dorotea Inés Lieberman (Ed. Eudeba), só não sei se está disponível para venda no Brasil. O último Guia de Estudos que trouxe indicação de Gramáticas recomendadas para o estudo de Espanhol foi o de 2007, que sugeria:
GONZÁLEZ HERMOSO, Alfredo. Conjugar es fácil en español de España y América. Madrid, Edelsa, 1997.
REAL ACADEMIA ESPAÑOLA. Esbozo de una nueva gramática de la lengua española. Madrid, Espasa- Calpe, 1996.
REAL ACADEMIA ESPAÑOLA. Ortografía de la lengua española. Edición revisada por las Academias de la Lengua. Madrid, Espasa-Calpe, 1996.
SECO, Manuel. Gramática esencial del español: introducción al estudio de la lengua. Madrid, Espasa- Calpe, 2001.
SILVA, Cecilia Fonseca da. Los falsos amigos en español y portugués: interferencias léxicas. Rio de Janeiro, Ao Livro Técnico, 2003.
& SILVA, Luz María Pires da. Español a través de textos: estudio contrastivo para brasileños. Rio de Janeiro, Ao Livro Técnico, 2001.
Confira, também, o site:
http://conjugador.reverso.net/conjugacion-espanol.html - para conjugação de verbos em Espanhol
Para a leitura de periódicos em Espanhol, são recomendados, por exemplo: El País (www.elpais.es), El Mundo (www.elmundo.es), La Nación (www.lanacion.com.ar) e Clarín (www.clarin.com).
FRANCÊS
Para todos os idiomas, recebi boas recomendações do site http://uz-translations.net/.
Para dicionários Francês-Francês, são recomendáveis: Le Petit Robert, Le Micro Robert e Le Petit Larousse. Na internet, consulte: . Para dicionários Francês-Português, acredito que sirvam os dicionários da Larousse, da Ática, da Michaelis e da Editora Globo. Na internet, o site da Michaelis também pode ser útil (htt)p://michaelis.uol.com.b).)
Todos os professores de Francês de que já ouvi recomendações sugerem a Grammaire Progressive du Français, disponível nos níveis Iniciante, Intermediário e Avançado. Todos os três estão disponíveis para download no “REL UnB”. A Nouvelle Grammaire Française, de Jenepin Delatour, é também recomendada.
Confira, também, os sites:
http://www.educaserve.com/index.php - 204 lições on-line gratuitas http://francoclic.mec.gov.b - disponibiliza o método “Reflets” on-line, além de vários
outros recursos relacionados à língua francesa.
http://www.leconjugueur.com/ - para conjugação de verbos em Francês
http://lepointdufle.net/ - diversos links de cursos gratuitos, de dicionários de diversos tipos e de gramáticas. Há, também, diversas referências de cultura francesa (arte, teatro, música, cinema, literatura etc.).
http://www.francaisfacile.com/ http://www.revistafrancesa.com http://linguafrancesa.wordpress.com/ http://cursodefrancesonline.blogspot.com/ http://cursofrancesgratis.blogspot.com/
Para a leitura de periódicos em Francês, são recomendados, por exemplo: Le Monde www.lemonde.fr, Libération www.liberation.fr, Le Figaro http://www.lefigaro.fr, L´Express www.lexpress.fr, Le Nouvel Observateur www.nouvelobs.com e Le Monde diplomatique www.monde-diplomatique.fr.
GEOGRAFIA
Alguns dizem que, para ir bem em Geografia, na primeira fase, basta saber três coisas: “a África est urbanizando, a indústria est desconcentrando e o Nordeste est ‘bombando’”. Obviamente, n~o é tão simples assim, mas, de todo modo, são três tópicos bastante recorrentes (além de Geografia física, ocasionalmente). Como Geografia é a matéria de menor peso na primeira fase, muitos não dão muito valor. Sugiro, entretanto, uma leitura, ainda que rápida, de alguns pontos principais (urbanização, desconcentração industrial, Geografia física). Como você verá a seguir, sugiro três livros (com a possível exclusão de um deles) como basilares para a prova de Geografia da primeira fase. É um pouco difícil dizer se determinada leitura é suficiente ou não, especialmente para uma prova como o CACD. De qualquer forma, acredito que, com essas obras, o candidato tem boas chances de ir bem na primeira fase. Para a terceira fase, não sei o que recomendar. A prova de 2011 foi meio louca, tive de juntar conhecimentos aleatórios com um toque de enrolação. Se fosse fazer o concurso novamente, não sei se perderia muito tempo estudando outra obra de Geografia, como alguma do Milton Santos, na esperança de acertar qual será a loucura da banca no próximo ano.
- Manual do Candidato: Geografia (Bertha Becker): o mais útil da obra é que ela segue a mesma divisão de conteúdos prevista no Guia de Estudos de Geografia. Isso ajuda tanto a controlar quais aspectos você já estudou e quais ainda faltam quanto a buscar esse Manual, diante da falta de determinados conteúdos em outras bibliografias, para complementar seus estudos. Uma raridade entre os manuais (possivelmente, pelo fato de o nível de cobrança de Geografia não ser tão elevado quanto o de outras disciplinas), o manual é, em geral, bastante completo. Não diria que ele é suficiente, mas é quase (a parte de “Macrodivis~o natural do espaço brasileiro”, especialmente, é muito fraca e incompleta). Eu arriscaria dizer que o Manual do Candidato: Geografia da Bertha Becker e os outros dois livros a seguir (com a possível exclusão do Oliva e Giansanti, não tão indispensável assim, embora importante em alguns aspectos) formam a trilogia sagrada para a primeira fase. Para a terceira, de uma maneira geral, uma coisa ou outra escapa ao conteúdo dessas obras, mas nada que você n~o possa completar com um “miltonsantês” aqui e uma “enrolaç~o” ali. O problema mais importante é que ficar apenas com o “mais geral” n~o é mais suficiente, e passa a ser fundamental, nos estudos para a terceira fase, consolidar e aprofundar conhecimentos. Aí, ler apenas essas obras não será, de maneira nenhuma, suficiente. Sugiro procurar artigos variados na Internet, dados disponíveis nos sites dos Ministérios (principalmente MMA e MAPA), do IBGE etc. Ler as melhores respostas dos Guias de Estudos dos últimos CACDs também pode ser (assim como para todas as demais matérias da terceira fase) importante fonte de tópicos a serem pesquisados (cuidado, apenas, para não tomar aquelas respostas como perfeitas; mesmo respostas com nota máxima possuem, às vezes, alguns erros; use-as como um panorama geral e como uma seleção de determinados tópicos e dados relevantes, aprofundando seus conhecimentos com leituras adicionais).
Obs.: cuidado, pois há outra edição mais antiga do manual, da Regina Célia Araújo (não cheguei a ter contato com esse mais antigo, mas já ouvi bons e maus comentários a respeito).
- Projeto de Ensino de Geografia - Geografia do Brasil (Demétrio Magnoli): é de Ensino Médio, mas cobre boa parte do que você precisa saber de Geografia do Brasil para o concurso. Bastante importante. Acho que não está mais sendo editado, mas pode ser encontrado em sebos. O Geografia para Ensino Médio, também do Magnoli, pode substituí-lo.
- Temas da Geografia do Brasil (Oliva e Giansanti): complementa o anterior. Recomendo leitura seletiva dessa obra (com maior atenção para a seção 5 – Os Sistemas Naturais e o Espaço Geográfico do Brasil; as outras seções também têm uma coisa ou outra mais importante, talvez valha a pena uma leitura rápida, fazendo anotações pontuais). Apenas cuidado (e isso vale tanto para o Oliva e Giansanti quanto para o Magnoli) com a atualidade dos dados fornecidos. Observem a data de publicação das obras (Oliva e Giansanti, por exemplo, é de 1999) e não levem em consideração dados que podem ter mudado de lá para cá. Quando as obras falarem, por exemplo, que “o maior produtor de soja do Brasil é o estado de xxx”, confira em outras fontes (preferencialmente, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ou no Ministério do Meio Ambiente, por exemplo), para saber se os dados continuam válidos.
- Projeto de Ensino de Geografia - Geografia Geral (Magnoli): além de ajudar um pouco em Geografia (principalmente para a terceira fase, eu diria, haja vista as questões recentes sobre minérios na África ou sobre migrações internacionais, por exemplo), pode ter alguma coisa boa para Política Internacional também, mas não é imprescindível.
- O Brasil: Território e Sociedade no Início do Século XXI (Milton Santos e Maria Laura Silveira): mais importante para a terceira fase que para a primeira. De todo modo, não estudei por ele tanto por preguiça quanto por falta de tempo, e acho que não perdi muita coisa. Acho que, além de chato, é pouco objetivo.
“Miltonsantês”: ainda que n~o tenha caído recentemente nas provas da primeira fase, a Geografia de Milton Santos é fundamental para a terceira fase. Conhecer os conceitos usados pelo autor é importante não apenas porque podem ser objeto de questões na terceira fase (como o foi em 2010, em que uma questão pedia para descrever a divisão do Brasil proposta por Milton Santos e por Maria Laura Silveira), mas também porque o uso de conceitos do “miltonsantês” em todas as questões de Geografia da terceira fase enriquece sua resposta e agrada à banca examinadora (desde que usado com prudência). Possibilidades são procurar na internet artigos que tratem do assunto, além, é claro, da leitura (não muito prazerosa, eu diria) de livros do autor. Na obra Território Brasileiro: usos e abusos (Maria Adelia Aparecida Souza) e no supracitado Temas da Geografia do Brasil (Oliva e Giansanti), segundo recomendações que recebi, há bons resumos dos conceitos do autor. Para a primeira fase, não é necessário preocupar-se muito com isso (o que caiu de Milton Santos na primeira fase de 2011, por exemplo, seria facilmente depreendido da interpretação do texto apresentado na questão). Caso pretenda fazer cursinho preparatório, é bem provável que o professor dê isso em sala. No “REL UnB”, h diversos resumos de vrios livros do autor.
- A Condição Pós-Moderna (David Harvey) – ler apenas capítulo 9 (“Do Fordismo { Acumulaç~o Flexível”).
As seguintes obras foram indicadas por diferentes fontes, mas não cheguei a lê-las. De qualquer forma, ficam as sugestões.
- A Nova Dinâmica da Agricultura Brasileira (José Graziano): ler o primeiro capítulo.
- A Ordem Ambiental Internacional (Wagner Costa Ribeiro): li só o resumo, que está disponível no “REL UnB”.

- Atlas da Mundialização

- Atlas de La Mondialisation (Sciences Po)
- Atlas do Brasil (Hervé Théry) – já me foi muito bem recomendado, com as ressalvas de que a parte de crescimento não é tão boa e de que há muitos dados desatualizados.

- Atlas Nacional do Brasil (IBGE)

- Brasil: uma Nova Potência Regional na Economia-mundo (Bertha Becker e Cláudio Egler)
- Continente em Chamas: Globalização e Território na América Latina (Maria Laura Silveira) – destaque para o capítulo 3.
- Contribuição para a Gestão da Zona Costeira do Brasil (Antonio Carlos Robert Moraes)
- Geografia Humana, Sociedade, Espaço e Ciência Social (Derek Gregory, Ron Martin e Graham Smith) - cap. 1, 2, 4 e 8.
- Geografia: Conceitos e Temas (capítulo de B. Becker: "Geopolítica na Virada do Milênio")
- Geografia: Pequena História Crítica (A.C. Robert Moraes): não li, mas me recomendaram como boa alternativa para o estudo de história do pensamento geográfico.

- L’Atlas du Monde Diplomatique

- Metamorfoses do Espaço Habitado (Milton Santos): segundo recomendações, pode ser boa introduç~o ao “miltonsantês”.
- Novas Geopolíticas (José William Vezentini): sobre a história do pensamento geopolítico.
- O Corpo da Pátria (Demétrio Magnoli): não passei nem perto, mas joguei o título do livro em uma questão louca da terceira fase, como se eu soubesse alguma coisa que o Magnoli fala nele. Até que deu mais ou menos certo.
- Por uma outra Globalização (Milton Santos): não li. Meu professor no cursinho repetiu tantas vezes os conceitos do “miltonsantês” que eu senti que, para entender um pouco o pensamento do autor, não tinha de ler as obras. Se você tiver acesso a bons resumos e/ou a relações de conceitos do “miltonsantês”, acredito que a obra pode ser dispensvel. H resumo no “REL UnB”.
Várias fontes na Internet pode, também, ser úteis, como as páginas do governo federal (Portal Brasil: PAC - http://www.brasil.gov.bpac; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - http://www.agricultura.gov.b; Ministério do Meio Ambiente - http://www.mma.gov.bsitio/; Ministério da Integração Nacional - http://www.integracao.gov.b etc.).
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.23 10:36 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte III – A PREPARAÇÃO INTRODUÇÃO pt 10 a 3ra fase do CACD

Em primeiro lugar, lembro uma coisa muito simples: terceira fase não é segunda fase. Você não precisa se preocupar com propriedade vocabular, vírgulas antes de orações subordinadas reduzidas de infinitivo e coisas do tipo. É óbvio que não vale escrever completamente errado também, mas o que eu quero dizer é que a banca da terceira fase nem sabe das exigências da segunda fase direito, então não precisa se preocupar tanto com aspectos formais da escrita. Obviamente, a necessidade de ter uma tese central e alguns argumentos que a comprovem de maneira coerente permanece, mas isso não é novidade para ninguém. A importância do aspecto formal da terceira fase não está nas palavras e nos termos de uma oração, mas na sequência lógica de argumentos.
Algo bastante importante nas provas de terceira fase é destacar um argumento central, uma tese que responda à questão e que lhe permita apresentar exemplos/construções teóricas e desenvolver argumentos que a comprovem. Nessa situaç~o, vale a velha “fórmula” de dissertaç~o: introdução (com a tese central), argumentação (com uma ideia central por parágrafo, com argumentos que comprovem sua tese central) e conclusão (com retomada da tese e com articulação dos argumentos apresentados). Não há um número ideal de parágrafos, vale o bom senso (evitar parágrafos com apenas uma frase ou excessivamente grandes, mas não é necessário que tenham quase o mesmo tamanho, por exemplo, como ocorre na segunda fase).
Evite juízos de valor muito expressivos. Obviamente, tudo o que você escreve contém um pouco de subjetividade, mas evite adjetivações excessivas e algumas construções, como “é importante ressaltar que…”, “vale lembrar que...” ou “fato que merece destaque é…”.
Evite listagens longas e/ou imprecisas. Por exemplo: se você não se lembra de todos os países que fazem parte de determinado grupo, ou se eles são muitos, evite citações de todos os países (na verdade, não sei por qual motivo alguém iria querer citar os membros de um grupo assim, mas vai que precisa de algumas linhas de “enrolaç~o”, não é?). Ex.: “A UNASUL é composta por Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela”.
Preferir: “A UNASUL é composta pelos doze países latino-americanos (à exceção da Guiana Francesa)” ou “A UNASUL é composta pelo agrupamento dos membros do MERCOSUL e da CAN, acrescidos do Chile, do Suriname e da Guiana”. Quanto a imprecisões, evitar, por exemplo: “A UNASUL é composta por Brasil, Argentina, Venezuela, entre outros”. Se você n~o se lembra de todos ou se o número de países é relativamente grande para citar todos, opte ou pelas alternativas anteriormente apresentadas ou, pelo menos, por algo como “Na UNASUL, destacam-se o Brasil – por sua dimensão territorial, por sua população e por seu peso político-econômico –, a Argentina – importante mercado emergente, com forte setor agrícola voltado à exportação e com indústria diversificada – e a Venezuela – detentora de recursos naturais estratégicos e grande exportadora de petróleo”.
Evite, também, citações e menções excessivas. Elas não devem constituir a base de sua resposta. Excesso de citação de eventos pode ser um problema. Obviamente, citar datas, conceitos e períodos é fundamental, mas o problema começa quando essas referências ocupam frases inteiras, sem argumentação e sem sequência lógica de relações. Veja os Guias de Estudos antigos, para ter uma noção do tipo de resposta preferido pela banca. O importante é não exagerar, para o texto não ficar carregado de informações que, ainda que úteis, não sustentam a tese que responde à questão de maneira consistente. Para conceitos menos conhecidos, convém citar a fonte (de todo modo, ainda que certos conceitos, como “Estado normal”, sejam consagrados na literatura sobre política externa brasileira, dizer que “o país entrou, assim, no período que Amado Cervo define como ‘Estado normal’” me parece boa estratégia – até porque o próprio Amado Cervo já foi da banca corretora vez ou outra; o José Flávio Sombra Saraiva é outro que tenho certeza de que irá adorar ver seu nome mencionado em uma resposta).
Algo bastante útil é evitar criar (e cair em) armadilhas. Se você sabe, por exemplo, que o Pacto Andino foi firmado em 1969, mas não tem certeza se a organização aí criada já se chamava Comunidade Andina de Nações, por exemplo, opte por uma formulação de resposta que evite comprometer-se quanto a isso. Uma sugest~o seria, por exemplo: “Firmado em 1969, o Pacto Andino consubstanciou importante passo para a criaç~o da Comunidade Andina de Nações (CAN)”. Desse modo, você evita incorrer no erro de atribuir ao Pacto a responsabilidade pela criação da CAN, sem deixar de destacar sua importância para que isso ocorresse posteriormente. Evite, também, conceitos “politicamente incorretos” ou em desuso, como “governo neoliberal” (preferir “governo associado aos princípios do Consenso de Washington”, por exemplo), “país subdesenvolvido” (preferir “país de menor desenvolvimento relativo”, por exemplo) etc.
Para boa parte dos argumentos a ser empregados na terceira fase, a leitura atenta e o fichamento das melhores respostas dos Guias de Estudos anteriores podem ajudar bastante. Eu tive um professor de cursinho, o Ricardo Macau, que gostava de dizer que o intuito de fichar os Guias de Estudos era, simplesmente, roubar argumentos. Ninguém precisa inventar novos argumentos, para tentar “chocar” a banca. Se a banca publica um Guia de Estudos anualmente, dizia ele, é para mostrar a todos os candidatos o que ela queria ler como resposta naquela questão e o que ela quer ler nas respostas dos concursos dos anos seguintes. Dessa maneira, não há nenhum constrangimento em fichar os principais argumentos das provas dos anos anteriores e em usá-los nas questões pertinentes da terceira fase. Alguns desses argumentos foram muito úteis para mim, especialmente nas provas de História do Brasil, de Política Internacional e de Direito.
Uma coisa que pouca gente fala é que os Guias de Estudos nem sempre são cópias fidedignas das respostas dos candidatos. A organização do concurso entra em contato com os autores das respostas selecionadas e solicita que os próprios autores digitem suas respostas. Os candidatos podem fazer eventuais alterações pontuais de algumas imprecisões, mas alguns poucos acabam exagerando. Para quem está se preparando para o concurso, não poderia haver nada pior, já que não podemos ter uma noção exata de qual tipo de resposta foi avaliado como suficiente pelos examinadores (por saber que era possível alterar, eu sempre ficava em dúvida: será que ele/ela ganhou essa nota escrevendo tudo isso mesmo?). J vi gente dizendo que “quem consegue fazer as melhores respostas deu sorte, porque fez mestrado ou doutorado no assunto, pelo menos”, e isso é completa mentira. O que ocorre é que essas pessoas souberam conjugar estudo eficiente e capacidade de desenvolvimento analítico diferenciada que sejam convertidos em uma argumentação clara e consistente. Para isso, não tem mestrado ou doutorado que adiante. Em algumas questões, você sente ser capaz de escrever o dobro ou ainda mais sobre aquele assunto (principalmente, nas questões de 60 linhas), mas o que mais conta, no fim das contas, é a forma, o modo como você organiza suas ideias, os argumentos de que você faz uso etc.
Na prova de História do Brasil, alguns temas são mais ou menos recorrentes. Definição das fronteiras nacionais, política externa do Império, política externa dos governos Quadros-Goulart (Política Externa Independente), política externa dos governos militares (especialmente, Geisel), relações do Brasil com a América do Sul (destaque para as relações Brasil-Argentina desde o século XIX), relações do Brasil com a África (do período da descolonização até a década de 1980). Obviamente, há inúmeros outros temas (bastante pontuais às vezes) que também são cobrados, mas eu acho que, se eu tivesse só uma semana, para estudar tudo de História do Brasil, eu escolheria esses temas. Ainda que eles não sejam cobrados diretamente, podem ser encaixados em muitas outras questões.
A prova de Inglês consiste de uma tradução do Inglês para o Português (valor: 20 pontos), de uma versão do Português para o Inglês (valor: 15 pontos), de um resumo de texto em Inglês (valor: 15 pontos) e de uma redação sobre tema geral (valor: 50 pontos). As notas de Inglês são, geralmente, bem mais baixas que as das demais provas, o que, considerando que boa parte dos candidatos que chega à terceira fase tem alguma experiência no domínio avançado da língua inglesa (acredito eu), é claro sinal de que a cobrança é bastante rigorosa, e apenas conhecimentos básicos da língua não são suficientes.
Quanto à tradução e à versão, não tenho muito a dizer. Há dedução de 1,00 ou de 0,50 pontos (dependendo do tipo de erro) do valor total do exercício para cada erro de tradução13. O vocabulário cobrado nem sempre é muito simples (um ou outro termo pode ser mais complicado), mas, em geral, não há muitos problemas. Normalmente, as notas da tradução são bem maiores que as notas da versão. Um pequeno “problema” nas traduções e nas versões é o seguinte: o examinador escolhe, tanto nas traduções para o Português quanto nas versões para o Inglês, algumas expressões que ele quer, obrigatoriamente, que o candidato use determinados termos que correspondam àquela palavra ou expressão na outra língua. Assim, por exemplo, se há o termo “vidente”, para ser traduzido para o Inglês, e se o examinador escolheu essa palavra, para testar os candidatos, você ser penalizado, se tentar dizer isso com uma express~o como “a person who foresees” ou coisa do tipo. Se o examinador, entretanto, não houver escolhido essa palavra como teste, você poderá não perder nenhum ponto por isso. O maior problema é que, obviamente, você não sabe quais são as expressões que serão escolhidas enquanto faz a prova. Pode ser que uma expressão para a qual você não conhece a tradução exata não seja uma das escolhidas pelo examinador, e dizer a mesma coisa de outra maneira (com uma frase ou com uma expressão mais longa que exprima o mesmo sentido) pode não implicar penalização. Enfim, não há como saber isso antecipadamente, então a melhor alternativa é, sempre, a tradução o mais fidedigna possível. De toda forma, se não souber, aí não tem jeito, invente alguma coisa, pode ser que seja aceita. Só nunca, nunca, deixe um espaço em branco, pois isso atrai os olhos do examinador, e ele saberá que já tem algo faltando ali. Mesmo que você não tenha nenhuma ideia do que alguma coisa signifique ou de como traduzir, invente palavras, crie sinônimos que não existem, faça qualquer malabarismo linguístico que estiver a seu alcance, só não deixe espaços em branco. Como os examinadores corrigem mais de duzentas provas (números de 2010 e de 2011), pode ser que alguns erros acabem passando despercebidos.
13 Segundo o Guia de Estudos: menos 1,00 pontos por falta de correspondência ao(s) texto(s)-fonte, erros gramaticais, escolhas errôneas de palavras e estilo inadequado; menos 0,50 pontos por erros de pontuação ou de ortografia. Apesar dessa previsão no Guia de Estudos, a banca também tem considerado, nos últimos concursos, que também se subtraem 0,50 pontos por erro de preposição, ao invés de 1,00 pontos.
O resumo do texto em Inglês costuma surpreender alguns candidatos com baixas notas. A atribuição de pontos é feita de acordo com uma avaliação subjetiva que considera várias coisas: quantidade de erros, abrangência de todos os pontos selecionados pelo examinador como os mais importantes do texto etc. Não é necessário incluir exemplos no resumo, que deve, com suas palavras, abranger todos os principais temas discutidos no texto, seus argumentos e sua linha de raciocínio (os temas e os argumentos podem ser apresentados na ordem que você considerar mais interessante, não é necessário seguir a ordem do texto). No resumo, não se emite opinião sobre o texto, e n~o é necessrio dizer “o autor defende”, “segundo o autor” (em Inglês, obviamente). Como se trata do resumo de um texto, é evidente que tudo o que está ali resume as opiniões do autor. Não é necessário fazer uma introdução e uma conclusão, você perderá muito espaço, e não é esse o objetivo do resumo. Seja simples e direto, acho que é a melhor dica.
O comando indica um máximo de 200 palavras, mas eles não contam. Já vi professores dizendo para que os alunos fizessem, obrigatoriamente, entre 198 e 200 palavras, mas, se você buscar os Guias de Estudos anteriores, verá que há resumos que fogem a esse padrão (para baixo ou para cima) e que foram escolhidos como o melhor resumo daquele ano. É claro que você não vai escrever 220 palavras, mas acho que umas 205, mais ou menos, estão de bom tamanho (escrevi um pouco mais de 200, acho que 203, não sei). A professora do cursinho de terceira fase dizia que podíamos fazer até cerca de 210 (desde que a letra não fosse enorme, para não despertar a curiosidade do examinador) que não teria problema. É claro que o foco deve estar nos 200, esse valor superior é apenas para o caso de lhe faltarem algumas palavras, para encerrar o raciocínio.
Em 2011, os 15,00 pontos do resumo foram divididos em duas partes: 12,00 pontos para a síntese dos principais aspectos do texto e 3,00 pontos para linguagem e gramática. O examinador determinou que havia seis tópicos principais do texto que deveriam ser incluídos no resumo e atribuiu até dois pontos para a discussão de cada um desses tópicos. Obviamente, não há como saber quantos serão esses tópicos. O melhor a fazer é tentar tratar de todos os aspectos mais importantes do texto com o mínimo possível de palavras. Se sobrarem 10 ou 15 palavras, não desperdice, faça uma frase a mais, quem sabe isso pode lhe render alguns preciosos décimos a mais.
A redação em Inglês é de 45 a 60 linhas, com valor de 50 pontos. Esses 50 pontos são distribuídos em: planejamento e desenvolvimento (20 pontos), qualidade vocabular (10 pontos) e gramática (20 pontos), com penalização de 1,00 ou de 0,50 pontos por erro, de acordo com o tipo de erro14 (descontados da parte de gramática). Nota zero em gramática implica nota zero na redação (logo, cuidado para não zerar). Há penalização de 1,00 pontos para cada linha que faltar para o mínimo estabelecido.
Normalmente, a redação trata de temas internacionais de fácil articulação. Não há recomendações de número de parágrafos, de número de linhas por parágrafo ou coisa do tipo. As principais coisas a observar são: ter uma tese central, usar argumentos que a sustentem, e, sobretudo, fornecer exemplos. Ao ver espelhos de correção de concursos anteriores no cursinho, fica evidente que muitas notas de planejamento e desenvolvimento são mais baixas devido à ausência ou à insuficiência de exemplos, como indicam os comentários dos examinadores em provas anteriores (a prova de Inglês é a única da terceira fase que vem com comentários e com marcações). Eu diria, portanto, que é necessário prestar atenção na argumentação coerente que comprove a tese, é claro, e no fornecimento de vários exemplos que sustentem a argumentação apresentada. É claro que só listar dezenas de exemplos pode não adiantar nada, mas, se você souber usá-los de maneira coerente, como complemento à argumentação, acho que poderá ser bem recompensado por isso. Ao contrário do que já vi dizerem por aí, não há penalizaç~o por “ideologia” discrepante daquela da banca. Aproveitando a temática da prova de 2001, não interessa se você é contra ou a favor da globalização, o importante é elencar argumentos fortes e sustentá-los com exemplos pertinentes.
14 Segundo o Guia de Estudos, menos 1,00 pontos por erro (exceto para erros de pontuação ou de ortografia, para os quais há subtração de 0,50 pontos). Apesar dessa previsão no Guia de Estudos, a banca também tem considerado, nos últimos concursos, que também se subtrai 0,50 pontos por erro de preposição, ao invés de 1,00 pontos.
Por fim, a parte de qualidade vocabular não se refere só ao uso de construções avançadas de Inglês (inversões, expressões idiomáticas etc.). De nada adianta usar dezenas de construções avançadas, se você tiver muitos erros de gramática. Os 10 pontos de qualidade vocabular levam em consideração tanto o número de construções avançadas que você usou quanto o número de erros de gramática que você teve. Ainda que você use poucas construções avançadas, se não errar nada de gramática (ou se errar muito pouco), sua nota nesse quesito deverá ser bem alta. Dessa forma, acho que o melhor a fazer é preocupar-se, primeiramente, com gramática. Uma pequena lista de expressões idiomáticas passíveis de se empregar, combinada com o uso de construções mais avançadas (como inversões, por exemplo), já pode significar boa nota de qualidade vocabular, se você não perder muitos pontos de gramática. Não vou dizer quais usei, senão todo mundo vai usar as mesmas e ninguém vai ganhar pontos. Usem a criatividade: vejam expressões diferentes, palavras conotativas apropriadas, verbos e palavras mais “elaborados” etc.
Em resumo, acho que o principal da redação é: errar pouco em gramática e fornecer exemplos. Com isso e com bons argumentos, sem fugir ao tema, eu diria que há boas chances de uma nota razoável.
A prova de Geografia é, a meu ver, uma das mais chatas e imprevisíveis. Cada ano, a prova é de um jeito, ora cobra Geografia física, ora cobra teoria da Geografia etc. No geral, acho que a banca não tem muita noção de que está avaliando conhecimentos importantes para o exercício da profissão de diplomata, não de geógrafo. Assim, frequentemente, aparecem algumas questões bem loucas. O bom das questões mais chatas de Geografia é que a banca costuma ser mais generosa na correção. Há alguns anos, uma questão sobre minérios na África, por exemplo, aterrorizou muitos candidatos, mas, na hora da correção, segundo um professor de cursinho, as notas não foram tão baixas. Por isso, não se preocupe tanto com essas questões mais espinhosas que, eventualmente, aparecem na terceira fase de Geografia.
Em 2011, uma das questões (sobre navegação de cabotagem no Brasil, na década 2001-2010) havia sido tema de uma reportagem do programa Globomar duas semanas antes da prova. Para falar a verdade, eu não sabia nem o que era Globomar, se era uma reportagem do Fantástico, um quadro do Faustão ou a nova novela das sete, mas, como um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar, não custa nada informar para que você fique atento a algumas dessas questões mais recentes. Não precisa gravar e tomar notas de todo Globomar daqui para frente. Dar uma olhada nos temas desse tipo de programa, de vez em quando, já deve ser mais que suficiente. Vale dizer que o mais importante é, sempre, Geografia do Brasil. Não precisa assistir o National Geographic sobre monções no Sri Lanka, porque não vai cair. De todo modo, assuntos relativos à costa e ao litoral brasileiros são reincidentes no concurso.
Muitos falam sobre a necessidade de usar o “miltonsantês”, como s~o conhecidos os conceitos de Milton Santos, nas respostas de terceira fase. É algo meio batido, mas acho que todo mundo que faz, pelo menos, o cursinho preparatório para a terceira fase deverá ouvir alguma coisa a respeito, então não se preocupe com isso. Se der para usar alguns conceitos em determinadas questões, use sem exageros. Esses termos podem render bons olhos com a banca, mas ninguém tira total só porque escreveu dez conceitos miltonianos na resposta.
Algumas argumentações s~o “coringas” em Política Internacional. Alguns conceitos, como “multilateralismo normativo”, “postura proativa e participativa”, “articulaç~o de consensos”, “reforma da ordem”, “juridicismo”, “pacifismo”, “pragmatismo”, “autonomia pela participaç~o” etc., poderão ser encaixados em quase todas as respostas de terceira fase. Relações Sul-Sul, América do Sul, BRICS, IBAS, África também são temas que poderão ser empregados em diversos contextos (temáticas recorrentes nos últimos concursos). Desse modo, saiba usar esse conhecimento a seu favor. Se há uma questão que pede comentário sobre algum aspecto da política externa brasileira contemporânea, citar esses conceitos já pode ser bom começo.
Não custa nada lembrar que você está fazendo uma prova para o Ministério em que você pretende trabalhar pelo resto da vida. Criticar a atuação recente do MRE não é sinal de maturidade crítica ou coisa do tipo, pode ter certeza de que n~o ser bem visto pela banca corretora. N~o precisa “puxar o saco” do governo atual descaradamente, mas considero uma estratégia, no mínimo, inteligente procurar ressaltar que, apesar de eventuais desafios à inserção internacional do Brasil, o país vem conseguindo alçar importantes conquistas no contexto internacional contemporâneo, como reflexo de sua inserção internacional madura, proativa e propositiva. Na prova de 2011, a prova da importância de saber a posição oficial do MRE com relação a temáticas da política internacional contemporânea ficou evidente em uma questão que pedia que se discutisse a situação na Líbia, apresentando a posição oficial do governo brasileiro e os motivos para a abstenção do Brasil na votação da resolução 1.973 do Conselho de Segurança da ONU. Saber a posição oficial do governo sobre os principais temas da agenda internacional contemporânea é fundamental na terceira fase. Na primeira fase também: em 2011, um item dizia que o MRE usava a participação na MINUSTAH como “moeda de troca” para o assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Por mais que a mídia sensacionalista diga isso e por mais que você, porventura, acredite nisso, não é essa a posição oficial do Ministério, então isso não está correto e ponto. Seja pragmático e tenha, sempre, em mente que você está fazendo uma prova para o governo. Em dúvida, pense: o que o governo brasileiro defende nessa situação? Essa posição vale tanto para a primeira fase quanto para a terceira.
Com relação à prova de Direito, é uma avaliação, a meu ver, bastante tranquila e uma das mais bem formuladas. Não há grandes segredos, e a leitura (acompanhada do fichamento) dos Guias de Estudos antigos é fundamental. Muitos estilos de questões repetem de um ano para o outro, e alguns argumentos gerais sobre o fundamento de juridicidade do Direito Internacional Público, por exemplo, são úteis quase sempre. Ultimamente, a probabilidade de questões sobre Direito interno propriamente dito tem sido reduzida a temáticas que envolvam o Direito Internacional (como a questão sobre a competência para efetuar a denúncia a tratados, cobrada em 2010). Em Direito Internacional Privado, o que já foi cobrado do assunto, em concursos recentes, esteve relacionado à homologação de sentença estrangeira, assunto bastante básico e tranquilo de estudar. Em Direito Internacional Público (DIP), atenção especial à solução de controvérsias (meios pacíficos, meios coercitivos, meios jurídicos e meios bélicos), ao sistema ONU e ao sistema de solução de controvérsias da Organização Mundial do Comércio, além do supracitado fundamento de juridicidade do DIP (“afinal, por que o DIP é Direito?”). Uma dica que vale tanto para as questões de Direito quanto para as de Economia é tomar cuidado com o número de linhas. Como há questões de 60 e de 40 linhas, corre-se o risco de perder muito espaço com argumentos e ilustrações não necessários à questão. Nas provas dessas duas matérias, não acho que seja tão necessário preocupar-se tanto com a introdução e com a conclusão nas questões de 40 linhas (nas de 60, se houver, devem ser bem curtas), pois não há espaço suficiente para isso. Em minhas provas de terceira fase, apenas respondi a essas questões de 40 linhas diretamente.
A prova de Economia mudou muito, se você comparar as provas de 2008-2009 às de 2010-2011, por exemplo. Anteriormente, havia questões enormes de cálculos, equações de Microeconomia etc. Em 2010, a única questão que envolvia cálculo era ridiculamente fácil. Em 2011, para melhorar a situação daqueles que não gostam dos números, não havia um único cálculo nas questões, todas elas analíticas. Além disso, as cobranças anteriores de Economia Brasileira focavam, especialmente, no período da República Velha (isso se repetiu em 2010). Em 2011, até mesmo o balanço de pagamentos atual do Brasil e a economia dos BRIC na atualidade foram objetos de questões. Talvez seja uma tendência da prova de Economia dos próximos anos, de priorizar o raciocínio econômico, em detrimento dos cálculos matemáticos que aterrorizavam muitos no passado. Ainda que eu não tenha problemas com cálculo (e goste bastante, inclusive), devo admitir que me parece muito mais coerente cobrar economia dos países do BRIC do que insistir nos cálculos de preço de equilíbrio, quantidade de equilíbrio, peso-morto etc., se considerarmos que se trata de uma prova que visa a selecionar futuros diplomatas (aí está uma lição que a banca de Geografia precisava aprender).
Ainda que, à primeira vista, esse novo tipo de prova possa parecer mais fácil, pode não ser tão tranquilo quanto parece. Por mais contemporâneas que as questões sejam, acho que os candidatos correm o sério risco de confundir a prova de Economia com uma prova de Política Internacional (por envolver BRIC, por exemplo). Lembre-se, sempre, de que quem corrige as provas de Economia são economistas. Como economistas, eles valorizam o raciocínio econômico, com o uso de conceitos econômicos, e é isso o que deve ficar claro, em minha opinião, em questões como essa. Tenho maior facilidade com esse raciocínio econômico e com os conceitos da disciplina, por haver participado da monitoria de Introdução à Economia da UnB por quatro semestres. A quem não teve essa experiência, para acostumar-se a esse “economês”, nada melhor que bons noticirios de Economia:
- Brasil Econômico: http://www.brasileconomico.com.b
- Financial Times: http://www.ft.com/home/us
- IPEA: http://agencia.ipea.gov.b
- O Globo Economia: http://oglobo.globo.com/economia/
- The Economist: http://www.economist.com/
- Valor Econômico: http://www.valoronline.com.b, entre vários outros.
Obviamente, não precisa ficar lendo todas as notícias postadas em todos esses sites, todos os dias. Já tentei o esquema de ler uma notícia por dia de uns cinco sites de notícias e cansei facilmente. Não acho que seja possível dizer um número ideal de notícias econômicas lidas por semana, mas sei lá, umas duas ou três já são melhor que nada.
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


Use a ComboBox in Excel as a way to find data - YouTube Consulta entre Periodo de Datas no Excel - YouTube Cómo hacer un Buscador en Excel - YouTube Cómo buscar datos en Excel 2010 - YouTube Cómo buscar datos rápido con excel - YouTube Función BUSCARV en Excel 2010 - YouTube (WARNING: EXTREMELY LOUD) DELTARUNE data.win interpreted as raw data Buscar un valor en una columna y extraer datos de otra ... Excel - Extraer datos a partir de una lista. Función ...

FoodData Central - USDA

  1. Use a ComboBox in Excel as a way to find data - YouTube
  2. Consulta entre Periodo de Datas no Excel - YouTube
  3. Cómo hacer un Buscador en Excel - YouTube
  4. Cómo buscar datos en Excel 2010 - YouTube
  5. Cómo buscar datos rápido con excel - YouTube
  6. Función BUSCARV en Excel 2010 - YouTube
  7. (WARNING: EXTREMELY LOUD) DELTARUNE data.win interpreted as raw data
  8. Buscar un valor en una columna y extraer datos de otra ...
  9. Excel - Extraer datos a partir de una lista. Función ...

En este video estaremos viendo cómo hacer un buscador en Excel 2016, aplicable a otras versiones de Microsoft Excel http://exceltotal.com/buscar-informacion/ Para buscar datos en Excel 2010 podemos utilizar el cuadro de diálogo Buscar y reemplazar. http://excelmais.com.br/inscreva-se-agora Para Baixar o Arquivo Excel Solicitado, basta clicar no Link acima e seguir as instruções! http://ExcelMais.com.br ... Tutorial de Excel que explica el uso de la función BUSCARV para extraer datos a partir de una lista. Excel buscarv. Buscarv excel. Excel 2013. Excel 2010. Ex... http://exceltotal.com/tutorial-excel-2010-funcion-buscarv/ La función BUSCARV en Excel busca un valor en la primera columna de una tabla. Aprende a cómo buscar datos rápido con excel. Es una función muy útil para encontrar algún dato en Excel. En nuestro canal general puedes encontrar todo lo q... En este video buscamos un producto en una columna de un data frame y lo utilizamos en un cálculo, con una función. ¡Es muy sencillo y aquí te mostramos cómo ... Descarga el archivo de ejemplo http://www.exceleinfo.com/utilizar-un-combobox-como-lista-de-bsqueda/ Suscríbete a este canal https://www.youtube.com/user... seriously, this is fucking loud so turn down your volume DELTARUNE's data.win file interpreted as raw data, with all the static and irrelevant garbled sounds cut out. timestamps: 0:24 a voice ...